Novo Nissan Sentra: mais esportivo e menos tiozão, ele vem ou não ao Brasil?

Oitava geração do três-volumes estava confirmada para este ano, mas pandemia e dólar alto podem ter colocado tudo a perder
Por Leonardo Felix
11.06.2021 às 21h:09 • Att. há cerca de 3 meses
Oitava geração do três-volumes estava confirmada para este ano, mas pandemia e dólar alto podem ter colocado tudo a perder

O Nissan Sentra se despediu do mercado brasileiro após 17 anos sendo comercializado consecutivamente em nosso país. Sempre importado do México, o sedan médio quis competir contra Toyota Corolla e Honda Civic, mas nunca deixou de ser coadjuvante no mercado brasileiro.

Das três gerações aqui oferecidas (de um total de sete), foi talvez a B16 (sexta geração globalmente, segundo a ser ofertada aqui) a que mais teve aderência. Foi o momento em que o Sentra se tornou uma espécie de “mini-Cadillac” visualmente, e chegou a emplacar mais de 10.000 unidades ao ano.

Confira o valor do seu carro na Tabela Fipe 

Oitava geração do três-volumes estava confirmada para este ano, mas pandemia e dólar alto podem ter colocado tudo a perder

Porém, com a queda do mercado entre 2013 e 15, mais a chegada do SUV Kicks, em 2016, o Sentra B17 (sétima geração) começou a despencar no ranking até ser descontinuado pela fabricante japonesa no início deste ano. Mas será que foi um adeus definitivo ou apenas um até logo? 

Afinal, a oitava geração do sedan médio já foi lançada na América do Norte e continua sendo comercializada por lá. E com um visual muito atraente! O modelo se parece com a segunda geração do Versa, recentemente trazida ao Brasil, só que mais anabolizado.

Leia também: 20 carros para PCD que voltarão a ter isenção de IPI por até R$ 140 mil

Oitava geração do três-volumes estava confirmada para este ano, mas pandemia e dólar alto podem ter colocado tudo a perder

Isso acontece porque a Nissan retrabalhou o porte do Sentra B18, deixando-o 1,6 cm mais comprido, 5,5 cm mais largo e 4,5 cm mais baixo. O sedan se tornou, assim, mais parrudo, musculoso e esportivo, e menos “carro de tiozão”.

Pena que a esportividade não tenha sido replicada na motorização, visto que o três-volumes manteve o velho motor 2.0 quatro-cilindros 16V naturalmente aspirado, recalibrado para entregar não tão empolgantes assim 150 cv de potência e 20,1 kgfm de torque com gasolina nos EUA.

Leia também: Multa de trânsito de R$ 17.000? As 5 infrações mais caras do Brasil 

Oitava geração do três-volumes estava confirmada para este ano, mas pandemia e dólar alto podem ter colocado tudo a perder

Inicialmente, a Nissan planejava lançar o novo Sentra no Brasil no primeiro semestre deste ano. Veio a pandemia do coronavírus, o dólar disparou e os planos mudaram. Sem falar que os sedans médios vivem uma grande crise no Brasil, sendo aos poucos esmagados pelos SUVs de porte semelhante.

Por enquanto, a empresa nipônica jura que ainda não desistiu de importar o modelo e que segue estudando sua viabilidade, mas há chances de o gato subir no telhado. E aí, será que o novo Sentra vem ou não vem? Confira os detalhes do modelo em mais um  vídeo do quadro “O Que vem Pra Pista”:

Você também pode se interessar por:

Comparativo: onde o novo Versa perde ou ganha de Onix Plus e Virtus
Avaliação: Nissan Kicks tenta se renovar ao máximo mudando o mínimo
Nova Nissan Frontier americana é boa demais para vir ao Brasil
Novo Nissan Kicks Sense, Advance e Exclusive: detalhes em 27 fotos

nissan sentra
novo nissan sentra
nissan sentra b18
carro sedan
sedan médio
sedan esportivo
honda civic
toyota corolla
rosto de óculos escuros

Comentários