Cinco picapes que enfrentarão a nova Fiat Toro nos próximos anos

Chevrolet, Ford Hyundai e VW preparam modelos rivais aos da Stellantis, e todos têm muito boas chances de vir ao Brasil até 2024
LF
Por
05.02.2021 às 13:18
Chevrolet, Ford Hyundai e VW preparam modelos rivais aos da Stellantis, e todos têm muito boas chances de vir ao Brasil até 2024

Projeção: @kolesaru

A Fiat Toro passará por mudanças importantes na linha 2022, menos no visual e mais no painel, no pacote tecnológico e na motorização. A picape que moldou o segmento de utilitários compactos-médios com caçamba no país já está se antecipando a cinco futuras rivais que devem ser lançadas nos próximos três anos.

Chevrolet, Ford Hyundai e VW preparam modelos rivais aos da Stellantis, e todos têm muito boas chances de vir ao Brasil até 2024
Projeção: @overboostbr

Se ela domina amplamente o mercado, talvez sua vida fique mais difícil até 2024, quando essas cinco concorrentes devem se juntar a ela. Todas têm muito boas chances de chegar ao Brasil. Na verdade, algumas delas vêm sendo desenvolvidas com especial atenção ao nosso mercado. Confira quais serão as futuras oponentes que prometem dar trabalho à Toro.

Confira o valor do seu carro na Tabela Fipe 

1) Nova Renault Duster Oroch

Chevrolet, Ford Hyundai e VW preparam modelos rivais aos da Stellantis, e todos têm muito boas chances de vir ao Brasil até 2024
Projeção: @overboostbr

Esta deve ser a primeira a chegar, no primeiro semestre de 2022. A Oroch pode clamar para si o direito de ter sido a real pioneira do segmento, pois foi lançada antes da própria Toro, em setembro de 2015, enquanto o modelo da Fiat chegou ao mercado em fevereiro de 2016.

Só que um fato inconteste é que foi a Toro que moldou a categoria. Tanto que é o seu porte e a sua silhueta que a concorrência de outras marcas vem buscando imitar. O modelo da Renault é mais acanhado, tem menor capacidade de carga e sente falta de versões 4x4.

A marca francesa tentará corrigir isso com o projeto U79 PH2, que fará a Oroch herdar o visual do novo Duster e o motor 1.3 TCe turboflex que estreará nos próximos meses no Captur. Sua capacidade de carga, em atuais 650 kg, menos que o da Fiat Strada, deve ser ampliada.

Resta saber se a Duster Oroch ainda vai querer se posicionar como rival da Toro ou se assumirá de vez como concorrente da própria Strada e também da VW Saveiro. Sua faixa de preços e também a presença ou não de tração nas quatro rodas (que a matriz B0 do Duster permite aplicar) é que vão responder essa pergunta.

Leia também: Nova Frontier americana é boa demais para vir ao Brasil

2) Ford Maverick

Chevrolet, Ford Hyundai e VW preparam modelos rivais aos da Stellantis, e todos têm muito boas chances de vir ao Brasil até 2024

Também em 2022, porém mais para o segundo semestre, a Ford deve importar ao Brasil a Maverick, que ressuscitará o nome do velho e icônico cupê dos anos 70, porém no corpo de utilitário, e será importada ao país via México – ela já está em fase final de desenvolvimento.

A Maverick picape utilizará a plataforma C2 do Bronco Sport, SUV quadradão que será lançado no Brasil ainda este ano. Compartilhará com ele, inclusive, toda a metade dianteira da cabine, ganhando elementos exclusivos apenas da coluna B para trás.

Só que, diferentemente do Bronco Sport, que terá faróis arredondados, a Maverick trará uma dianteira com visual próprio, inspirado na nova geração da picapona F-150. Deve trazer sob o cofre os motores 1.5 Dragon EcoBoost (três-cilindros turbo a gasolina) de 180 cv e 2.0 EcoBoost (quatro-cilindros turbo a gasolina) de 248 cv, com opção de tração integral.

Leia também: As ousadas criações das concessionárias brasileiras metidas a montadora

3) Hyundai Santa Cruz

Chevrolet, Ford Hyundai e VW preparam modelos rivais aos da Stellantis, e todos têm muito boas chances de vir ao Brasil até 2024

Este é outro modelo que está prestes a ser apresentado mundialmente. Sua chegada ao Brasil, porém, depende da Caoa, representante oficial de modelos da Hyundai no país que não sejam HB20, HB20S, HB20X e Creta. A boa notícia é que a empresa anunciou um investimento de R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO) para produzir dez novos modelos até 2025

A Santa Cruz é um dos nomes fortes da lista. Isso porque ela deriva diretamente da nova geração do Hyundai Tucson, SUV médio que a Caoa também tem intenção de montar localmente. Com ele, a Santa Cruz deve compartilhar toda a estrutura da cabine até a coluna B e a mesma identidade visual. 

