Avaliação: Caoa Chery Tiggo 7 Pro consegue assustar o Jeep Compass?

SUV foi renovado às pressas e ganhou motor de 187 cv do Tiggo 8 para aproveitar a onda do segmento que também tem Corolla Cross e Taos
Por Camila Torres
16.12.2021 às 10h:24 • Att. há cerca de cerca de 1 mês
SUV foi renovado às pressas e ganhou motor de 187 cv do Tiggo 8 para aproveitar a onda do segmento que também tem Corolla Cross e Taos

Sem sombra de dúvidas, o Caoa Chery Tiggo 7 Pro está na sua melhor versão. A reestilização foi apresentada oficialmente nesta quinta-feira (16) e, diferentemente de Tiggo 3X e Arrizo 6 Pro, que convivem com seus antecessores, veio para substituir o Tiggo 7 lançado em 2019. Em versão única, o modelo chega por R$ 179.990.

O SUV compacto-médio da Caoa Chery deu uma repaginada no visual e um baita salto mecânico, pegando emprestado o motor 1.6 turbo a gasolina com injeção direta do irmão maior de sete lugares, Tiggo 8. Além disso, ganhou novos itens de série e ficou mais tecnológico.

Tudo para encarar o novo Jeep Compass, que passou por um facelift em abril. Inclusive, o Tiggo 7 Pro só foi lançado este ano por causa do seu rival. Originalmente, o SUV médio estava no cronograma de 2022. 

Confira o valor do seu carro na Tabela Fipe

Tanto que uma nova versão de topo, com itens de segurança ativa que ainda precisam ser homologados, só chegará em meados do ano que vem, conforme a Mobiauto conta em primeira mão neste outro artigo.

SUV foi renovado às pressas e ganhou motor de 187 cv do Tiggo 8 para aproveitar a onda do segmento que também tem Corolla Cross e Taos

Agora respondendo a pergunta do título, o Caoa Chery Tiggo 7 Pro tem alguns atributos que podem preocupar o novo Jeep Compass, mas não a ponto de assustá-lo de fato, pelo menos não em volume de vendas.

O Tiggo 7 Pro tem potencial para fidelizar consumidores que já deram uma chance a algum modelo da Caoa Chery e convencer aos consumidores mais abertos, que têm  escutado sobre a boa fama que a marca vem conquistando.

Sendo assim, o SUV médio do grupo Stellantis talvez tenha que aceitar dividir uma pequena fatia de suas vendas para o Tiggo 7 Pro, cerca de 400 emplacamentos mensais que a sociedade brasileira e chinesa espera ganhar com a renovação do modelo.

Para os curiosos, podemos adiantar que o Tiggo 7 Pro tem os predicados exigidos em um SUV médio: espaço bem acertado, motor vívido, perfumaria e tecnologias (mas nem todas). Sem mais pistas, vamos finalmente aos detalhes do novo Caoa Chery Tiggo 7 Pro.

Caoa Chery Tiggo 7 Pro 2022 - Preço: R$ 179.990

Leia também: Caoa Chery terá picape para brigar com Toro, Montana e Maverick


Desempenho

A decisão da Caoa Chery de equipar o novo Tiggo 7 Pro com o motor 1.6 TGDi a gasolina, casado com um câmbio de dupla embreagem com sete marchas e caixa banhada a óleo, usado até então apenas pelo Tiggo 8, deixa claro o objetivo da marca de tornar seu SUV médio mais páreo para o Jeep Compass T270 flex.

Enquanto o motor 1.3 turboflex do rival entrega 185 cv e 27,5 kgfm, levando-o de 0 a 100 km/h em 9,4 segundos, o novo Tiggo 7 Pro conta com 187 cv (a 5.500 rpm) e 28 kgfm (a 2.000 rpm), precisando de 8,9 segundos para ir de 0 a 100 km/h. Pode ser uma diferença pequena, mas é considerável para o segmento.

