Avaliação: VW Nivus, vale mais a pena a versão Comfortline ou Highline?

SUV cupê tem gama enxuta de versões. Qual tem o melhor custo-benefício?
Por Leonardo Felix
06.10.2020 às 18h:21 • Att. há 4 meses
SUV cupê tem gama enxuta de versões. Qual tem o melhor custo-benefício?

Assim como ocorreu no ano passado com o Volkswagen T-Cross, o Volkswagen Nivus demorou um pouco, mas agora parece começar a embalar nas vendas. Em setembro, o SUV cupê derivado do Polo subiu de 26º para 22º no ranking de emplacamentos, já acima de 3,2 mil unidades emplacadas.

Para quem quer comprar um carro novo, de um segmento inédito, e tem o lançamento da VW como uma das opções no radar, o dilema não é tão grande assim. Afinal, o modelo é oferecido em apenas duas versões de acabamento, sempre equipadas com motor 200 TSI e câmbio automático de seis marchas.

Mas, afinal, qual dos dois Nivus vale mais a pena: o Comfortline ou o Highline? A reportagem de Mobiauto conta para você quais as principais diferenças entre as duas versões.

Leia também: Como não pagar uma multa de trânsito (sem ferir a lei)

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

Design: Highline tem toques de sofisticação

Alguns detalhes de acabamento externo parecem fortuitos ou bobos, mas são capazes de influenciar muito no estilo de um carro. O Nivus é um bom exemplo desta afirmativa, visto que a versão Highline consegue marcar uma presença muito maior, pelo menos por fora.

Os filetes cromados na grade, os faróis de neblina em LED no para-choque dianteiro e as rodas de liga leve aro 17 diamantadas, por si, já conferem ao SUV cupê um ar mais premium. Que pode ficar ainda mais sofisticado com a pintura Cinza Moonstone, inspirada no Jetta GLi, ou nas opções com teto bicolor preto, que custam R$ 990 a mais. 

Caso o comprador prefira, pode adicionar o pacote Launching Edition, por R$ 1.710 na pintura Vermelho Sunset com teto Preto Ninja. Ela deixará as rodas, as capas dos retrovisores e toda a logotipia do modelo escurecidas.

Leia também: Ford Territory Titanium acumula 90% das vendas e fica R$ 10 mil mais caro

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

Já no Nivus Comfortline, nem os faróis full-LED, a cor Vermelho Sunset (R$ 990) ou as pinturas metálicas Cinza Platinum e Prata Sirius (R$ 1.570 cada) são capazes de tirar o aspecto de “carro comum” proporcionado pela grade, o para-choque e as rodas mais simples. Ainda um carro bonito, mas comum.

Por dentro, a sensação de exclusividade do Nivus Highline se esvai por conta do acabamento simplório herdado do Polo. Nem mesmo os bancos revestidos em material que emula couro e o painel com uma larga faixa em preto brilhante tiram essa impressão.

O toque de sofisticação fica mesmo por conta do quadro de instrumentos 100% digital e da excelente resolução da central multimídia VW Play, de 10,1 polegadas. Esta é opcional no Nivus Comfortline, mas aquela é item exclusivo da versão mais cara. 

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

O Comfortline traz ainda revestimento em tecido para as duas fileiras e faixa central do painel em cromo acetinado, que na verdade parece menos enjoativo do que o preto brilhante presente de maneira exagerada no Highline. 

Mas, ainda assim, em termos de estilo, o Highline tem capacidade um bocado maior de sedução.

Leia também: Chevrolet Tracker 2021 ganha mais versões 1.0. Veja preços

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

Espaço: um Polo com porta-malas (quase) de Virtus

Neste quesito, ambas as versões do Nivus entregam o mesmo padrão e, aí, o Comfortline passa a ser vantajoso pela etiqueta mais afável. Aqui vale lembrar: apesar dos 2,7 cm de ganho em vão livre do solo na comparação com o Polo, a cabine do Nivus é basicamente a mesma.

Ou seja: é possível esperar exatamente o mesmo nível de espaço interno que um hatch compacto entrega para cabeças, ombros e pernas de todos os ocupantes, mas com um ponto H levemente elevado e um porta-malas bem mais generoso, fruto do balanço traseiro estendido. 

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

São 415 litros de volume, no meio-termo entre os 300 l do Polo e os 521 l do Virtus. Só que, diferentemente dos irmãos, o Nivus não oferece divisão de compartimentos no bagageiro. 

Dimensões: 4.266 mm comprimento, 2.566 mm entre-eixos, 1.757 mm largura, 1.493 mm altura, 415 litros de porta-malas, 52 litros do tanque de combustível, 1.199 kg de peso.

