11 Carros que estão ameaçados de morte até o fim de 2021

Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre
Por Camila Torres
13.07.2021 às 11h:00 • Att. há cerca de 2 meses
Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre

O ano de 2021 não está fácil para ninguém. Só no primeiro semestre, 12 carros disseram adeus, quase todos acelerados pela pandemia e pelas novas leis de emissão que vão entrar em vigor no ano que vem.

A mortandade não parará por aí: outros dez modelos estão ameaçados de morte no segundo semestre. De hatch a sedan e de SUV a picapes, muitas marcas têm representantes na lista. 

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto

No primeiro semestre, as perdas mais sentidas foram as dos irmãos Ford Ka e EcoSport, além do Toyota Etios. Agora, a aposta é que o mercado tenha baixas ainda mais impactantes, como os lendários Volkswagen Fox e Voyage, além do icônico Fiat Uno e até o sólido Honda Fit. Trata-se de um dos anos com mais baixas no setor. 

Alguns desses modelos ainda têm um número de emplacamentos significativo, o que é um sinal de alerta para os consumidores. Afinal, quando um carro sai de linha, o curso natural é a desvalorização

De Volkswagen a Toyota, confira os modelos que estão andando na corda bamba para chegar a 2022. Mas provavelmente, será questão de dias para eles dizerem adeus. 

10 Carros que devem sair de linha ainda em 2021

1. Fiat Doblò 

Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre

Preço: R$ 122. 438

Com apenas uma versão em linha, ofertada acima dos R$ 120 mil, a Fiat Doblò está melhor do que aparenta e do que muita gente pensa. No primeiro semestre de 2021, o modelo teve 2.951 emplacamentos. 

No 46º lugar do ranking, a Doblò vendeu mais que, por exemplo, o Volkswagen Tiguan, um modelo muito mais moderno. Claro que agora o SUV de sete lugares é ofertado em versão única, acima dos R$ 200 mil, mas até março as configurações 1.4 também colaboraram para seu volume de vendas.

Leia também: Dinossauros sobre rodas: os carros mais antigos ainda à venda no Brasil

Olhando por esse ponto de vista, a Fiat tem motivos para tirar a Doblò de linha? Bem, o modelo foi lançado em 2001 e até hoje não trocou de plataforma. De design a tecnologia, a Doblò está desatualizada em todos os quesitos. 

Além disso, para sobreviver, a Doblò teria que se adaptar às regras de emissões e ruídos Proconve L7, mas não tem mais a mesma representatividade no mercado que anos atrás. Por isso, a fabricante não parece muito disposta a investir mais nela. Mais do que esperado, esse adeus já parece mais uma contagem regressiva. 


2. Fiat Grand Siena

Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre

Preço: R$ 64.344 a R$ 67.466

A Doblò não é o único dinossauro sobre rodas que a Fiat mantém no catálogo. O Grand Siena foi lançado em 1997 e estreou sua atual geração em 2012, utilizando a base 326 do Fiat Palio II. 

Quando se fala em sair de linha, o veterano sedan tem dado um verdadeiro “olé” nas previsões: enquanto rivais como Toyota Etios e Ford Ka Sedan já deram o seu adeus, o Grand Siena acena discretamente e de longe para não chamar atenção nem correr o risco de ir para o mesmo lugar.

Leia também: 20 Carros que foram um fracasso no Brasil em algum momento

Com 6.797 emplacamentos e no 33º lugar no ranking de vendas do primeiro semestre de 2021, em boa parte devido ao forte apelo junto a taxistas, o modelo até que tem se saído bem, considerando que seus únicos diferenciais são o generoso porta-malas de 520 litros e a preparação de fábrica para kit GNV.

Será que a Fiat vai esperar o modelo completar uma década na mesma geração ou vai aproveitar o ano de baixas? A julgar que ele também precisaria passar por modificações para atender ao Proconve L7, apostar no seu fim é o mais seguro.

3. Fiat Uno

Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre

Preço: R$ 62.020

Apenas uma versão mantém o Fiat Uno vivo. A configuração de entrada 1.0 é a única opção para quem quiser levar uma das últimas unidades do modelo para casa. 

Comercializado no Brasil desde 1984, o Uno é o carro mais vendido pela Fiat no Brasil e o segundo mais comercializado em toda a história de nossa indústria, atrás apenas do VW Gol. Sua segunda e atual geração foi lançada há 11 anos. Com design um pouco diferente, com linhas mais arredondadas, mas ainda um hatch altinho e quadradinho. 

Porém, o modelo, que já foi um grande sucesso, vem sendo ofuscado pelos irmãos Argo e Mobi, mesmo que estes estejam longe da mesma representatividade que o Uno um dia já teve.

Leia também: 13 sedans e hatches que serão lançados no Brasil em 2021

Embora os índices de comercialização ainda sejam honestos, 96,3% dos emplacamentos do Uno são na modalidade venda direta, segundo a Fenabrave, o que diminui ainda mais a rentabilidade do modelo. 

