Exclusivo: Ford paralisa projetos de três novos SUVs que faria no Brasil

Plano incluía novas gerações de EcoSport e Territory, além de inédito SUV cupê que seria posicionado entre os dois para brigar com o Jeep Compass
Por Leonardo Felix
12.01.2021 às 17h:34 • Att. há 13 dias
Plano incluía novas gerações de EcoSport e Territory, além de inédito SUV cupê que seria posicionado entre os dois para brigar com o Jeep Compass

A notícia de que a Ford vai fechar todas as suas fábricas no Brasil e tirar de linha a família Ka e o SUV EcoSport não pegou apenas jornalistas, concessionários e consumidores de calças curtas.

Na verdade, membros do núcleo duro do time de desenvolvimento da marca no país também foram duramente surpreendidos pelo anúncio, mesmo com o apontamento de que o Centro de Desenvolvimento da marca na Bahia será mantido em operação.

Confira o valor do seu carro na Tabela Fipe

Até o final do ano passado, todo o time de engenharia trabalhava arduamente no desenvolvimento de três novos projetos para o país, todos SUVs e com previsão para produção em Camaçari (BA). Seus lançamentos ocorreriam entre o final de 2021 e meados de 2023, sendo um por ano.

Segundo fontes, logo na volta do recesso da virada de ano, no primeiro dia útil do ano, houve o aviso de que os trabalhos estavam paralisados, por conta do anúncio que aconteceu na última segunda-feira (11). A decisão pegou todo o time de surpresa.

Leia também: Por que vender carro popular se tornou um pesadelo no Brasil

O primeiro SUV, programado para ser lançado no final deste ano, era a terceira geração do EcoSport. 

Inclusive, o protótipo flagrado com a frente parcialmente desvelada na Índia, atrelado a um SUV médio desenvolvido em parceria com a Mahindra e com design Pininfarina, teria seu desenho seguido à risca pela frente do novo EcoSport. 

Leia também: Ford Maverick vai virar picape de shopping para brigar com a Toro

Plano incluía novas gerações de EcoSport e Territory, além de inédito SUV cupê que seria posicionado entre os dois para brigar com o Jeep Compass
Novo EcoSport traria frente muito parecida com a deste flagra

Ele ganharia, assim, a nova identidade visual da marca, já prevista para chegar também ao Evos, um SUV cupê de grande porte que substituirá o Fusion na Europa. Já a traseira teria lanternas com três riscos verticais inspirada no Mustang.

Seu código de projeto era o BX755 e o objetivo seria torná-lo um crossover um pouco mais baixo e comprido, ao estilo de VW T-Cross e Chevrolet Tracker.Teria cerca de 4,20 metros de comprimento, 1,80 m de largura, 1,66 m de altura e menos de 2,60 m de entre-eixos. E era o projeto em estágio mais avançado entre os três.

Leia também: Renault Sandero e Logan vão trocar de nome? Entenda mudanças

Tanto que mulas de sua nova geração usando carrocerias de Ka (hatch e sedan) vinham sendo flagrados circulando pelos arredores de Camaçari, enquanto a fábrica já preparava moldes e ferramentas para iniciar a produção de protótipos com a carroceria definitiva. Todo esse trabalho foi paralisado.

O segundo projeto, de código BX785, previa um SUV cupê de porte médio que estava sendo preparado para lançamento em meados de 2022.  Mediria aproximadamente 4,50 m de comprimento e 1,70 m de altura.

Leia também: Os 20 carros automáticos mais vendidos no Brasil em 2020

Porém, manteria os mesmos 1,80 m de largura do EcoSport, o que sugere que poderia compartilhar com ele vários elementos estruturais e, possivelmente, toda a cabine interna, recebendo rodas maiores e suspensões mais elevadas. 

Teria uma frente própria, com faróis exclusivos, e uma traseira espichada, o que lhe permitiria ser mais comprido (e ter um porta-malas maior). Por isso mesmo, ganharia uma suspensão traseira reforçada.

Plano incluía novas gerações de EcoSport e Territory, além de inédito SUV cupê que seria posicionado entre os dois para brigar com o Jeep Compass
Nova geração do Territory também vinha sendo desenvolvida no Brasil

Por fim, o produto de código BX784 era a segunda geração do SUV médio Territory, prevista para ganhar as ruas em 2023, também com produção nacional. Seguiria a mesma identidade visual, porém com uma carroceria própria e quase 4,60 m de comprimento e 1,85 m de largura.

Leia também: VW T-Cross Sense: como versão para PCD fez o SUV virar líder

Funcionários ainda não sabem se os projetos serão retomados, seja no Brasil ou em outros centros de desenvolvimento. O Territory, por exemplo, pode perfeitamente ganhar esta nova geração na China, onde já é produzido (e de onde vem importado ao Brasil).

Ou seja: com ou sem participação do Brasil, esses três SUVs ainda têm chances de ser descongelados e ganhar vida. E, inclusive, de chegar ao Brasil. A única certeza é que DNA de carro nacional eles não terão mais.

[video]

Você também pode se interessar por:

Avaliação: Ford Territory vai além da pose de SUV de luxo?
Os 50 carros mais vendidos em 2020 por categoria
Quais carros mais subiram ou caíram nas vendas em 2020

fordnovos suvs fordfechamento fábricas da Ford no Brasilford ecosportford territory
Comentários