Novo Honda HR-V é mistura de Caoa Chery com Fiat Strada e VW Nivus

Com visual que foge à atual identidade da marca, segunda geração do SUV chega ao Brasil em 2022 e tem chances de ser híbrido
Por Leonardo Felix
18.02.2021 às 13h:15 • Att. há cerca de 1 mês
Com visual que foge à atual identidade da marca, segunda geração do SUV chega ao Brasil em 2022 e tem chances de ser híbrido

A segunda geração do Honda HR-V foi revelada oficialmente na Europa e no Japão. Confirmando os registros de patente vazados na Holanda, o modelo surpreende com uma mudança abrupta de identidade visual e de silhueta, ganhando ares de SUV cupê.

Sua “cara” em nada lembra outros carros da marca apresentados recentemente, como a 11ª geração do Civic ou a nova família de compactos formada pelos irmãos City sedan e City hatch. Se há uma similitude entre os novos HR-V e Civic, aliás, está no fato de a traseira de ambos remeter a modelos da Volkswagen.

Consulte o valor do seu carro na Tabela Fipe

Com visual que foge à atual identidade da marca, segunda geração do SUV chega ao Brasil em 2022 e tem chances de ser híbrido

Isso porque o novo HR-V deixou de lado o estilo bojudo e arredondado de carroceria para adotar a silhueta de SUV cupê, mais comprido, esportivo e com traços mais retilíneos, sem tantos vincos. Só uma coisa não mudou: as maçanetas das portas laterais traseiras continuam escamoteadas na coluna C.

Com visual que foge à atual identidade da marca, segunda geração do SUV chega ao Brasil em 2022 e tem chances de ser híbrido

A frente do novo HR-V chama a atenção pelo estilo côncavo e limpo, mas a grade hexagonal lembra sobremaneira os novos Chery que vêm sendo apresentados na China – e que começarão a chegar ao país pelas mãos da Caoa entre este ano e 2025. 

Leia também: Quando vale a pena comprar uma picape?

Com visual que foge à atual identidade da marca, segunda geração do SUV chega ao Brasil em 2022 e tem chances de ser híbrido

Já os faróis nos levam a uma conexão com a Fiat Strada, menos pelo formato e mais pelos filetes de LED no topo, que se integram a uma barra cromada no topo da grade. Já a traseira com caimento acupezado forma reminiscências em relação ao VW Nivus. As lanternas, por sua vez, são integradas por uma barra funcional e remontam ao Kia Sportage.

Com visual que foge à atual identidade da marca, segunda geração do SUV chega ao Brasil em 2022 e tem chances de ser híbrido

Embora a Honda ainda não tenha aberto informações como dimensões ou motorização do novo HR-V nos mercados em que ele já foi revelado, a imprensa nipônica estima que ele crescerá de 4,32 m de comprimento para cerca de 4,40 m, muito por conta do balanço traseiro esticado. Largura e altura devem mudar pouco.

Por dentro, o HR-V adotou um painel minimalista como os demais Honda recentemente apresentados. Destaque para as saídas de ar centrais e laterais, integradas em uma peça única, que passa a sensação de que todas as peças são uma só, interrompidas apenas pela central multimídia flutuante e pelo quadro de instrumentos (apenas parcialmente digital).

Leia também: Enquanto Toyota Etios aguarda a morte, Yaris será renovado

Com visual que foge à atual identidade da marca, segunda geração do SUV chega ao Brasil em 2022 e tem chances de ser híbrido

Com a chegada ao Brasil prevista para 2022, a fabricante deve usar o crescimento nas medidas para reposicioná-lo no segmento de SUVs compactos-médios, brigando mais com Jeep Compass, Toyota Corolla Cross e VW Taos e menos com Jeep Renegade, VW T-Cross, Chevrolet Tracker e cia.

Com visual que foge à atual identidade da marca, segunda geração do SUV chega ao Brasil em 2022 e tem chances de ser híbrido

Nos mercados mais avançados, o SUV terá motorização híbrida formada por um propulsor 1.5 aspirado a combustão aliado a um conjunto de dois motores elétricos, ou gerador e outro de tração. Ainda não há detalhes sobre o funcionamento do sistema, nem sobre se será um híbrido com recarga externa ou não. 

Leia também: 15 ótimos carros usados pelos R$ 40 mil de um Kwid ou Mobi

Com visual que foge à atual identidade da marca, segunda geração do SUV chega ao Brasil em 2022 e tem chances de ser híbrido

Por aqui, o projeto NES que dará vida ao novo HR-V previa originalmente uma variante híbrida. Entretanto, o momento difícil de nosso mercado pode fazer a marca tirar o pé nos investimentos e apostar apenas nas configurações convencionalmente térmicas.

Com visual que foge à atual identidade da marca, segunda geração do SUV chega ao Brasil em 2022 e tem chances de ser híbrido

A primeira seria formada pelo já conhecido motor 1.5 quatro-cilindros turbo de injeção direta, que seria enfim convertido a flex. Ele rende 173 cv de potência e 22,4 kgfm de torque com gasolina, e seria usado nas versões de topo do SUV. 

Leia também: Dinossauros sobre rodas: os carros mais antigos ainda à venda no Brasil


Com visual que foge à atual identidade da marca, segunda geração do SUV chega ao Brasil em 2022 e tem chances de ser híbrido


O outro seria uma versão naturalmente aspirada desta mesma unidade, também dotada de injeção direta, com potência estimada entre 130 e 150 cv, a ser aproveitada pelas configurações de entrada no lugar do atual 1.8. Em todos os casos, o câmbio seria sempre CVT com simulação de marchas.

A produção do HR-V de segunda geração nacional ocorrerá em Itirapina (SP), junto dos novos City sedan e hatch, e também do veterano WR-V. Fit e Civic devem ter sua fabricação local encerrada nos próximos anos e, enquanto o primeiro deve ser aposentado de nosso mercado, o segundo passaria a ser importado do México.

[video] 

Você também poderá se interessar por:

Avaliação: algum truque do Honda WR-V 2021 justifica os R$ 95 mil?
Avaliação: Honda Accord é uma pechincha, pelo menos ante os rivais
Honda Civic, um dos nacionais mais longevos, deve deixar de ser brasileiro
Toyota Corolla Cross: os itens que o SUV terá e o sedan não

Mobiauto: um jeito inteligente de comprar e vender carro

honda hr-vnovo honda hr-vsuv hondahonda hr-v 2023honda hr-v híbridocarro híbridosuv híbridocarro suvsuv compactosuv médiosuv cupê

Comentários