O Fiat Uno, ao que tudo indica, foi um dos carros que optaram por encerrar a carreira quando não havia mais saída. Um adeus um pouco mais cedo talvez fosse mais representativo para um modelo que teve uma trajetória tão bela e icônica, mas que morre sem muita honra ou glória.

4. Honda Civic

Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre

Preço: R$ 119.800 a R$ 163.200

Muitos não querem acreditar, mas os dias do Honda Civic estão mais do que contados. O sedan já é produzido há mais de 20 anos no Brasil e mostra o quanto é querido pelo público, já que é o segundo sedan médio mais vendido do seu segmento, perdendo apenas para o Toyota Corolla. 

Porém, apesar de a morte do Civic enquanto carro nacional já seja dada como certeira, pode ser que este não seja o fim literal do Civic no mercado nacional.

Umas das possibilidades é que a 11ª geração do três-volumes, que está sendo lançada na Europa e nos EUA, seja trazida importa para o Brasil. Isso seria o início de uma outra briga épica, já que o modelo pode chegar com motorização híbrida, podendo encarar assim as versões eletrificadas do seu maior rival. 

Leia também: Avaliação: Honda Civic está ameaçado no Brasil, mas ainda é um carrão

5. Honda Fit 

Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre

Preço: R$ 76.900 a R$ 103.200

Também sentimos muito, mas o Honda Fit vai ter que partir. Mas por quê? O Fit é um carro bom e confiável, todos sabem disso. O problema é que ele é um monovolume num mercado cada vez mais dominado apenas por hatches, sedans, SUVs e picapes.

Tanto esse tipo de carroceria caiu em desuso que o Fit foi parar na 40ª posição do ranking, com 3.949 unidades emplacadas no primeiro semestre. 

Não é muito compatível com a Honda deixar um carro morrer a conta gotas. Por isso, para dar lugar ao inédito Honda City hatch, o Fit deve dizer um adeus com dignidade e de uma só vez entre o fim deste ano e o começo de 2022, em vez de definhar até desaparecer.

Leia também: Avaliação: Honda Fit é apenas bom

6. Hyundai ix35

Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre

Preço: Não disponível 

Fora do top 50 de carros mais vendidos e longe de ser um desejo de consumo em 2021, o Hyundai ix35 não é mais tão visto ou lembrado há algum tempo. A história confusa do modelo no Brasil pode ter contribuído para conturbar seu desempenho comercial. 

No resto do mundo, o ix35 é a segunda geração do Tucson. Aqui, ele teve de disputar mercado por muito tempo com o próprio Tucson, enquanto hoje briga com o New Tucson, a terceira geração do modelo, além de outros SUVs bem mais bonitões, modernos e espaçosos que ele. 

Leia também: 17 carros que serão lançados no Brasil no segundo semestre de 2021

O resultado já era esperado: o ix35 foi perdendo mercado ano após ano, e a aposta mais assertiva é um adeus ainda em 2021. Quando a matéria for para o ar, talvez tenha até quem se pergunte: ué, mas ele não já tinha saído de linha?

7. Mitsubishi ASX

Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre

Preço: R$ 132.990

Ano passado, o ASX passou por um facelift que o fez mudar de nome, ficando conhecido agora como Outlander Sport. Porém, a última atualização do ASX antes do facelift continua sendo comercializada em versão única.

O modelo já tem 11 anos de mercado e passou pelas atualizações necessárias para manter sua aparência agradável e atual, pelo menos externamente, já que o interior exibe um design ultrapassado.

Leia também: Carro que você compra tem quase 300 impostos e taxas embutidos

Mas o principal motivo que indica que o ASX deve sair de linha é a estreia do Outlander Sport, com muito mais atrativos e por uma diferença de valor de R$ 13 mil em relação ao próprio ASX. 

É uma competição um tanto quanto desonesta entre os dois modelos, o que nos faz acreditar que a Mitsubishi só está tentando queimar estoque antes de anunciar o fim do SUV.
 

8. Toyota Camry

Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre

Preço: 319.290

Conforto, espaço, segurança e sofisticação o Toyota Camry tem de sobra. Porém, há uma carência enorme de tecnologia e de um design mais moderno. É irrefutável que estamos falando de um carrão, mas com R$ 320.000 na mesa o mercado fica bem competitivo e até marcas premium entram na jogada. 

Apesar de importado dos EUA, o mercado americano conta com versões bem mais interessantes do sedan grande, com mais tecnologia embarcada, opção de motor híbrido e até tração 4x4. 

Leia também: Vale a pena comprar um Toyota Camry pelo dobro de um Corolla?

Não à toa, 294.348 unidades do Camry foram vendidas no primeiro semestre de 2021 na terra do Tio Sam. Por aqui, o modelo tem vendas tímidas e os muitos aumentos de preço, devido à alta do dólar, só têm dificultado a estadia do Toyota Camry por aqui. 

