Novo Jeep Compass: o que SUV tem a mais nos EUA que no Brasil

Modelo acaba de ser lançado nos Estados Unidos, três meses depois de chegar ao nosso mercado. Será que o americano é melhor?
Por Renan Bandeira
19.07.2021 às 19h:05 • Att. há cerca de 2 meses
Modelo acaba de ser lançado nos Estados Unidos, três meses depois de chegar ao nosso mercado. Será que o americano é melhor?

A Jeep apresentou o facelift do Compass 2022 nos Estados Unidos na última semana, cerca de três meses depois da renovação do SUV ser lançada no Brasil. 

O atraso em relação ao nosso pode nos fazer pensar que estamos em vantagem, certo? Mas, essa teoria nem sempre é uma verdade absoluta.

A Mobiauto já comprovou isso ao comparar os Toyota Corolla Cross e Volkswagen Taos dos dois países. Saímos perdendo, mesmo recebendo o Toyota primeiro que os americanos, e tendo o VW com lançamento praticamente simultâneo.

Para saber se, de fato, o nosso Compass é melhor, repetimos a receita e comparamos as diferenças do SUV nacional e do americano. Veja se realmente a “grama do vizinho” é mais verde que a nossa:

Consulte o valor do seu carro na Tabela Fipe

Visual externo e interno: visualmente, o Compass americano recebeu os mesmos retoques do brasileiro. Os faróis são mais afilados que o anterior, mantendo o desenho de perfil e do balanço traseiro, e concentrando as mudanças no interior, com o painel em cascata e a central multimídia flutuante.

Até aí, estamos empatados. Entretanto, o nosso SUV leva a melhor por oferecer as maçanetas externas na cor da carroceria de série, o que não acontece com o estadunidense.

Leia também: Fiat Pulse terá painel de mini-Compass com peças de Argo, Strada e Toro

Além disso, o Compass vendido lá não tem faróis de neblina e rodas de liga leve de 17 polegadas desde a versão mais básica, itens que são encontrados só nas intermediárias.

Modelo acaba de ser lançado nos Estados Unidos, três meses depois de chegar ao nosso mercado. Será que o americano é melhor?

Motorização: mais um ponto para o Brasil! Nos Estados Unidos, o Jeep é vendido apenas com o motor Tigershark 2.4 de 179 cv e 23,7 kgfm de torque, que já equipou a picape Fiat Toro no Brasil. 

Por lá, o trem de força é gerenciado pela transmissão automática de seis marchas com tração convencional. Na opção com tração 4x4, o SUV usa a caixa de nove marchas (que custa US$ 1.500 ou quase R$ 8 mil a mais).

A vantagem dos americanos é que todas as versões podem ser 4x4, mas, mesmo assim, o conjunto mecânico do brasileiro leva a melhor. A nova usina 1.3 turboflex de 180/185 cv e 27,5 kgfm é mais moderna e entrega mais potência e torque, além da praticidade de ser flexível.

Leia também: Como a Fiat fez um motor 1.3 ser o turboflex mais forte do mundo

Enquanto isso, o Tigershark 2.4, que é abastecido só com gasolina, tem baixa eficiência e alto consumo de combustível.

Outro ponto é que, por aqui, temos as versões turbodiesel empurradas pelo motor 2.0 Multijet de 170 cv e 35,7 kgfm, que não estão disponíveis no mercado americano. Nem mesmo a configuração Trailhawk conta com o propulsor mais parrudo, indicando que o nosso Compass pode ter uma pegada mais off-road.

Modelo acaba de ser lançado nos Estados Unidos, três meses depois de chegar ao nosso mercado. Será que o americano é melhor?

Tecnologias: nesse aspecto, o Jeep vendido nos EUA leva a melhor. A fabricante disponibiliza de série um pacote de assistências ao motorista com alerta de colisão frontal com frenagem ativa, monitoramento de ponto cego, alerta de tráfego cruzado traseiro, alerta de invasão de faixa e câmera de ré com guias ativas.

Tais itens podem ser vistos só nas versões de topo no Brasil, ou no pacote de opcionais disponível para as intermediárias. Em vantagem, o brasileiro tem o leitor de placas, mas o item fica disponível só nas configurações mais caras.

Leia também: 7 tecnologias de carros novos que são mais velhas do que se imagina

Preço: se o nosso Compass leva a melhor no visual e na motorização, as tecnologias e o preço vêm para empatar a disputa.

Nos Estados Unidos, as etiquetas do SUV estão entre US$ 25 mil e US$ 31,4 mil (em torno de R$ 130 mil e R$ 165 mil), enquanto, aqui, os brasileiros têm a desvantagem de encontrar o veículo com preços entre R$ 144 mil e R$ 222 mil.

Você também pode se interessar por:

Exclusivo: novo Hyundai Creta conviverá com antigo no Brasil
Novo Jeep Renegade turbo terá visual renovado e volante do Compass
VW Taos 250 TSI: custos de revisão, seguro e peças de manutenção
Avaliação: VW Taos tem bala na agulha contra o líder Jeep Compass? 


Jeep Compass
Compass 2022
Compass nacional
Itens de série Jeep Compass 2022
Equipamentos do Compass 2022
Versões do Jeep Compass 2022
SUV
SUV compacto
rosto de óculos escuros

Comentários