Quem já dirigiu o Tiggo 8 sabe o quanto o conjunto mecânico entrega uma performance muito satisfatória, considerando suas proporções. No Tiggo 7 Pro, esse conjunto mecânico fica ainda mais divertido, considerando que é um SUV menor e mais leve, o que resulta em uma melhores relações peso/potência e peso/torque.

Motorização e desempenho: 1.3, dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, refrigerado a água, turbo, gasolina, injeção direta, sincronismo variável de válvulas, comando variável inteligente na admissão, taxa de compressão: não divulgada, 187 cv a 5.500 rpm e 28 kgfm a 2.000 rpm. Câmbio de dupla embreagem automático, sete marchas. Tração dianteira. 0 a 100 km/h em 8,9 segundos. 

Antes, o SUV era equipado com o motor 1.5 turboflex de injeção indireta do Tiggo 5X, com 150 cv e 21 kgfm. O desempenho era até suficiente, mas não chegava a impressionar e a caixa de dupla embreagem, com uma marcha a menos e do tipo seco, era menos eficiente e mais propensa a patinadas.

Leia também: Avaliação: Caoa Chery Arrizo 6 Pro é bom o bastante para peitar o Corolla?

SUV foi renovado às pressas e ganhou motor de 187 cv do Tiggo 8 para aproveitar a onda do segmento que também tem Corolla Cross e Taos

Com a evolução, a Caoa Chery espera conquistar novos públicos e fazer a média de vendas do modelo dobrar, de cerca de 400 unidades/mês registrada em 2021 para aproximadamente 800 no ano que vem. 

Outro destaque do Tiggo 7 Pro é seu ângulo de entrada (21º), superior ao de Compass e Taos e igual ao do Corolla Cross. Porém, o de saída (27º) perde bem para o dos concorrentes de Jeep e Toyota, ficando quase empatado com o da VW. Ainda assim, permite passar por rampas ou pisos irregulares com boa dose de destreza.

Vale citar que o Tiggo 7 Pro não nasceu com o objetivo de ser um SUV off-road  nem tem essa pretensão. Ainda falando da estrutura, a linha Pro ganhou suspenões independentes nos dois eixos (viu, Corolla Cross?), o que deixou a direção do modelo mais dinâmica e confortável.

Acho que de dados vocês já estão satisfeitos, agora vamos às percepções, porque a prática é melhor do que qualquer teoria.

Dados técnicos: direção elétrica, Suspensão independente do tipo MacPherson, sem ajuste de altura, mola helicoidal, amortecedor de dupla ação, com barra estabilizadora, freios: não informado, diâmetro de giro: não informado, 173 mm do solo, ângulo de ataque 21º , ângulo de saída 27º,  carga útil 399 kg, roda aro 18 

Leia também: Avaliação: Jeep Compass T270 dá alguma brecha a Taos e Corolla Cross?


Como o Tiggo 7 Pro anda na prática

Assim que você se acomoda no banco do motorista, coloca o câmbio tipo joystick no Drive e pisa no acelerador, o motor revela seu caráter vigoroso. Com o torque máximo entregue a uma rotação baixa, o Tiggo 7 Pro faz com que sua coluna seja impulsionada contra o encosto do banco nos primeiros segundos.

Poucos SUVs médios de marcas populares provocam essa sensação com a mesma intensidade. Não estamos falando de ter a coluna grudada no banco como num esportivo, não é para tanto. 

Mas dá para sentir nitidamente a força dos 28 kgfm empurrando os 1.489 kg em ordem de marcha. Aqui temos o grande segredo do desempenho: ele é mais de 100 kg mais leve que um Compass T270 e apenas 70 kg mais pesado que um Taos ou Corolla Cross, mas tem mais torque. Por isso, é o único entre os quatro com um 0 a 100 abaixo de 9 s.

Leia também: Avaliação: VW Taos tem bala na agulha contra o líder Jeep Compass?

Fomos de Tiggo 7 Pro da zona Sul de São Paulo capital até Terras de São José, em Itu, no interior do Estado, e podemos dizer de forma bem objetiva que dirigir o Tiggo 7 Pro é simplesmente uma delícia.

