Novo Renault Sandero terá motores mais fortes no Brasil que na Europa

Já apresentada na Europa pela Dacia, terceira geração da família de compactos ainda demora a chegar aqui, mas virá com mais potência e ares de carro premium

Imagem de Leonardo Felix

Leonardo Felix

Jornalista

30 de Setembro de 2020 às 19:35

·

Atualizado há 21 dias

Novo Renault Sandero terá motores mais fortes no Brasil que na Europa

Imagem de Leonardo Felix

Leonardo Felix

Jornalista

30 de Setembro de 2020 às 19:35

·

Atualizado há 21 dias

A Dacia, marca romena subsidiária da Renault, apresentou nesta semana a terceira geração da família Sandero, Logan e Sandero Stepway (no Brasil já emancipado para Stepway). O visual dos três já havia sido antecipado, e chamou a atenção por lembrar muito o de Volkswagen Polo e Chevrolet Onix em alguns aspectos.

Agora, foi a vez de a fabricante revelar o interior e alguns detalhes de motorização e pacote de equipamentos dos compactos, que estão consideravelmente mais largos e ganharam ar de modelos premium.

Leia também: VW Taos será assim e terá item “esquecido” por Nivus e T-Cross

Construída sobre a plataforma modular CMF-B, a mesma do Renault Clio V europeu, a nova geração está prestes a ganhar as ruas do Velho Continente, mas ainda deve demorar um bocado para chegar ao Brasil. Por aqui, o lançamento não acontecerá antes de 2022.

Se serve de consolo, a engenharia local da Renault já trabalha no desenvolvimento dos modelos, cujos códigos de projeto são XJF (Sandero), XJI (Logan) e B-Cross (Stepway). O colega Kléber Silva, do @kdesignag, já preparou projeções dos modelos ostentando o emblema em losango da marca francesa.

Outra boa notícia para nós é que os motores do trio brasileiro, a ser produzido em São José dos Pinhais, deverão ser bem mais potentes que os do europeu. Mas sobre isso falaremos mais adiante.

Leia também: O que faz a nova Fiat Strada Opening Edition ser tão mais cara?

Como dissemos no segundo parágrafo, o novo Sandero ganhou impressionantes 11,5 cm de largura, saltando de 1.733 para 1.848 mm. “Culpa” dos para-lamas proeminentemente abaulados, especialmente na parte traseira.

Já o ganho de comprimento foi de 3,9 cm, para 4.099 mm. O de entre-eixos ficou na casa de 1 cm, indo de 2,59 para 2,60 m. E o volume do porta-malas passará de 320 para 328 litros. A altura foi reduzida em 1 cm, graças à nova angulação da coluna A. 

Só que esse dado não será igual no compacto brasileiro em relação ao europeu. Afinal, certamente por aqui o vão livre do solo será maior do que os 13,3 cm declarados para o novo Sandero gringo. Já o Stepway romeno alcança 17,4 cm.

Leia também: Validade da CNH, novos limites de pontos: entenda novas leis de trânsito

No caso do Logan, são 4.396 m de comprimento (+4,7 cm), 2,64 m de entre-eixos (+1 cm) e 13,5 cm de altura livre do solo, além de 528 litros de capacidade no bagageiro (ante 510 l do sedan atual). Já o tanque de combustível será mantido sempre nos mesmos 50 litros atuais.

Na parte de tecnologia, os novos Sandero, Logan e Stepway se notabilizam pelo conjunto óptico de LED. Só os faróis terão um aumento de 37% no alcance e de 9% na largura do facho. E, de acordo com a Dacia, a carroceria será construída com aços de maior rigidez.

Na Europa, o trio virá equipado com seis airbags, chamada emergencial automática em caso de acidentes, frenagem autônoma emergencial, alerta de ponto cego e assistente de estacionamento. 

Leia também: Os melhores carros usados pelos R$ 10 mil de um iPhone 11 Pro Max

Todos esses itens podem ser aguardados no Brasil, assim como a central multimídia destacada no painel, o volante de quatro raios e as rodas de liga leve aro 15 que lembram muito às dos novos Onix e Onix Plus. Já o Stepway ostenta um jogo de 16 polegadas mais estiloso, com raios em forma de Y e acabamento bicolor diamantado.

