Novo Honda Civic troca vincos e arrojo por tecnologia. Veja 5 detalhes

Conceito que antecipa a 11ª geração do sedan surpreende pelos traços limpos. Destacamos cinco detalhes do projeto
Por Leonardo Felix
18.11.2020 às 14h:52 • Att. há 2 meses
Conceito que antecipa a 11ª geração do sedan surpreende pelos traços limpos. Destacamos cinco detalhes do projeto

A Honda apresentou nos Estados Unidos um conceito que antecipa a 11ª geração do Civic. E, assim como fez com o Civic 9 em relação ao “New Civic”, desta vez a marca japonesa trocará um sedan com traços que evocavam arrojo por outro bem mais conservador.

Se é verdade que o Civic 10 não conseguiu encarar o rival Toyota Corolla de frente no Brasil, também o é que ele cativou um público fiel e manteve suas vendas estáveis desde a chegada, em 2015. A Mobiauto já apontou isso. Nos EUA sua popularidade vai muito bem, obrigado, o que mostra que a movimentação da Honda pode ser mais arriscada do que parece.

Confira o valor do seu carro na Tabela Fipe

Conceito que antecipa a 11ª geração do sedan surpreende pelos traços limpos. Destacamos cinco detalhes do projeto

Todavia, a fabricante nipônica espera compensar a perda de vincos e esportividade com uma nova injeção de tecnologia. Ainda há poucas informações sobre versões, motorização e equipamentos – afinal, o novo Civic só ganhará as ruas americanas no final de 2021. 

Mas as primeiras imagens do protótipo e informações divulgadas pela empresa já nos permitem antecipar muito do que a nova geração trará. Por aqui, ela deve aportar somente em 22, com boas chances de deixar de ser produzida nacionalmente, passando a vir importada do México.

Confira cinco detalhes do novo Honda Civic que a reportagem da Mobiauto observou para te contar.

Leia também: nova Hilux: de R$ 145 mil a R$ 250 mil, veja versões e equipamentos

1 - Rosto “baixo”, como no Accord, mas sem cromo

Conceito que antecipa a 11ª geração do sedan surpreende pelos traços limpos. Destacamos cinco detalhes do projeto

Com o crescimento de popularidade dos SUVs, as fabricantes têm optado cada vez mais por deixar seus sedans com altura, linhas e posição de dirigir mais baixas. É uma forma de diferenciar bem as propostas de cada carroceria e cativar diferentes públicos.

Embora a Honda não tenha revelado ainda as dimensões do Civic 11, já deixou escapar que suas linhas de ombro ficaram mais baixas. Além disso, faróis e grade dianteiros estão mais finos e também rebaixados, como no irmão maior Accord.

Um detalhe curioso é que, pelo menos no conceito, o Civic 11 aboliu qualquer faixa cromada, tão presente e marcante na geração atual. Em vez disso, todo o acabamento da grade e da tomada de ar frontal inferior são em preto brilhante.

Leia também: Fiat Cronos 2021 adota logotipo, mas ignora central da nova Strada

2 – Menos músculos e vincos, como no novo Fit

Conceito que antecipa a 11ª geração do sedan surpreende pelos traços limpos. Destacamos cinco detalhes do projeto

Como dissemos acima, o novo Civic perderá muitos dos vincos sobressalentes que ostentava na geração 10, e que lhe conferiam um aspecto mais musculoso e esportivo. Suas linhas se tornarão mais fluidas, sóbrias e discretas. Além disso, suas arestas arredondadas lembram a próxima geração do Fit, que ainda está longe do Brasil. 

Leia também: Financiamento de carro: NÃO siga estas dicas e pague até 735% mais juros

3 – Terceiro volume mais de sedan e lanternas à la VW Jetta

Conceito que antecipa a 11ª geração do sedan surpreende pelos traços limpos. Destacamos cinco detalhes do projeto

O Civic 10 se notabilizou por um caimento fluido do teto até a tampa do porta-malas, conferindo a ele um estilo mais próximo a um cupê ou fastback. Com a 11ª geração, o terceiro volume ganhará novamente uma proeminência mais típica de sedan. A tampa do porta-malas, inclusive, possui uma borda levemente pontuda para simular um spoiler.

Conceito que antecipa a 11ª geração do sedan surpreende pelos traços limpos. Destacamos cinco detalhes do projeto

Mas o mais curioso são as lanternas, que perderam o formato de gancho e ficaram bem mais conservadoras. Bipartidas, elas se afinam na parte interna, uma característica bem conhecida de outro sedan médio, o VW Jetta.

Leia também: Novo Toyota SW4 só sai da loja a diesel e não por menos de R$ 310 mil

4 – Painel limpo, muito limpo

Conceito que antecipa a 11ª geração do sedan surpreende pelos traços limpos. Destacamos cinco detalhes do projeto

Assim como a parte externa, o painel e o console central antecipados pelo conceito do novo Civic também se mostram muito mais limpos. Aparentemente, todos os comandos ficarão concentrados em telas 100% digitais, seja no quadro de instrumentos, na central multimídia flutuante de 9 polegadas ou no ar-condicionado.

O volante também terá um desenho novo, com três raios mais finos e voltados para dentro, dando maior destaque ao cubo central.

Leia também: Fiat terá SUVs tamanho P, M e G no Brasil nos próximos anos

5 – Mais tecnologias e eficiência

Conceito que antecipa a 11ª geração do sedan surpreende pelos traços limpos. Destacamos cinco detalhes do projeto

Apesar de não ter aberto nenhuma informação específica, a Honda promete que o Civic 11 subirá alguns degraus em termos de eficiência energética e tecnologias de assistência à condução. 

Podemos prever, aí, a predominância de motorização eletrificada na gama, com versões híbridas e até 100% elétricas. O sistema Honda Sensing, de assistências semiautônomas, será atualizado e deve ganhar novas funções. E, de acordo com a marca, a carroceria foi projetada de modo a ficar mais rígida e segura para passageiros e pedestres em caso de colisão.

[video]

Talvez você também se interesse por:

Seis picapes que serão lançadas no Brasil em 2021
22 SUVs que serão lançados no Brasil em 2021

carro sedansedan médiohonda civicnovo honda civichonda civic 11sedan japonêscarro japonês
Comentários