O banco do motorista está muito acertado, com um bom encaixe para o corpo e uma posição de dirigir que proporciona visão privilegiada, atendendo com louvor as necessidades de quem quer um SUV com ponto H elevado. 

SUV foi renovado às pressas e ganhou motor de 187 cv do Tiggo 8 para aproveitar a onda do segmento que também tem Corolla Cross e Taos

Na estrada, foi possível explorar um pouco mais o carro e gostamos do que vimos. Mesmo pisando mais fundo no acelerador, em momento algum o SUV passou insegurança. Pelo contrário: o tempo todo, inclusive nas curvas, senti o Tiggo 7 Pro bem assentado no chão.

Além disso, o modelo passou muita confiança nas ultrapassagens, graças às boas retomadas. Segundo dados da montadora, o modelo vai de 40 a 80 km/h em 3,46  segundos, de 60 a 100 km/h em 4,61 e de 80 a 120 km/h em 5,36 segundos. Nada mau, hein?! 

No geral, o Caoa Chery Tiggo 7 Pro está melhor que o antecessor e possui uma dirigibilidade mais interessante que a do próprio Tiggo 8. As suspensões independentes nos dois eixos e o motor 1.6 turbo (mesmo que só a gasolina) marcam uma boa evolução do modelo. 

Se a intenção era ficar à altura do Compass, neste aspecto temos uma missão dada, missão cumprida. 

No entanto até aqui falamos apenas de mecânica. Precisamos discorrer um pouco sobre assistentes de condução. Nesse ponto, o Tiggo 7 Pro ainda fica devendo para o rival, mas por pouco tempo. Você irá entender no próximo tópico. 

Leia também: Avaliação: Toyota Corolla Cross XRE, a versão que mais será vendida


O que o Tiggo 7 Pro tem e o que nós sentimos falta

Quando falamos da categoria de SUVs médios em 2021, esperamos muitos sistemas semiautônomos de segurança. Mas o Tiggo 7 Pro 2022 chegou devendo alguns. Antes de apontar as faltas, vamos ao que ele oferece: 

Alerta de mudança de faixa com aviso sonoro e luminoso no retrovisor; alerta de tráfego durante a abertura de portas dianteiras e traseiras, a fim de evitar colisões; alerta de tráfego cruzado traseiro; alerta de colisão traseira; sensores de estacionamento traseiros; controle de cruzeiro. 

Sentimos falta de leitor de placa (que, por enquanto, só o Compass possui no segmento), assistente de permanência em faixa, ACC (controle de cruzeiro adaptativo) e frenagem autônoma emergencial. 

Na pressa de lançar o modelo ainda este ano, a Caoa Chery não conseguiu homologar esses equipamentos a tempo, e deixou para lançá-los no primeiro semestre do ano que vem, em uma futura versão topo de linha do modelo.

Leia também: Avaliação: Caoa Chery Tiggo 3X é rival à altura do VW Nivus? 


Design e espaço 

O design do novo Caoa Chery Tiggo 7 Pro promete agradar os consumidores brasileiros e até balançar o público de outros SUVs como Jeep Compass, Toyota Corolla Cross e Volkswagen Taos.

Na linha Pro, o modelo teve a dianteira renovada adotando a identidade visual Life in Motion 3.0, com nova grade hexagonal com divisórias pontilhadas tipo cascata, faróis full-LED e novos faróis de neblina, que agora são dinâmicos, direcionando a iluminação para o lado indicado pela seta em conversões. 

Na lateral, os vincos ficaram mais evidentes e ganharam detalhes cromados. Aliás, o carro todo tem muito cromado, evidenciando uma característica típica de modelos de marcas chinesas. 

Na traseira, as lanternas em LED agora são ligadas uma à outra por uma régua horizontal funcional, também em LED, inserida na tampa do porta-malas. É uma tendência que começou em marcas de luxo, como a Porsche, e tem se popularizado entre generalistas como Volkswagen e Peugeot.