Na Europa, pelo menos o Logan também oferecerá suporte para celular no painel, à la Polo, e mesinhas acopladas aos bancos dianteiros para os passageiros da fileira traseira, mimo que remete à extinta Chevrolet Meriva.

Já o suporte que usa o celular como sistema de entretenimento no painel, tal qual o Live On do Fiat Mobi, dificilmente deve aportar por aqui. O mais provável é que haja central com tela tátil nativa em todas as versões. Enquanto isso, os comandos do ar digital são conhecidos do novo Duster e devem ser aproveitados pela nova família Sandero.

Leia também: Velho Nissan March renasce das cinzas com cara dos novos Kicks e Versa

Agora, sim, falemos dos motores. Para os europeus serão oferecidos o 1.0 SCe (três-cilindros a gasolina) de 65 cv, o 1.0 TCe (turbo a gasolina) de 90 cv e o TCe bicombustível (turbo a gasolina ou GNV) de 100 cv. Eles serão aliados a câmbio manual de seis marchas ou CVT.

Aqui os brasileiros levarão vantagem, pois o nosso 1.0 SCe aspirado será flex e com 82 cv de potência com etanol. Nas versões de topo, o 1.0 TCe será flex e, segundo apurações da Mobiauto, terá 110 cv. Há chances de que o propulsor 1.6 quatro-cilindros de 120 cv seja mantido, especialmente no Stepway.

É possível, ainda, que a Renault utilize o 1.3 TCe (turbo flex de 150 cv) numa hipotética variante RS do novo Sandero, mas não há tantas chances assim de a versão esportiva ser mantida em linha na virada de gerações.

video - undefined

Talvez você também se interesse por:

Os 10 melhores carros com motor turbo abaixo de R$ 100 mil
Os 10 melhores hatches na faixa de R$ 70 mil
Os sedans 0 km com maiores porta-malas no Brasil
Os 10 SUVs mais econômicos do Brasil 

Veja mais fotos do carro:

Comentários

Outras notícias

Notícias de Lançamentos que possam te interessar

Lançamentos

Exclusivo: VW e-Up! será o primeiro carro elétrico da marca no Brasil

Versão 100% elétrica do Up! será lançada em 2021 no país, se o coronavírus deixar.

Lançamentos

VW Taos terá grade iluminada com LED para não ser igual ao T-Cross

Marca revela visual do SUV que será lançado em 2021 para brigar com o Jeep Compass

Lançamentos

VW Taos: onde ele ganha e onde perde para o Jeep Compass em dimensões

Mais espaço e preço competitivo são as armas do novato contra o líder dos SUVs médios.

Lançamentos

Toyota Corolla Cross: como os japoneses farão um sedan virar SUV

Vídeo: saiba tudo sobre o SUV que chega ao Brasil em 2021 para brigar com o Jeep Compass.

Outras notícias

Notícias de Lançamentos que possam te interessar

Lançamentos

Exclusivo: VW e-Up! será o primeiro carro elétrico da marca no Brasil

Versão 100% elétrica do Up! será lançada em 2021 no país, se o coronavírus deixar.

As últimas notícias

Novidades, eventos, avaliações e muito mais

Lançamentos

Nissan Magnite: substituto do March será um SUV com base de Kwid

Modelo foi apresentado na Índia com a plataforma modular CMF-A do subcompacto.

Lançamentos

Mercedes-Benz GLB: SUV premium leva 7 passageiros por R$ 299.900

Marca aposta em utilitário de porte médio com sete lugares, que virá equipado com motor "Renault"

Lançamentos

VW Taos de R$ 130 mil corta luz da grade e faróis inteligentes do Golf

Flagra mostra que versão de entrada do SUV terá frente um pouco mais simples.

Lançamentos

Ram 1500: picape de R$ 300 mil chega em 2021 com motor híbrido

Lançamento atrasou de novo, mas flagra mostra que ela voltou a ser testada no país

As últimas notícias

Novidades, eventos, avaliações e muito mais

Lançamentos

Nissan Magnite: substituto do March será um SUV com base de Kwid

Modelo foi apresentado na Índia com a plataforma modular CMF-A do subcompacto.