Leia também: Montana sobrevive à nova Strada com apenas uma versão

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

Desempenho: esperto na medida certa

O motor 200 TSI não chega a proporcionar um desempenho tão esportivo. Afinal, o peso do Nivus fica em posição intermediária entre o do Polo e o do T-Cross. Já as suspensões e a carroceria altinhas comprometem um pouco a aerodinâmica (o coeficiente do Nivus não é divulgado oficialmente pela VW).

Ainda assim, as acelerações e retomadas são espertas, frutos da entrega total dos 20,4 kgfm de torque logo a 2.000 rpm. O câmbio automático de seis marchas também está mais bem escalonado que o de Polo e Virtus, entregando trocas velozes e suaves, sem tranquinhos nas reduções.

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

Como o conjunto mecânico é sempre o mesmo, o Comfortline é uma escolha muito adequada se a decisão de compra for norteada pelo desempenho.

Motorização: 1.0 turboflex 12V, 116/128 cv (a 5.500 rpm) e 20,4 kgfm (a 2.000 rpm), respectivamente com gasolina/etanol. Câmbio automático, 6 marchas. 0 a 100 km/h em 10 s.

Leia também: Carros mais vendidos de setembro: Strada bate Onix e é líder

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

Consumo: não tão comedido quanto os irmãos

A maior altura do solo, as molduras plásticas nas caixas de roda, o conjunto de rodas e pneus com diâmetro maior e os cerca de 50 kg a mais de peso cobram a conta nas médias de consumo do Nivus, ligeiramente inferiores àquilo que se encontra em Polo (até 13,9 km/l) e Virtus (até 14,6 km/l).

Mas a maior surpresa é que suas médias registradas no programa de etiquetagem do Inmetro também ficam abaixo do T-Cross 200 TSI automático (até 13,5 km/l). Segundo a VW, o Nivus apresenta o mesmo consumo oficial nas duas versões, o que novamente dá vantagem ao Comfortline no embate entre elas.

Consumo: 7,7 e 9,4 km/l com etanol; 10,7 e 13,2 km/l com gasolina, respectivamente nos ciclos urbano e rodoviário.

Leia também: HB20 2021 passa batom preto em todas as versões. Veja preços

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

Dirigibilidade: mais para hatch aventureiro que para cupê

Dinamicamente, o Nivus lembra menos o Polo do que se poderia esperar. O acerto mais macio das suspensões e os pneus maiores tornam a experiência a bordo mais confortável e menos esportiva que a do hatchback.

Ainda em relação ao Polo e também ao Virtus, a carroceria tende a pendular um pouco mais, tanto lateralmente nas curvas quanto longitudinalmente nas frenagens e retomadas. Ainda assim, a posição de dirigir não chega a ser compatível com a de um SUV, lembrando mais um hatch aventureiro.

Novamente, o padrão aqui é praticamente o mesmo para as duas versões do modelo. Na verdade, a Comfortline tende até a ser um pouco mais macia, devido ao jogo de rodas aro 16 calçadas por pneus de perfil ligeiramente maior.

Dados técnicos Nivus Comfortline: direção elétrica, suspensões McPherson (dianteira) e eixo de torção (traseira), freios dianteiros e traseiros a disco, pneus 205/60 R16, 10,9 m diâmetro de giro, Cx não divulgado, 176 mm vão livre do solo, carga útil 451 kg.

Dados técnicos Nivus Highline: direção elétrica, suspensões McPherson (dianteira) e eixo de torção (traseira), freios dianteiros e traseiros a disco, pneus 205/55 R17, 10,9 m diâmetro de giro, Cx não divulgado, 176 mm vão livre do solo, carga útil 451 kg.

Leia também: Novo Renault Sandero terá motores mais fortes no Brasil que na Europa

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

Tecnologia: itens inéditos na faixa de preço

Aqui temos outro ponto em que o Nivus Highline se destaca, mas não por muito. É verdade que o pacote básico do Comfortline, oferecido a R$ 87.350, ignora praticamente todos os itens mais atraentes do modelo.

Agora, se o comprador estiver disposto a pagar R$ 3.590 a mais, já leva para casa a central multimídia VW Play, de 10,1” com central de aplicativos e conexão com a internet, o controle de cruzeiro adaptativo com frenagem autônoma emergencial e o volante revestido em couro com borboletas para troca manual das marchas. E ainda economiza quase R$ 10 mil em relação à versão Highline.

