Novo Jeep Compass diesel de 200 cv será assim, mas só chega em junho

Grupo Stellantis revelou visual da versão Trailhawk na Europa Se lá ela é híbrida “4xe”, aqui será turbodiesel com tração 4x4 e tanque de Arla 32
Por Leonardo Felix
07.04.2021 às 14h:01 • Att. há 10 dias
Grupo Stellantis revelou visual da versão Trailhawk na Europa Se lá ela é híbrida “4xe”, aqui será turbodiesel com tração 4x4 e tanque de Arla 32

O grupo Stellantis aproveitou o dia do 4x4 (4 de abril) para anunciar uma série de novidades relacionadas à marca Jeep, como um novo sistema de entretenimento com Wi-Fi a bordo e conexão com o sistema Alexa

Outra foi a confirmação da chegada do novo Compass até o começo de maio, com motor 1.3 turboflex de 185 cv e 27,5 kgfm. Porém, apenas a configuração movida a gasolina e/ou etanol foi revelada. Ela já está em pré-venda na série especial de 80 Anos, oferecida a R$ 162.990 e com sinal de R$ 3.000.

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto

Grupo Stellantis revelou visual da versão Trailhawk na Europa Se lá ela é híbrida “4xe”, aqui será turbodiesel com tração 4x4 e tanque de Arla 32
Visual do novo Compass flex

Mas os amantes de um SUV raiz com motor a diesel e tração 4x4 podem ficar sossegados: o Compass 2022 não descartará o uso do 2.0 MultiJet turbodiesel nas versões mais caras, e com novidades: ele será recalibrado para entregar mais de 200 cv de potência e quase 40 kgfm de torque. O câmbio seguirá automático de nove marchas fornecido pela ZF.

No entanto, o lançamento não ocorrerá no mesmo momento do turboflex e ficará para junho. Por quê? A resposta é um mistério, mas o fato é que os engenheiros tiveram de adaptar um tanque de Arla 32 no SUV (um composto concentrado de ureia) para deixar o motor nos conformes com as normas de emissão do Proconve L7, que entrará em vigor no ano que vem.

Grupo Stellantis revelou visual da versão Trailhawk na Europa Se lá ela é híbrida “4xe”, aqui será turbodiesel com tração 4x4 e tanque de Arla 32
Adesivo estilizado com o nome da versão deve ser oferecido como acessório no Brasil

De qualquer forma, o visual do Compass 2022 diesel já não é mais segredo, porque na Europa a marca revelou como ficará a versão de topo do modelo, Trailhawk, renovada. Podemos esperar por um visual praticamente idêntico no Brasil, com uma diferença singela: enquanto esta configuração é híbrida no Velho Continente, por aqui ela será movida só a diesel mesmo.

Leia também: Jeep Renegade flex ganha central com Wi-Fi, mas não motor turbo

Grupo Stellantis revelou visual da versão Trailhawk na Europa Se lá ela é híbrida “4xe”, aqui será turbodiesel com tração 4x4 e tanque de Arla 32
Assim como na Europa, esta será a dianteira do novo Compass diesel no Brasil: para-choque dianteiro, rodas e pneus são exclusivos

Como grande diferencial para o novo Compass flex teremos o para-choque dianteiro, que continuará ostentando um caimento exclusivo, desprovido de saia aerodinâmica, a fim de aprimorar o ângulo de ataque. Além disso, os arranjos internos da peça são bem diferentes, culminando até em um reposicionamento dos faróis de neblina mais para baixo.

Grupo Stellantis revelou visual da versão Trailhawk na Europa Se lá ela é híbrida “4xe”, aqui será turbodiesel com tração 4x4 e tanque de Arla 32
Para-choque dispensa defletor aerodinâmico para ficar mais recuado e aumentar o ângulo de ataque do Compass diesel

O visual confere maior destaque às tomadas de ar do radiador, embora estas tenham tamanho similar ao do SUV turboflex. Na parte traseira, o para-choque também recebe tratamento exclusivo, em preto fosco e não na cor da carroceria, enquanto o aplique na base é prata. As rodas e os pneus de uso misto serão igualmente mimos específicos dessa versão. 

