Nove carros elétricos que queríamos muito ver no Brasil

Eletrificação ainda engatinha no Brasil, mas já sonhamos com veículos que são sucesso em outros continentes. Qual deles você queria ver aqui?
Por Renan Bandeira
13.10.2021 às 12h:21 • Att. há cerca de 4 dias
Eletrificação ainda engatinha no Brasil, mas já sonhamos com veículos que são sucesso em outros continentes. Qual deles você queria ver aqui?

Os carros elétricos estão ganhando mais espaço no coração dos brasileiros e as fabricantes já perceberam isso. 

Tanto que nos últimos meses tivemos os lançamentos de Fiat 500e, Peugeot e-208 GT, Porsche Taycan Cross Turismo, JAC e-JS1 e e-JS4, que vieram para aumentar as opções de um mercado que ainda engatinha por aqui.

O preço alto desses produtos é o principal impeditivo para o segmento se popularizar de vez no Brasil. O elétrico mais barato de nosso mercado atualmente é o já mencionado Jac e-JS1, que parte de R$ 149.990 - o triplo de um Renault Kwid ou Fiat Mobi.

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto 

Os outros modelos “populares”, como Renault Zoe e Nissan Leaf, se encaixam na faixa entre R$ 200 mil e R$300 mil, o que também fica (muito) distante do poder aquisitivo da maioria dos brasileiros. 

Por isso e por questões de infraestrutura ainda muito nebulosas, não vemos tantas opções de elétricos em território nacional. Mas, como diria o ditado, sonhar não custa (ainda). 

Assim, a Mobiauto preparou uma lista com oito modelos elétricos dos mais variados tipos que já são comercializados em outros mercados, mas não pintaram por enquanto no Brasil. Confira a lista abaixo e mencione nos comentários aquele elétrico de respeito que ficou de fora da lista.

Volkswagen ID.3

Eletrificação ainda engatinha no Brasil, mas já sonhamos com veículos que são sucesso em outros continentes. Qual deles você queria ver aqui?

O Volkswagen ID.3 é o veículo de entrada da nova família de carros elétricos da marca alemã. O hatch tem a característica tampa do porta-malas preta, como vimos nos Up! TSI no Brasil, e é oferecido em três versões: Pro, Pro Performance e Pro S.

Um dos elétricos mais vendidos da Europa, o ID.3 chegou a ser apresentado pela VW no Brasil recentemente, o que indica que deve ser comercializado por aqui em breve. Quando? Isso a divisão sul-americana da fabricante ainda não revelou.

A opção mais barata do ID.3 custa cerca de US$ 37 mil (pouco mais de R$ 234 mil, na conversão direta) e é equipada com motor elétrico de 145 cv. As outras opções têm 204 cv e se aproximam do equivalente a R$ 300 mil.

Leia também: Os 10 carros flex mais econômicos para rodar na cidade

Ford F-150 Lightning

Eletrificação ainda engatinha no Brasil, mas já sonhamos com veículos que são sucesso em outros continentes. Qual deles você queria ver aqui?

As icônicas picapes da série F da Ford também entraram na ciranda dos veículos elétricos. A nova F-150, que é vendida no mercado americano, terá uma versão elétrica chamada de Lightning.

A Mobiauto, inclusive, já contou alguns detalhes da configuração zero emissão neste outro artigo. Além dos motores que rendem até 570 cv, a F-150 elétrica tem uma função curiosa: pode manter uma casa iluminada por até três dias, em caso de queda de energia.

Com uma bateria que rende até 500 km de autonomia em ciclo EPA, a picape seria uma boa para o Brasil. Por enquanto, temos apenas a picape elétrica JAC iEV330P, mas ela só é vendida para uso comercial.

Leia também: Carregar um carro elétrico já pode levar menos tempo do que reabastecer 

Hyundai Kona

Eletrificação ainda engatinha no Brasil, mas já sonhamos com veículos que são sucesso em outros continentes. Qual deles você queria ver aqui?

Entre os últimos lançamentos de elétricos por aqui, tivemos apenas um SUV. Seria interessante que a categoria, que domina os emplacamentos no Brasil, tivesse mais uma opção entre os elétricos, e a nossa redação gosta do Hyundai Kona.

Com visual mais simples e menos controverso que o do novo Hyundai Creta, que a Mobiauto já testou e você pode conhecer aqui, o Kona totalmente elétrico foi lançado em 2018. 

Neste ano, ele foi reestilizado e é vendido em duas versões, sendo uma mais mansa, de 136 cv e 300 km de autonomia, e outra mais cara e potente, com 204 cv e 484 km de autonomia.

Ford Mustang Mach-E

Eletrificação ainda engatinha no Brasil, mas já sonhamos com veículos que são sucesso em outros continentes. Qual deles você queria ver aqui?

Ele carrega o nome de um lendário muscle car americano, mas deixa de lado os músculos e o V8 5.0 Coyote para ser um SUV elétrico. Além do emblema do cavalo, o Mach-e leva faróis, grade e lanternas inspiradas na atual geração do Mustang.

A versão elétrica e utilitária do Mustang não tem ronco, mas oferece um motor de 270 cv e 58 kgfm gerenciado pelo câmbio automático de marcha única. O trem de força faz o Mach-e acelerar de 0 a 100 km/h em 5,8 segundos.