Não há rumores de que a fabricante pretenda trazer novas configurações do modelo, e mantê-lo só por status não está fazendo muito sentido. Sendo assim, não se espante se o Camry estiver com os dias contados em Terras Tupiniquins.
 

9. Toyota Prius

Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre

Preço: R$ 190.590

Parece que a Toyota está aproveitando 2021 para arrumar a casa aqui no Brasil. O Etios foi o primeiro a sair de linha. O Camry deve sair de cena até o final do ano e o Prius também está ameaçado de morte.

O modelo já tinha vendas discretas antes da chegada do Corolla híbrido. Agora, disputando mercado com o irmão e com o SUV Corolla Cross, o Prius praticamente sucumbiu. Nos últimos seis meses, teve apenas três unidades emplacadas.

Leia também: 5 melhores carros híbridos de até R$ 160 mil 

No que se trata de preço, mais de R$ 40 mil separam o Prius do Corolla Hybrid de entrada, que ainda conta com um design muito mais atraente.

Um ponto que chama atenção é que, assim como o Camry, o Prius também é importado. Porém, diferentemente do sedan grande, não tem sofrido grandes reajustes de preço. Isso indica que talvez a Toyota esteja apenas esperando zerar o último lote para declarar o fim do Prius. Só que, no ritmo que vão as vendas, talvez isso não aconteça em 2021.
 

10. Volkswagen Fox

Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre

Preço: R$ 63.250 a R$ 68.990

Apesar da Volkswagen já ter lançado a linha 2022 do Fox, não significa que ele vai sobreviver por mais um ano. Com a chegada do Polo Track e o facelift do já conhecido Polo prevista para o começo do ano que vem, o Fox está com a faca no pescoço. 

No primeiro semestre de 2021, o modelo teve 11.369 emplacamentos. Nada mal, mas nada tão promissor quanto as 36.969 unidades vendidas do irmão Gol. E diferentemente do Gol, que conta com versões 1.0 MPI e 1.6 MSI, o Fox usa apenas o velho motor 1.6 8V da família EA111. 

É justamente esse motor que está em desacordo com os padrões de eficiência energética do Proconve L7, o que quer dizer que o Fox teria de ter sua motorização atualizada ou substituída em breve. A confirmação do Polo Track parece mostrar qual caminho a Volkswagen escolheu.

Até a chegada do novo produto de entrada da marca para a região, porém, todos os esforços serão concentrados no Gol 1.0 nas vendas para frotistas. Ao Fox, restará apenas o adeus.

11. Volkswagen Voyage

Vitrines da Volkswagen, Toyota e Fiat devem ficar mais enxutas no segundo semestre

Preço: R$ 71.890 a R$ 83.590

O Volkswagen Voyage é um desses carros que serão lembrados com ar saudoso, mas que já estava mais do que na hora de dizer adeus. Derivado do Gol, o modelo está desde 2008 sem trocar de geração.

Já ultrapassado diante de rivais como Chevrolet Onix Plus e Hyundai HB20S, sem apelo mesmo no mercado de frotistas, que tem dado preferência ao primo Virtus, o Voyage ainda se vê pressionado a inserir itens de segurança como controle de estabilidade, que será obrigatório em 2024.

Além disso, teria de adequar a configuração 1.6 8V manual aos novos padrões de eficiência energética nos próximos anos. Por isso, a Volkswagen deve optar por tirá-lo de campo. 

Leia também: 13 sedans e hatches que serão lançados no Brasil em 2021

Resta saber se a fabricante alemã vai declarar o fim da família Voyage-Gol em conjunto ou cortar um a um. Com a crise dos semicondutores, manter modelos mais simples em linha poderá ser de grande valia para manter as linhas operando. Por isso, o Gol 1.0 MPI terá continuidade no ano que vem. 

O mesmo pode ocorrer com o Voyage, mas como as vendas do sedanzinho são em bem menor escala, talvez o seu fim seja o mesmo do Fox.

Esses são os dez modelos cotados para dizer adeus ainda em 2021. Uns talvez morram a conta-gotas. Outros, de morte súbita, quase sem direto a adeus. Outros não devem esperar definhar para se aposentar, optando por encerrar a carreira talvez até precocemente, mas com dignidade.

Talvez você também se interesse: 

Dinossauros sobre rodas: os carros mais antigos ainda à venda no Brasil
Carro por assinatura vale a pena? Quando é vantagem e quando é fria
12 carros que deram adeus ao Brasil no primeiro semestre de 2021
Carros mais vendidos do semestre por categoria: hatch, sedan, SUV e picape

Carros que vão sair de linha
Honda Fit
Honda Civic
VW Fox
VW Voyage
Fiat Doblò
Fiat Uno
Fiat Grand Siena
Toyota Prius
Toyota Camry
Mitsubishi ASX
Hyundai ix35
rosto de óculos escuros

Comentários