SUV foi renovado às pressas e ganhou motor de 187 cv do Tiggo 8 para aproveitar a onda do segmento que também tem Corolla Cross e Taos

Por dentro, os detalhes mostram que a fabricante realmente se empenhou para oferecer um design sofisticado e moderno. No painel, o que mais chama atenção é o quadro de instrumento digital de 12,5” e a central multimídia de 10,25”, compatível com Android Auto e Apple CarPlay.

Leia também: Avaliação: Caoa Chery Tiggo 8 é mesmo a 8ª maravilha do mundo?

Curiosamente, a Caoa Chery cometeu o mesmo vacilo de outras montadoras e inseriu um carregador de celular por indução, mas a conexão do celular com o sistema multimídia só acontece por fio. Além disso, a tela sofreu um apagão rápido durante nosso teste, mas religou minutos depois.

O console central elevado exibe uma estética atual e sofisticada, com câmbio joystick, controles do ar-condicionado de duas zonas e acabamento em preto brilhante, que casa muito bem com as luzes de LED coloridas que contornam o painel.

SUV foi renovado às pressas e ganhou motor de 187 cv do Tiggo 8 para aproveitar a onda do segmento que também tem Corolla Cross e Taos

Um ponto elogiável é que nem nas portas, nem no painel, o plástico duro se faz evidente, uma falha cometida consecutivamente em modelos da Volkswagen, por exemplo,  como no caso do Taos. 

Agora, falando de conforto, já citamos que os bancos dianteiros cumprem muito bem esse papel. Quanto ao espaço, não há do que reclamar. Afinal, além de ser um SUV médio, o Tiggo 7 tem medidas mais generosas que seus concorrentes. Seu porta-malas e seu entre-eixos só perdem para os 498 litros e 4.688 mm do Taos.

Dimensões: 4.500 mm de comprimento, 2.670 mm de entre-eixos, 1.842 m de largura, 1.705 mm de altura, 475 litros de porta-malas, 51 litros de tanque de combustivel, 1.489 kg de peso em ordem de marcha


