Renault Niagara é sucessora da Oroch com porte de verdade para peitar a Toro

Conceito de nova picape compacta-média da marca tem plataforma do Kardian, será feita na Argentina e dará início a uma nova família híbrida flex
Por Renan Rodrigues
25.10.2023 às 13:00 • Atualizado em 26.10.2023
Conceito de nova picape compacta-média da marca tem plataforma do Kardian, será feita na Argentina e dará início a uma nova família híbrida flex

A Renault Oroch ganhará uma sucessora nos próximos anos. A confirmação está no conceito Niagara, revelado pela primeira vez nesta quinta-feira (25), durante a estreia global do SUV Kardian.

A aparição não foi exatamente ao acaso, uma vez que a sucessora ganhará a plataforma modular CMF-B, a mesma que estreia no Brasil com o Kardian. Ainda é cedo para tirar conclusões visuais, mas podemos antecipar algumas coisas.

Você também pode se interessar:

A primeira é que a versão de produção da Niagara, um nome ainda provisório, será feita na Argentina. Segundo, terá uma irmã com logotipo da Nissan, ambas informações já confirmadas pela Renault. A terceira é que ela antecipa, também, uma nova família de três produtos compactos-médios da marca, ao lado da terceira geração do Duster e do SUV de sete lugares Bigster, estes dois a serem fabricados no Brasil.

Nova proposta

A futura picape derivada do Kardian confirmará a nova proposta da Renault, em oferecer carros mais refinados, com maior valor percebido pelo público e margem de lucro superior.

Para isso, a Oroch de nova geração crescerá. A plataforma CMF-B suporta entre-eixos de até 2,95 metros, o que a colocará mais próxima da Fiat Toro, que tem 2,99 m. Em comprimento, o protótipo tem 4,90 metros, apenas 1,5 cm a menos do que a Toro.

A ideia é posicionar sua mais nova picape acima da Oroch, que hoje é vista como voltada ao trabalho. Esta deve seguir em linha, sendo voltada a frotistas, enquanto a Toro, que domina o mercado, tem uma proposta mais aspiracional, voltada ao lazer e uso diário. Este será o objetivo da Niagara.

O lançamento da versão de produção da Niagara ocorrerá em 2025. A picape deve usar motor 1.3 turbo flex TCe de 170 cv nas versões de topo, com câmbio CVT, e pode estrear o conjunto E-Tech 1.6 híbrido flex de 145 cv da marca, antecipado pela Mobiauto.

Motor híbrido 4x4 inovador

Ainda em sua versão conceitual, a Niagara propõe uma motorização híbrida inovadora, dotada de um sistema híbrido leve de 48 Volts para auxílio ao motor a combustão à dianteira mais um motor elétrico traseiro para formação de tração 4x4. A Renault chama este conceito de motorização de E-Tech 4x4.

Niagara
Oroch
lançamento
Renault
SUV
Kardian
motor
autonomia
Argentina
picape média
picape híbrida
nova oroch
picape turbo
picape flex
Renault Niagara

Comentários