Por que Territory, Tiguan, Equinox e RAV4 são rivais “fake” do Compass

Os verdadeiros concorrentes do SUV médio mais vendido do Brasil ainda estão para ser lançados.
Por
24.08.2020 às 17:49
Os verdadeiros concorrentes do SUV médio mais vendido do Brasil ainda estão para ser lançados.

Lançado em meados de agosto, o Ford Territory mal chegou e logo foi apontado como mais um concorrente na briga para tirar do Jeep Compass a coroa de SUV médio mais vendido (com sobras) do Brasil.

O modelo, que de Ford tem basicamente apenas a insígnia, visto que deriva do projeto chinês Yusheng S330, junta-se a VW Tiguan Allspace, Chevrolet Equinox e Toyota RAV4 na missão de incomodar o utilitário esportivo do grupo FCA.

As vendas de Tiguan, Equinox e RAV4 mostram que a vida do Territory não será fácil: 4.389, 2.623 e 1.818 unidades emplacadas nos sete primeiros meses de 2020, respectivamente, contra 22.422 do Compass sozinho.

Leia também: Creta 2021 aposta em versões abaixo de R$ 100.000

Por que a disparidade entre eles é tão grande? Simples: porque nenhum deles concorre de verdade com o SUV da Jeep.

Vejamos: o Compass mede menos de 4,42 m de comprimento, 1,82 m de largura, 1,63 m de altura e menos de 2,64 m de entre-eixos. São dimensões pouca coisa maiores que as de um Honda HR-V. Por isso, ele é considerado um SUV do segmento low C ou compacto-médio.

Um degrau acima

O Territory, por exemplo, é 16 cm mais comprido, quase 10 cm mais largo e 4 cm mais alto, além de ter 8 cm extras na distância entre os eixos. RAV4 e Equinox também são substancialmente maiores, com dimensões similares às do Territory.

Os verdadeiros concorrentes do SUV médio mais vendido do Brasil ainda estão para ser lançados. Entenda qual modelo atua em qual segmento

O caso mais extremo é o do Tiguan Allspace, único desses SUVs a oferecer versões com sete lugares. Este tem 4,70 m de comprimento e 2,79 m de entre-eixos, diferenças de 28 e 15 cm em relação ao Compass, respectivamente.

Leia também: Itens que um Chevrolet Onix tem e um BMW não

Ou seja: o Compass é, na verdade, um carro bem menor do que os demais SUVs médios oferecidos. E que, em termos de preços (na configuração 2.0 flex), começa em R$ 126.900 e termina em R$ 182.240.

Já o Tiguan varia entre R$ 143.990 e R$ 214.060 e o RAV4, entre R$ 219.990 e R$ 241.990, ratificando o posicionamento acima do Compass, inclusive nos preços.

Os verdadeiros concorrentes do SUV médio mais vendido do Brasil ainda estão para ser lançados. Entenda qual modelo atua em qual segmento

Recém-chegado, o Territory cobra R$ 187.900 pela versão de topo, Titanium, pouca coisa a mais do que um Compass Limited munido de todos os opcionais. Porém, sua etiqueta mais barata fica bem acima, em R$ 165.900.

Leia também: Picape Fiat para brigar com Hilux e S10 está a caminho

O único dos SUVs médios que se encaixa mais agressivamente na faixa do Compass é o Equinox, que parte de R$ 137.260 e chega a R$ 173.990. Mesmo equipado com propulsor 2.0 turbo, o representante da Chevrolet sai mais barato do que um Compass Limited “completão”.

Neste caso específico, trata-se mais de uma estratégia agressiva da GM para tentar fazer o Equinox embalar nas vendas do que qualquer outra coisa.

Os verdadeiros concorrentes do SUV médio mais vendido do Brasil ainda estão para ser lançados. Entenda qual modelo atua em qual segmento

Rivais verdadeiros a caminho

Até quando o Compass reinará sozinho? Muito provavelmente até meados de 2021, pelo menos. Porque é só nessa época que vem que seus verdadeiros concorrentes estão previstos para chegar.

Um deles é o projeto Tarek, SUV da Volkswagen que será posicionado entre o T-Cross e o Tiguan. 

Leia também: Carros para PCD: governo de SP quer restringir isenção de IPVA

São 4,47 m de comprimento, 1,84 m de largura, 1,62 m de altura e 2,68 m de entre-eixos, e preços estimados entre R$ 130.000 e R$ 160.000. Sua produção está estimada para começar em abril na Argentina, de onde o modelo virá importado.

O outro, talvez o principal, será o Toyota Corolla Cross. Assim como o Compass, será produzido nacionalmente, em Sorocaba (SP), terá motor híbrido flex e custará entre R$ 130.000 e R$ 180.000. Mede 4,46 m x 1,82 m x 1,61 m, sendo 2,64 m de distância entre os eixos.

Os verdadeiros concorrentes do SUV médio mais vendido do Brasil ainda estão para ser lançados. Entenda qual modelo atua em qual segmento

Fogo amigo

A FCA também deve criar um problema interno ao lançar, em 2022, um SUV cupê de porte médio com emblema Fiat, que deve canibalizar as vendas com Compass nas versões de topo.

Rivais apagados

Até lá, os únicos concorrentes de verdade do Compass, pelo menos em termos de porte, seguem sendo o Peugeot 3008 e o Caoa Chery Tiggo 7, ambos com índices pouco expressivos de vendas.

Os verdadeiros concorrentes do SUV médio mais vendido do Brasil ainda estão para ser lançados. Entenda qual modelo atua em qual segmento

O primeiro possui 4,45 m de comprimento por 1,91 m de largura e 1,63 m de altura. Já o segundo tem, respectivamente, 4,50 m x 1,84 m x 1,67 m. Mas, curiosamente, enquanto o 3008 é bem mais caro, entre R$ 192.090 e R$ 210.780, o segundo custa bem menos: R$ 117.990 em versão única.

Territory, RAV4, Equinox e Tiguan pertencem ao segmento de SUVs médios “duros”. O Tiguan Allspace, em específico, poderia ser considerado um low D ou médio-grande, brigando com Tiggo 8 e com o futuro SUV de sete lugares que a Jeep lançará em 2021. 

Talvez você também se interesse
Fiat Toro, Argo e Cronos 2021 terão grade inspirada na nova Strada
Toyota Corolla: 12 curiosidades sobre o carro mais vendido no mundo
Fiat Strada: 4 em 5 unidades vendidas já são da nova geração
Vira-lata adotado por loja é o "vendedor de carros" mais popular do Brasil

ford territory
vw tiguan
jeep compass
chevrolet equinox
toyota rav4
carro suv
suv médio

Comentários