Exclusivo: VW e-Up! será o primeiro carro elétrico da marca no Brasil

Versão 100% elétrica do Up! será lançada em 2021 no país, se o coronavírus deixar.
Por Leonardo Felix
15.10.2020 às 18h:28 • Att. há 3 meses
Versão 100% elétrica do Up! será lançada em 2021 no país, se o coronavírus deixar.

Muito se tem falado sobre o futuro do Volkswagen Up! no mercado brasileiro. Afinal, já estamos entrando na segunda metade de outubro e até o momento o subcompacto não entrou na linha 2021.

Para fazê-lo, a fabricante adotará uma medida curiosa: alterará sua homologação de cinco para quatro passageiros. Assim, não precisará incluir cinto de três pontos nem encosto de cabeça na posição central do banco traseiro, obrigatórios no país desde o início deste ano.

Confira o valor do seu carro na Tabela Fipe

Segundo o colega Marlos Ney Vidal, do site Autos Segredos, o Up! 2021 com quatro lugares será oferecido em apenas uma versão, a Xtreme 170 TSI com câmbio manual. A reportagem da Mobiauto apurou que o lançamento da linha 2021 deve acontecer na segunda quinzena de novembro.

Com potência de Up! MPI e torque de Polo turbo, versão 100% elétrica vai compor a gama do pequeno hatch ao lado da versão Xtreme TSI. Se o coronavírus deixar

Essa mudança marcará o fim do Up! nacional com motor 1.0 MPI três-cilindros aspirado de 84 cv. Mas o Up! Xtreme 170 TSI muito provavelmente não será a única configuração do hatch disponível no mercado brasileiro. 

Leia também: Os carros com piores notas em segurança vendidos no Brasil

Nossa reportagem tem informações de que a marca planeja lançar o mais rápido possível em 2021 o e-Up!, versão 100% elétrica do modelo. Ele chegaria como o primeiro carro de passeio elétrico vendido pela VW no Brasil, com preço que deve ficar perto de R$ 150.000.

Com potência de Up! MPI e torque de Polo turbo, versão 100% elétrica vai compor a gama do pequeno hatch ao lado da versão Xtreme TSI. Se o coronavírus deixar

O plano original seria anunciar a vinda do e-Up! justamente em novembro, junto com a chegada do Up! Xtreme 2021. O primeiro (e provavelmente único) lote do pequeno elétrico, com menos de 100 unidades, chegaria às lojas no princípio do ano que vem.

Leia também: Carros para PCD: deputados de SP aprovam restrição na isenção do IPVA

Com potência de Up! MPI e torque de Polo turbo, versão 100% elétrica vai compor a gama do pequeno hatch ao lado da versão Xtreme TSI. Se o coronavírus deixar

Entretanto, por causa do recrudescimento da pandemia do coronavírus na Europa, de onde o e-Up! viria importado (sua fabricação ocorre em Bratislava, capital da Eslováquia), é possível que o cronograma atrase e fique para a metade do próximo ano. E aí o anúncio pode não ocorrer tão já.

Fontes afirmam, contudo, que o e-Up! segue nos planos, inclusive como resposta da VW à confirmação do Fiat 500e, outro subcompacto elétrico que já teve sua importação confirmada pela FCA para o país.

Leia também: afinal, o VW Taos é uma ameaça a T-Cross e Tiguan?

Com potência de Up! MPI e torque de Polo turbo, versão 100% elétrica vai compor a gama do pequeno hatch ao lado da versão Xtreme TSI. Se o coronavírus deixar

O e-Up! é equipado com uma bateria de 32,3 kWh de capacidade, que promete autonomia na faixa de 260 km segundo o ciclo WLTP. Em carregador rápido de 40 kW, a recarga de 80% de sua bateria pode ser feita em uma hora. Já num wallbox de 7,2 kW, a duração sobe para cinco horas e meia.

Seu motor elétrico rende modestos 83 cv de potência, menos do que o 1.0 MPI, mas o torque de 21,6 kgfm supera o de Polo, Virtus, Nivus e T-Cross 200 TSI. Com a vantagem de ser entregue de maneira instantânea.

Com potência de Up! MPI e torque de Polo turbo, versão 100% elétrica vai compor a gama do pequeno hatch ao lado da versão Xtreme TSI. Se o coronavírus deixar

Uma curiosidade é que o e-Up! é 10 cm menos comprido do que o Up! TSI brasileiro, visto que o projeto do hatch nacional teve os balanços dianteiro e traseiro esticados. O primeiro, para caber o turbocompressor; o segundo, para aumentar o espaço do bagageiro. 

Porém, a tampa do porta-malas do elétrico europeu é de vidro, mais sofisticada enquanto a do nacional é de metal.

Leia também: Validade da CNH, novo limite de pontos: entenda as novas leis de trânsito

Com potência de Up! MPI e torque de Polo turbo, versão 100% elétrica vai compor a gama do pequeno hatch ao lado da versão Xtreme TSI. Se o coronavírus deixar

Mais modelos eletrificados

O plano de eletrificação da VW no Brasil, iniciado no ano passado com o Golf GTE, não vai parar no e-Up!. Também em 2021 o país deve receber o Tiguan eHybrid, junto com a reestilização de meia-vida do SUV médio com sete lugares

O Golf GTE de oitava geração também tem chances de pintar por aqui no ano que vem, trazendo sob o cofre o mesmo conjunto mecânico de 245 cv do Tiguan eHybrid. Em 2022 chegaria o SUV cupê elétrico ID.4 e, um ano mais tarde, a versão de produção da minivan-conceito ID Buzz, uma espécie de sucessora do século XXI para a velha Kombi.

[video]

Talvez você também se interesse por:

Hyundai nega piora em segurança do HB20
Chevette, Fusca, Kombi: carros estão virando nomes de drinks
10 Melhores carros com motor turbo de até R$ 100 mil

carro hatchcarro elétricohatch compactocarro de entradavw upvolkswagen upvw eup
Comentários