Google Maps vai mostrar rotas em que o carro gasta menos combustível

Mapa inteligente do Google quer ser amigo do meio ambiente, mas vai agradar mesmo usuários estarrecidos com os preços de gasolina, etanol e diesel
Por Camila Torres
07.10.2021 às 19h:45 • Att. há cerca de 9 dias
Mapa inteligente do Google quer ser amigo do meio ambiente, mas vai agradar mesmo usuários estarrecidos com os preços de gasolina, etanol e diesel

Quem procura de todas as formas economizar combustível, especialmente em tempos de preço da gasolina a mais de R$ 6 o litro, em breve contará com a ajuda do Google Maps. 

O aplicativo ganhou novas funcionalidades nesta semana, que prometem diminuir o número de emissões de gás carbônico e o consumo de combustível dos veículos a ele conectados.

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto

A partir das mudanças, além da rota mais rápida, o aplicativo também informará qual trajeto consome menos combustível, para que o usuário escolha a alternativa que mais lhe convém. 

A funcionalidade já está disponível para os usuários nos Estados e deve chegar a outros países ao longo de 2022. Não há uma previsão sobre quando a funcionalidade estará disponível no Brasil. 

A iniciativa faz parte do projeto da empresa para contribuir na diminuição de emissões de gás carbônico. A meta inicial é reduzir a emissão de CO2 em 1 milhão de tonelada por ano.

Mapa inteligente do Google quer ser amigo do meio ambiente, mas vai agradar mesmo usuários estarrecidos com os preços de gasolina, etanol e diesel

Leia também: CNH vencida na pandemia: veja como fazer para renovar

Para oferecer o cálculo do trajeto mais econômico, o Google Maps fechou uma parceria com o Departamento de Energia dos Estados Unidos. A empresa não informou se será necessária a colaboração de outras empresas nacionais para permitir que a operação seja iniciada em outros países.

No caso específico do Brasil, seria preciso considerar que a composição do combustível e condição das estradas e vias de nosso país são bem diferentes dos EUA. Isso tornaria necessária uma nova lógica para apontar o trajeto mais econômico.

A iniciativa mostra sinergia com outras ações do próprio Google no mundo automotivo, que visam a contribuir para a redução das emissões de gases poluentes. Afinal, os carros são responsáveis por mais de 75% do CO2 despejado no planeta atualmente, segundo dados da IEA - Agência Internacional de Energia. 

Leia também: “Elon Musk chinês” quer criar grife de carros elétricos maior que a Tesla


Duas rodas poluem menos que quatro 

Mapa inteligente do Google quer ser amigo do meio ambiente, mas vai agradar mesmo usuários estarrecidos com os preços de gasolina, etanol e diesel

Outra novidade é a função Lite Navigation, totalmente voltada para ciclistas. Nela, será possível visualizar a rota sem precisar estar com a tela do celular necessariamente ligada. 

O navegador entendeu a necessidade de dar mais atenção para esse público depois do aumento de 98% do uso do aplicativo por ciclistas. O Google acredita que esse crescimento aconteceu devido à pandemia do coronavírus.

Quem costuma usar bicicletas compartilhadas também conseguirá ver quantas estão disponíveis para alugar nas estações de compartilhamento ou aluguel. E dá para usar até quando for viajar, pois a atualização estará disponível em 2022 para mais de 300 cidades no mundo. São Paulo será uma delas.

 

Talvez você também se interesse: 

10 Carros que foram pioneiros em tecnologia no Brasil
Para uma montadora, ser “sustentável” é bem diferente do que você pensa
Brasil está mais para trás na corrida do carro elétrico do que imaginamos
Avaliação: Porsche Taycan, elétrico que faz esportivos raiz comerem poeira

Google Maps
Carros
Como economizar combústivel
Google
Maps
Google Maps para ciclistas
CO2
rosto de óculos escuros

Comentários