Honda CR-V Hybrid 2024 virá 4x4 e com nova data de lançamento. Veja quando

SUV médio voltará ao Brasil um pouco atrasado, mas com motorização híbrida de 207 cv do sedan Accord
Por Leonardo Felix
25.10.2023 às 14:12
SUV médio voltará ao Brasil um pouco atrasado, mas com motorização híbrida de 207 cv do sedan Accord

A Honda pretendia lançar a nova geração do CR-V no Brasil com o mesmo motor híbrido de 207 cv do sedan grande Accord, isso no fim deste ano. Não rolou. Atrasos no cronograma fizeram a marca estabelecer um novo prazo: janeiro de 2024, com direito a tração 4x4.

A informação foi confirmada por Diego Fernandes, diretor comercial da Honda, durante a apresentação de outro SUV da marca, o ZR-V. Este será lançado na próxima segunda-feira (30), e traremos mais informações sobre ele na devida ocasião.

 Você também pode se interessar por:

Voltando a falar sobre o CR-V, a Mobiauto já avisava em junho de 2021 que a Honda planejava relançá-lo em nosso mercado como um dos três modelos híbridos prometidos até 2023. Perceba que o prazo será ligeiramente extrapolado pela própria marca.

Como será o novo Honda CR-V

Em agosto deste ano, detalhamos como virá a nova geração do Honda CR-V, um SUV médio de cinco lugares que ficará posicionado acima do ZR-V, do Civic e até do Accord no mercado, cuja previsão de preço está na faixa de R$ 300.000.

Em termos de motorização, o modelo terá o mesmo propulsor híbrido e:HEV de Civic e Accord. O conjunto traz um motor 2.0 aspirado a gasolina de ciclo Atkinson, com 147 cv de potência e 17,8 kgfm de torque. A transmissão, chamada e-CVT, tem apenas uma embreagem, um diferencial e dois propulsores elétricos - um gerador e outro de tração.

Eles, sozinhos, geram 184 cv de potência, formando 207 cv de potência combinada. O torque máximo é de 34,1 kgfm. Durante boa parte do tempo, o motor térmico funciona como um gerador de energia para carregar as baterias. Ele só traciona as rodas a velocidades mais altas, de cruzeiro.

O motor elétrico gerador fica sempre ligado ao propulsor 2.0 e faz uma ponte entre ele e o elétrico de tração. Este último, sim, é responsável pela movimentação do carro, e fica diretamente ligado ao diferencial. Não há transmissão fazendo o meio de campo nesse caso.

Já o motor elétrico responsável pela tração opera durante quase todo o tempo, contribuindo bastante para o consumo comedido de combustível. Com isso, nas versões 4x2, o CR-V híbrido é capaz de fazer 18,3 km/l na cidade e 15,3 km/l na estrada com gasolina.

As opções 4x4 bebem um pouco mais e fazem 17 km/l na cidade e 14,5 km/l na estrada com o mesmo combustível. Lembrando que são dados obtidos com gasolina americana. No Brasil, certamente haverá um consumo mais elevado por causa da quantidade de etanol na mistura.

No geral, o CR-V ganhou espaço, potência, tecnologia e ficou visualmente mais interessante. A grade dianteira é larga e bem integrada com os faróis full-LED, que possuem na parte superior as luzes diurnas, que ainda servem de seta. O para-choque tem muitos vincos e ainda comporta uma grande entrada de ar na parte inferior.

A traseira segue as linhas da geração anterior, mas sem a moldura cromada do vidro traseiro, o que reforça a sensação de linhas parecidas com o Volvo XC60, que também tem as lanternas de LED no formato de L.

Segundo a Honda, o CR-V tem 2,70 metros de entre-eixos, sendo 4,69 m de comprimento, 1,86 m de largura e 1,69 m de altura. A fabricante também afirma que o chassi foi revisado e há 15% mais rigidez torcional do que a geração passada.

As linhas e equipamentos do interior do CR-V são bem parecidos com o do novo Civic. Estão presentes a central multimídia com tela flutuante, além dos comandos do ar-condicionado quase camuflados no acabamento.

O console central não é mais tão elevado quanto em gerações anteriores e a alavanca da transmissão está em uma posição mais convencional. O painel de instrumentos é parcialmente digital.

O pacote Honda Sensing, que engloba tecnologias como alerta de ponto cego, leitor de placas de trânsito, controle de cruzeiro adaptativo, assistente de permanência em faixa, entre outros, é item de série.

No Brasil, o novo Honda CR-V 2024 chegará em versão única de acabamento, importado da Ásia e com tração 4x4 inteligente sob demanda. Os preços devem ficar na casa dos R$ 300.000, assim como o do Toyota RAV4, seu principal concorrente.

honda cr-v 2024
cr-v hybrid 2024
cr-v e:hev 2024
suv médio
suv híbrido
suv
toyota rav4
vw tiguan
lançamento novo honda cr-v

Comentários