Leia também: Tracker PCD 2022 está no catálogo, mas não nas lojas

Grupo Stellantis revelou visual da versão Trailhawk na Europa Se lá ela é híbrida “4xe”, aqui será turbodiesel com tração 4x4 e tanque de Arla 32
Traseira do novo Compass Trailhawk trará um para-choque pintado de preto, e não na cor da carroceria como o flex

Uma particularidade do SUV brasileiro é que a saída de escape nas versões turbodiesel foi realocada ao lado esquerdo, justamente para comportar o tanque de Arla 32 no assoalho do balanço traseiro, conforme este acidente com um protótipo em Belo Horizonte (MG) deixou muito claro há algumas semanas.

Grupo Stellantis revelou visual da versão Trailhawk na Europa Se lá ela é híbrida “4xe”, aqui será turbodiesel com tração 4x4 e tanque de Arla 32
Painel do novo Compass Trailhawk

Internamente, o padrão de acabamento será muito parecido, mas é claro que a versão Trailhawk, em especial, receberá elementos específicos de estilização. Na Europa, os revestimentos recebem costura pespontada vermelha, o nome da versão vem bordado no encosto lombar dos bancos dianteiros e o painel possui textura exclusiva na faixa central.

Leia também: Ford Ka sai de linha vendendo mais que Sandero, Fit, Versa e 208

Grupo Stellantis revelou visual da versão Trailhawk na Europa Se lá ela é híbrida “4xe”, aqui será turbodiesel com tração 4x4 e tanque de Arla 32
Banco dianteiro do passageiro seguirá escondendo um porta-objetos sob o assento para as pernas

Compass Trailhawk 4x4 brasileiro vs Compass Trailhawk 4xe gringo

O novo Compass Trailhawk europeu é movido pelo mesmo propulsor 1.3 GSE T4 da variante flex brasileira, porém só a gasolina (com 180 cv) e auxiliado por um propulsor elétrico de 60 cv.  A potência combinada é de 240 cv. Em versões mais baratas, a calibração do 1.3 é de 130 cv, gerando 190 cv combinados, mas o torque fica sempre em 25,5 kgfm no modo elétrico ou 27,5 kgfm a partir da combustão.

Grupo Stellantis revelou visual da versão Trailhawk na Europa Se lá ela é híbrida “4xe”, aqui será turbodiesel com tração 4x4 e tanque de Arla 32
Ao redor da manopla de câmbio ficarão os seletores de tração com reduzida e bloqueio de diferencial, o controlador de velocidade em declives e a tecla para alterar os modos de condução  

Se a tração do Compass diesel nacional é 4x4 “raiz”, com uso de cardã e diferencial traseiro blocante, no irmão do outro lado do Atlântico ela é o que a Jeep chama de “4xe”, cujo funcionamento é bem simples: enquanto o propulsor térmico segue posicionado à frente, o elétrico fica sobre o eixo posterior, alimentando apenas as rodas traseiras.

A conexão entre eles ocorre através de um segundo motor elétrico, que opera como gerador, recebendo energia tanto do 1.3 turbo quanto da bateria de 11,4 kWh, distribuindo-a para a própria bateria ou para o outro propulsor elétrico. Assim, a tração nas quatro rodas do Compass 4xe só existe quando o motor térmico está alimentando as rodas dianteiras. Quando a tração é 100% elétrica, ela ocorre apenas no eixo traseiro.

Você também pode se interessar por:

Novo Jeep Compass: 5 coisas que queríamos que mudasse no SUV
Jeep de 7 lugares: vimos SUV de perto e desvendamos alguns segredos
Quais carros de Jeep e Fiat terão motor turbo (e quando chegam)
Novo Jeep Compass: entenda o que vai mudar no SUV em 2021

jeep compassnovo jeep compassnovo jeep compass 4x4 dieseljeep compass 2022carro suvsuv médiojeepsuv dieselsuv 4x4jipe 4x4suv raizmotor diesel

Comentários