Itens de série Caoa Chery Tiggo 7 Pro

  • Faróis Full LED com seta dinâmica
  • Lanterna traseira panorâmica em LED
  • Tampa do porta-malas com abertura e fechamento elétricos
  • Sistema de chave presencial para travamento, destravamento das portas, porta-malas e partida do motor
  • Abertura e fechamento das portas e do porta-malas por aproximação (função programável)
  • Partida remota do motor (Comando de Climatização à distância – CCD)
  • Acionamento do motor por botão
  • Alavanca de câmbio tipo Joystick
  • Carregador de celular Wireless (sem fio), com lembrete de remoção
  • Freio de estacionamento com acionamento eletrônico (EPB) e função AUTO HOLD
  • Luz ambiente panorâmica com opção de cores
  • Painel de instrumentos digital em tela colorida de LCD/TFT de 12,3"
  • Multimídia de 10,25" com Android Auto e Apple Car Play, bluetooth, e configuração de diversas funções do veículo
  • Câmera de visão 360° HD
  • Sistema de monitoramento de ponto cego (BSD)
  • Alerta de tráfego cruzado traseiro (ATCT)
  • Alarme de colisão traseira (RCW)
  • Advertência de abertura de portas (DOW)
  • Ar-condicionado Dual Zone com comandos em tela sensível ao toque
  • Saída central de ar-condicionado para os passageiros traseiros
  • Direção elétrica
  • Volante multifuncional com revestimento premium, ajuste manual de altura e profundidade
  • Piloto automático
  • Banco motorista com 6 ajustes elétricos e regulagem lombar
  • Banco do passageiro dianteiro com 4 ajustes elétricos
  • Controle elétrico para os retrovisores
  • Rebatimento elétrico dos retrovisores
  • Vidros elétricos nas 4 portas e teto panorâmico com anti-esmagamento, abertura e fechamento remotos
  • Travamento dinâmico das portas
  • Retrovisor interno eletrocrômico
  • Computador de bordo
  • Sensor de estacionamento traseiro
  • Acendimento Automático dos Faróis
  • Faróis com função “follow me home” e "car find"
  • Modos SPORT/ECO de condução
  • Assistente de partida em rampa (HHC)
  • Assistente de descida (HDC)
  • Conexão USB (2 dianteiras e 1 traseira)
  • Sistema de som com 6 alto-falantes
  • Porta óculos
  • Luz de cortesia dianteira, traseira e porta-malas
  • Porta-malas com acabamento completo, cobertura retrátil e assoalho com box organizador
  • Teto solar panorâmico
  • DRL - Luz diurna de rodagem em LED
  • Faróis com ajuste elétrico de altura
  • Faróis de neblina em LED com função de assistência em curva
  • Espelhos retrovisores externos com seta integrada e desembaçador
  • Iluminação de cortesia (nos espelhos externos)
  • Para-choques, espelhos e maçanetas na cor do veículo
  • Detalhes cromados
  • Aerofólio traseiro
  • Antena tipo Shark
  • Rack de teto longitudinal
  • Lanterna traseira de neblina
  • Dupla saída de escapamento com acabamento cromado
  • Rodas de liga leve aro 18" com pneus 225/60 R18
  • Acabamento interno na cor preta
  • Bancos com revestimento premium na cor preta
  • Bolsas porta revistas no encosto dos bancos dianteiros
  • Porta objetos nas portas
  • Console central dianteiro com porta copos, apoio de braço e porta objetos
  • Banco traseiro bipartido (60/40)
  • Descansa braço traseiro com porta-copos
  • Para-sóis com espelho e iluminação (motorista e passageiro)
  • 6 Airbags: frontais, laterais e de cortina
  • Cinto de 3 pontos e apoio de cabeça para os 5 ocupantes
  • Indicador de cinto de segurança dos 5 ocupantes
  • ISOFIX - fixação para cadeira de criança (na segunda fileira de bancos)
  • "Freio à disco nas 4 rodas com ABS, distribuição eletrônica de frenagem
  • (EBD) e assistente de frenagem (BAS)"
  • Monitor de pressão e temperatura dos pneus (TPMS)
  • Controle eletrônico de estabilidade (ESP)
  • Controle eletrônico de tração (TCS)
  • Alarme de velocidade e lembrete para descanso programáveis
  • Limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro
  • Alças de segurança
  • Imobilizador eletrônico do motor
  • Sistema de alarme


Vale a pena comprar o novo Caoa Chery Tiggo 7 Pro?

SUV foi renovado às pressas e ganhou motor de 187 cv do Tiggo 8 para aproveitar a onda do segmento que também tem Corolla Cross e Taos

Assim como outros modelos da marca, o Caoa Chery Tiggo 7 Pro oferece um ótimo custo-benefício comparado aos principais rivais. Os R$ 180.000 cobrados pelo modelo são justos (dentro da atual realidade de mercado), embora o SUV não deva ficar muito tempo nesse preço.

Quem busca um utilitário esportivo compacto-médio espaçoso, com um design atraente, boa performance e moderno, pode e deve olhar outras vitrines, mas tem grandes chances de se render ao produto da joint venture sino-brasileira, que tem feito muito bem seu trabalho de que quebrar o estereótipo de que carro chines não pode ser realmente bom. 

[video] 


Você também pode se interessar por:

Comprar um Caoa Chery vale a pena? Quem comprou responde
Caoa Chery Tiggo 8 Plus híbrido faz 80 km/l e tem câmbio revolucionário
Caoa Chery Arrizo 5 some das lojas e deve sair de linha
Caoa Chery Tiggo 3X Pro e Plus: diferenças de preço e itens entre versões 

Caoa Chery
Tiggo 7
Caoa Chery Tiggo 7
SUV
Tiggo 7 Pro
SUV Turbo
Jeep Compass
Toyota Corolla Cross
VW Taos
Lançamentos 2022
SUVs 2022
rosto de óculos escuros

Comentários