Exclusivo: Renault Kardian será o nome do SUV sucessor do Stepway

Projeto HJF já tem nome definido e será revelado no último trimestre de 2023, com lançamento efetivo e chegada às lojas no começo de 2024
Por Leonardo Felix
03.08.2023 às 09:10 • Atualizado em 04.08.2023
Projeto HJF já tem nome definido e será revelado no último trimestre de 2023, com lançamento efetivo e chegada às lojas no começo de 2024

Renault Kardian. Este será o nome mercadológico do projeto HJF, que vem sendo aventado há muitos meses e será o substituto efetivo da família Sandero, Logan e Stepway. A Mobiauto vinha avisando sobre essa possibilidade de denominação desde junho de 2022.

A Quatro Rodas apontou recentemente para a mesma direção e, agora, nossa reportagem pode afirmar que o martelo foi batido, salvo alguma mudança de última hora na estratégia, que dificilmente deve ocorrer. O nome Kardian, inclusive, já está registrado como marca de propriedade da Renault em vários países da América Latina.

O visual do Renault Kardian tampouco é segredo, visto que os registros de suas patentes industriais vazaram na internet em março deste ano. Já o interior replicará basicamente toda a cabine do novo Dacia Sandero Stepway europeu, de quem o inédito SUV de entrada da marca herdará boa parte de sua estrutura.

Embora a fábrica de São José dos Pinhais (PR) já esteja adaptada para receber a plataforma CMF-B e pronta para ter o Kardian em suas linhas, o início da produção em série do modelo ocorrerá somente no último trimestre deste ano, momento em que ele será revelado oficialmente no Brasil. Já a chegada efetiva às lojas ocorre no início de 2024.

Você também pode se interessar por:

Como será o Renault Kardian

Como já dito neste artigo, o Renault Kardian terá como base o Dacia Sandero Stepway de terceira geração vendido na Europa, que nunca veio nem virá ao Brasil. Entretanto, adotará uma cara própria para ser um rival à altura de Fiat Pulse e VW Nivus. Assim, ficará posicionado entre o Kwid e o Duster no portfólio da marca.

Para se diferenciar do Sandero Stepway G3, o Kardian trará elementos visuais exclusivos, como capô, faróis, agregados da lataria (para-lamas), lanternas traseiras e tampa do porta-malas. Para-brisa, colunas, formato das portas laterais, vidros, teto e toda a base estrutural serão herdados do irmão, enquanto as suspensões serão elevadas para passar a sensação de SUV.

Na dianteira, teremos a iluminação dividida em três níveis, sendo as luzes de condução diurna posicionadas na linha superior da grade frontal; os faróis, no para-choque; os faróis de neblina, mais abaixo. Já os retrovisores externos incorporarão repetidores de seta, inexistentes no Sandero Stepway europeu.

No balanço dianteiro, a única similaridade entre Kardian e Dacia Sandero Stepway é a tomada de ar frontal, que terá o radar das assistências de condução centralizado na peça. Ou seja, o Kardian deve oferecer frenagem automática de emergência e controle de cruzeiro adaptativo (ACC), pelo menos em suas versões mais caras.

Na lateral, as portas terão o mesmo formato das que vemos no Sandero europeu, mas a folhagem mudará, com novos vincos alinhados aos para-lamas. Estes, no Kardian, serão menos abaulados que os do Sandero Stepway. Já as molduras de plástico que contornam toda a carroceria e as barras longitudinais de teto parecem idênticas às do irmão Dacia.

O balanço traseiro também é exclusivo, com lanternas bipartidas em formato de C, que devem ter iluminação em LED, para-choque com desenho mais robusto e uma tampa de porta-malas exclusiva.

As patentes do Renault Kardian sugerem que ele será comercializado com opção de pintura tipo saia e blusa, nova moda entre carros no Brasil. As rodas grandes e a pintura em duas cores chamam atenção e apontam que essa deve ser uma configuração mais completa do SUV, que mesmo assim terá freios traseiros a tambor e suspensão traseira tipo eixo de torção.

Por dentro, o painel será exatamente o do Dacia Sandero Stepway, porém com o volante atual usado por Duster, CapturOroch, Sandero e Logan no Brasil, além de quadro de instrumentos digital. A central multimídia virá destacada do painel e deve ter telas que variam entre 8 de 10 polegadas, incluindo Android Auto e Apple CarPlay sem fio, além do sistema MultiSense.

Esta interface, presente no novo Clio europeu, permitirá alterar os modos de condução (incluindo respostas de acelerador e câmbio) e ambientação da própria tela de entretenimento e do quadro de instrumentos digital, com pelo menos três opções: MySense (intermediária), Sport e Eco.

As dimensões do Renault Kardian

Vale lembrar que o Dacia Sandero Stepway de terceira geração possui 4.099 mm de comprimento, 1.848 mm de largura, 1.587 mm de altura, 2.604 mm de entre-eixos, 328 litros de porta-malas e 1.100 kg de peso em ordem de marcha. 

O Renault Kardian deve ter números idênticos ou muito próximos aos do irmão em todas as dimensões e capacidades. Dessa forma, contará com o maior entre-eixos da categoria, embora com um porta-malas relativamente pequeno em relação ao Nivus.

Motor 1.0 turbo com câmbio DCT

Sob o capô, o Kardian será o responsável pela estreia do motor 1.0 TCe turbo flex com três cilindros em linha, 12 válvulas e injeção direta de combustível. Na Europa, a especificação mais moderna desse propulsor rende entre 110 e 117 cv de potência com gasolina, com torque variando entre 18,4 kgfm e 20,4 kgfm.

No Brasil, a expectativa é que ele supere os 120 cv de potência com etanol e repita os 20 kgfm de torque, com qualquer combustível, gerados pelos rivais Volkswagen 200 TSI e Stellantis GSE T3. O câmbio, segundo a Quatro Rodas, será automatizado de dupla embreagem com seis marchas e caixa seca.

Vale observar que os compactos da plataforma CMF-B, como o Clio de quinta geração, permitem a aplicação do propulsor 1.3 TCe de 162/170 cv e 27,5 kgfm usado por Duster, Captur e Oroch. Quem sabe isso não possibilite a criação de uma versão esportiva do Kardian para rivalizar com o Pulse Abarth? Sonhar não custa.

Voltando à realidade, em uma segunda fase do projeto, o Renault Kardian pode adotar a motorização 1.6 híbrida flex de 145 cv que a Renault prepara para o mercado brasileiro nos próximos anos, e que estará presente na futura família compacta-média, formada por dois SUVs (um de cinco e um de sete lugares) e uma picape, que a fabricante prepara para lançar entre 2025 e 26.

Flagra: Lucas Tischer - Mobiauto

SUV da Renault
Novo SUV da Renault
Renault Kardian
Renault
Renault HJF
SUV compacto da Renault
SUV
SUV compacto
nome do SUV da Renault
projeto HJF
SUV 1.0 turbo
SUV turbo

Comentários