Os mais recentes flagras de protótipos da versão de produção do modelo comprovam isso. Só que, no caso da Santa Cruz, o mais provável é que o projeto seja preparado para lançamento o final de 2022 ou, numa aposta mais certeira, primeiro semestre de 2023 em nosso mercado.

Leia também: Confirmado: Fiat Strada terá câmbio automático já em 2021

4) VW Tarok

Chevrolet, Ford Hyundai e VW preparam modelos rivais aos da Stellantis, e todos têm muito boas chances de vir ao Brasil até 2024
Projeção: @kdesignag

A Volkswagen deve descongelar investimentos na América do Sul após firmar novos acordos trabalhistas com os sindicatos de suas respectivas fábricas no Brasil. Um deles é o da versão de produção da Tarok, apresentada como conceito no Salão do Automóvel de São Paulo de 2018 e que foi criada sob medida para brigar com a Toro.

Uma curiosidade, noticiada pela Mobiauto em primeira mão, é que a Tarok será um projeto nascido diretamente a partir da plataforma MQB-A do SUV Taos. Do Taos, a Tarok (cujo nome ainda é provisório) herdará toda a metade dianteira da carroceria, assim como a Santa Cruz fará em relação ao novo Tucson. 

Não é à toa que seu projeto é conhecido como VW317, enquanto o do Taos é o VW316. Também não é por coincidência que o Taos ganhou assinatura em duplo L nos faróis e grade iluminada por um filete horizontal de LED ao centro, pelo menos em sua versão de topo, a Highline. Ambos os elementos já estavam presentes na Tarok Concept.

A picape ganhar vida apenas em 2023 e sua produção pode ocorrer em General Pacheco (Argentina), junto com o próprio Taos, ou em São José dos Pinhais (PR), onde atualmente se produz o T-Cross. No momento, o complexo Hermano é o favorito na disputa.

Seus motores serão o 1.4 250 TSI (quatro-cilindros turboflex de 150 cv e 25,5 kgfm, vindo do próprio Taos), aliado a câmbio automático de seis marchas, ou 2.0 turbodiesel de 180 cv e 42,8 kgfm, vindo da Amarok, este com caixa automática de oito velocidades e tração integral. 

Leia também: Ford: vendas de Ranger e Territory estão caindo mais que as do Ka

5) Nova picape da Chevrolet

Chevrolet, Ford Hyundai e VW preparam modelos rivais aos da Stellantis, e todos têm muito boas chances de vir ao Brasil até 2024
Projeção: @kdesignag

Eis o único membro da lista que ainda nem nome tem, nem provisório nem oficial. Por isso mesmo, deve ser o último a ser revelado, entre o final de 2023 e 2024. Estamos falando de uma picape compacta-média construída a partir da plataforma GEM, a mesma que dá vida aos novos Chevrolet Onix, Onix Plus e Tracker.

Muitos falam que o modelo será um substituto direto da Montana e deve até herdar o seu nome. Porém, será uma picape de porte consideravelmente maior, aproximando-se das dimensões da Toro. Para isso, terá bitolas mais largas, entre-eixos esticado e suspensões elevadas em relação ao Tracker.

O modelo vem sendo desenvolvido no chamado “projeto Twins”, que inclui ainda um SUV de sete lugares para o lugar da minivan Spin. Ambos seguirão a mesma fórmula dos dois casos anteriores, compartilhando a metade dianteira da carroceria. Daí a serem chamados de “irmãos gêmeos” internamente. 

Sua motorização ainda é um mistério, mas o visual será inspirado no suvão americano Blazer. Segundo o site da Quatro Rodas, tanto a picape quanto o crossover serão fabricados na Argentina. Porém, sua produção deve ocorrer nos mesmos moldes do Tracker, que terá montagem simultânea em São Caetano do Sul (SP) e no país vizinho. Ou seja: o projeto Twins também tem chances de ser feito no ABC Paulista.

Você também pode se interessar por:

Avaliação: qual versão do novo Renault Duster vale mais a pena?
Comparativo: VW T-Cross e Jeep Renegade, os SUVs mais vendidos no Brasil
Seis picapes que serão lançadas no Brasil em 2021
Estas são as picapes mais fortes do Brasil

Mobiauto: um jeito inteligente de comprar e vender carro

Comentários