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

Nivus Comfortline – itens de série

Chave presencial
6 airbags
4 Alto-falantes dianteiros e 2 traseiros
Ar-condicionado
Controles de estabilidade e tração
Assistente de partida em rampas
Banco do motorista com ajuste de altura
Banco traseiro bipartido
Cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, pré-tensionador e limitador de carga
Coluna de direção com ajuste de altura e profundidade
Câmera de ré
Descansa braço central com porta-objetos, saídas de ar e USB para o banco traseiro
Retrovisores externos elétricos com função tilt down no lado direito
Faróis em LED com luz de condução diurna em LED integrada
Iluminação de porta-luvas e porta-malas
Lanternas traseiras em LED
Luzes de leitura dianteira e traseiras
Manopla da alavanca de câmbio em couro
Para-sóis com espelhos iluminados para motorista e passageiro
Controle de velocidade de cruzeiro
Porta-revistas nos encostos dos bancos dianteiros
Rack de teto longitudinal na cor preta
Sensores de estacionamento traseiros
Central multimídia “Composition Touch" com tela de 6,5" e projeção de celulares
Suporte para smartphone com entrada USB no painel
Temporizador do limpador de para-brisa com sensor de luz
Travas elétricas nas portas, porta-malas e tampa de combustível
Vidros elétricos com função "one-touch" nos dianteiros
Volante multifuncional

Pacote VW Play & Tech – R$ 3.590: Controle de cruzeiro adaptativo; frenagem autônoma de emergência anticolisão frontal a até 50 km/h; central VW Play com tela de 10", conexão com internet e central de apps; volante multifuncional em couro com borboletas para trocas de marchas.

Leia também: Validade da CNH, novo limite de pontos: entenda as novas leis de trânsito

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

Mas ficarão faltando itens como o ar digital, o retrovisor interno antiofuscante, a frenagem automática pós-colisão, os faróis e limpadores de para-brisa automáticos, a chave presencial com destravamento das portas por sensor de aproximação, o detector de fadiga do motorista, o indicador de pressão dos pneus e o porta-luvas refrigerado.

Só que, certamente, o que mais vai fazer falta é o Active Info Display, o quadro de instrumentos 100% digital de 10,25”, outro elemento exclusivo da versão Highline. É ela que pode ser decisiva para levar o cliente a abrir um pouco mais a carteira na hora da compra.

Nivus Highline – itens de série

Itens da versão Comfortline +
Controle de cruzeiro adaptativo
Frenagem autônoma de emergência anticolisão frontal a até 50 km/h
Central VW Play com tela de 10”, conexão com internet e central de apps
Volante multifuncional em couro com borboletas para trocas de marchas
Ar-condicionado digital
Bancos revestidos em couro sintético
Retrovisor interno antiofuscante
Faróis de neblina em LED
Grade dianteira com detalhes cromados
Indicador de controle de pressão dos pneus
Frenagem automática pós-colisão
Quadro de instrumentos 100% digital de 10,25”
Porta-luvas refrigerado
Sensores de luminosidade e chuva
Detector de fadiga do motorista
Chave presencial com destravamento automático das portas

Pacote Launching Edition – R$ 1.710: Capa dos retrovisores, teto e logotipia em Preto Ninja;
rodas de liga leve de 17" com acabamento diamantado.

Leia também: VW Taos será assim e terá item “esquecido” por Nivus e T-Cross

SUV cupê começa a embalar nas vendas, mesmo com uma gama enxuta de versões. Qual das duas opções tem melhor custo-benefício?

Nivus Comfortline ou Highline: qual comprar?

Para respondermos definitivamente a essa pergunta, precisamos posicionar o leitor em relação aos preços das duas versões. Confira:

Nivus Comfortline: R$ 87.350 (R$ 90.490 com o pacote VW Play & Tech)

Nivus Highline: R$ 99.950 (R$ 101.660 com o pacote Launching Edition)

Do ponto de vista racional, o Nivus Comfortline dotado do pacote VW Play &Tech parece uma opção bem mais vantajosa. Custa quase R$ 10 mil a menos e entrega quase tudo que o Highline tem. Por isso, ele seria a nossa escolha.

Mas sim, sabemos que os bancos de couro sintético, a pintura bicolor, as rodas mais chamativas, os faróis de neblina em LED e, principalmente, o quadro de instrumentos totalmente digital do Highline podem valer o preço maior para quem liga muito para status e estilo. Afinal, às vezes o coração fala mais alto que a razão.

A única opção que não parece fazer muito sentido pelo que entrega é a Comfortline mais básica.

[video]

Talvez você também se interesse por:

Os 10 melhores carros de até R$ 100 mil com motor turbo
Comparativo: Chevrolet Onix ou Hyundai HB20 de entrada?
SUVs para PCD já chegam a R$ 70 mil completos, mesmo com isenções

carro suvsuv cupêvolkswagen nivusvw nivuscarro turbo
Comentários