No lançamento mundial do Mach-E, há dois anos, a Ford prometeu que iria lançá-lo no Brasil por volta de 2022. Aguardamos ansiosamente, portanto, a sua chegada.

Leia também: Quatro novos negócios que farão as montadoras lucrar muito em breve

Wuling Hong Guang Mini EV

Eletrificação ainda engatinha no Brasil, mas já sonhamos com veículos que são sucesso em outros continentes. Qual deles você queria ver aqui?

O nome é difícil de pronunciar, mas o carro é fácil de vender. Tanto que esse sub-sub-compacto da joint venture SAIC-GM-Wuling é campeão de vendas na China e dá muita dor de cabeça ao dono da Tesla, Elon Musk - como a Mobiauto já contou aqui.

O mais próximo de um minicarro elétrico que temos no Brasil é o JAC e-JS1. No entanto, diferentemente do JAC, o Mini EV tem um preço compatível com seu tamanho: 28.800 yuans (moeda chinesa), cerca de R$ 23 mil.

O visual ou o seu porte - são menos de 3 metros de comprimento - podem não ser os principais atrativos do Wuling Hong Guang Mini EV, mas acabariam as reclamações de que não há um elétrico que caiba no bolso do brasileiro.

Opel Astra EV

Eletrificação ainda engatinha no Brasil, mas já sonhamos com veículos que são sucesso em outros continentes. Qual deles você queria ver aqui?

O nome é um velho conhecido: o Astra foi um dos modelos de maior sucesso vendido pela Chevrolet no Brasil. Já imaginou se o hatch voltasse ao mercado em uma versão elétrica?

Claro que desta vez não haveria nenhuma ligação com a Chevrolet, já que a Opel, que é alemã, deixou de fazer parte do conglomerado americano e pertence agora à Stellantis, que controla Jeep, Fiat, Ram e as marcas da antiga PSA, como Peugeot Citroën e… Opel.

Ao que tudo indica, a versão elétrica do Opel Astra será vendida a partir de 2023 na Europa, e ele ainda não teve as especificações de motor e bateria divulgadas. Infelizmente, não há esperanças de o futuro Astra elétrico ser vendido no Brasil.

Leia também: O limbo das motos elétricas proibidas de circular em via pública no Brasil 

Nio ES8

Eletrificação ainda engatinha no Brasil, mas já sonhamos com veículos que são sucesso em outros continentes. Qual deles você queria ver aqui?

A Mobiauto já contou a história do “Elon Musk chinês”, CEO da Nio, que quer mudar o padrão de carros chineses com carros elétricos premium. O ES8 é um SUV de porte médio que leva até sete passageiros e foi testado recentemente no Euro NCAP, sendo avaliado com notas maiores que Audi e VW.

Com 600 cv na versão mais potente, uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 4,9 segundos e apostando em tecnologias, o Nio ES8 seria uma boa opção para quebrar o paradigma de que carros chineses não prezam pela qualidade e segurança.

Tesla Cybertruck

Eletrificação ainda engatinha no Brasil, mas já sonhamos com veículos que são sucesso em outros continentes. Qual deles você queria ver aqui?

Poderiam estar na lista os Tesla Model Y ou Model S? Sim, mas não há nada mais insano no configurador da Tesla que a picape Cybertruck.

Por mais estranho que seja seu visual, seria interessante ver uma picape com a pegada Mad Max nas ruas. Além disso, ela pode ser comprada em versões com um, dois ou três motores elétricos, que a fazem acelerar de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos. 

A configuração mais completa ainda promete 800 km de autonomia. Por aqui, será tão difícil ver uma, quanto um Tesla, mas sonhar não tem fronteiras.

Leia também: Como a BYD venderá carros que usam energia gerada pelo próprio dono 

Lucid Air 

Eletrificação ainda engatinha no Brasil, mas já sonhamos com veículos que são sucesso em outros continentes. Qual deles você queria ver aqui?

“O carro elétrico de luxo de maior alcance e recarga mais rápida do mundo”. É com essas credenciais que a Lucid, startup americana que quer brigar com a Tesla no mercado global, apresentou o Air, sedan de luxo elétrico com insanos 1.126 cv de potência e autonomia acima de 830 km.

Se as promessas forem cumpridas, teremos de fato um carro elétrico com predicados que nenhum outro teve, sendo ainda capaz de ir de 0 a 100 km/h em cerca de 2,5 segundos, e de alcançar quase 300 km/h de velocidade máxima.

Tudo isso com dimensões generosas e um habitáculo enorme, além de um acabamento interno ao mesmo tempo luxuoso, mas minimalista e sem firulas. O problema é que só nos EUA ele chega a quase US$ 170.000, o equivalente a R$ 1 milhão. Imagine o quanto não custaria aqui...

Imagens: divulgação

Você também pode se interessar por:

Empresa recicla caminhões velhos a diesel e os converte em elétricos
Hyundai registra volante bizarro que já incorpora quadro de instrumentos  
Brasil está mais para trás na corrida do carro elétrico do que imaginamos
Google Maps vai mostrar rotas em que o carro gasta menos combustível 


Carros elétricos
Veículos elétricos
tecnologias
Elétricos que não temos no Brasil
VW ID.3
Tesla Cybertruck
carros elétricos europeus
carros elétricos chineses
rosto de óculos escuros

Comentários