Exclusivo: novo VW Virtus terá faróis de Nivus e será diferente do Polo

Irmãos gêmeos seguirão soluções visuais distintas no facelift de meia vida, que no caso do sedan deve ser lançado logo no primeiro trimestre de 2022
Por Leonardo Felix
17.05.2021 às 22h:00 • Att. há cerca de 1 mês
Irmãos gêmeos seguirão soluções visuais distintas no facelift de meia vida, que no caso do sedan deve ser lançado logo no primeiro trimestre de 2022

O Volkswagen Virtus não será mais irmão gêmeo idêntico do Polo quando ambos foram reestilizados, no primeiro semestre de 2022. Enquanto a renovação visual do hatch seguirá o caminho esportivo adotado por seu homônimo na Europa, com frente inspirada na oitava geração do Golf, o sedan terá uma dianteira exclusiva.

Em setembro do ano passado, os amigos do Autos Segredos já haviam atentado para essa estratégia, agora reforçada por nossas fontes, em apuração tocada junto com o canal @overboostbr. A maior surpresa estará no fato de que o novo Virtus receberá os faróis do... Nivus! Já a grade terá desenho inspirado no primo maior Jetta.

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto

Ainda segundo nossos informantes, não apenas os faróis virão herdados do SUV cupê como também as luzes de neblina, embora os recortes do para-choque sejam exclusivos. Outra curiosidade é que na versão de topo, Highline, o Virtus deve ter um filete de LED iluminando a grade, assim como o Taos Highline e o novo Polo europeu.

Na parte traseira, o Virtus 2023 deve receber poucas mudanças, concentradas ao miolo das lanternas, com guias de LED, e a base do para-choque. Com essas informações em mãos, preparamos uma projeção antecipando como deve ser o visual do Virtus 2023. 

Leia também: Os melhores carros para andar em família

Irmãos gêmeos seguirão soluções visuais distintas no facelift de meia vida, que no caso do sedan deve ser lançado logo no primeiro trimestre de 2022

Frente do novo Virtus será diferente do Polo renovado

Na parte interna, o Virtus 2023 herdará o volante do Nivus e, nas versões mais baratas, o quadro de instrumentos digital de 8 polegadas do Polo europeu, cujo fornecimento deve ser nacionalizado. Na de topo, Highline, o cluster deve ser o de 10,25 polegadas.

A central multimídia será a VW Play, já aplicada à linha 2022 do sedan, e a versão Highline deve incorporar de série o controle de cruzeiro adaptativo (ACC) com frenagem autônoma emergencial.

Leia também: A diferença entre tração 4x4 e integral

Irmãos gêmeos seguirão soluções visuais distintas no facelift de meia vida, que no caso do sedan deve ser lançado logo no primeiro trimestre de 2022
"Rosto" do novo Virtus terá elementos herdados do Nivus

Outra surpresa é que o novo Virtus deve abandonar o motor 1.6 MSI e apostar tudo no motor 1.0 TSI, um três-cilindros turboflex com injeção direta. A versão de entrada, manual, teria a calibração 170 TSI, a mesma do extinto Up!, com 105 cv de potência e 16,8 kgfm de torque.

Já as automáticas manteriam a especificação 200 TSI, com 128 cv e 20,4 kgfm com etanol. O motivo da troca é o Proconve L7, as novas normas de emissão que entrarão em vigor a partir de janeiro do ano que vem.

Leia também: Fiat Strada 2022 terá versão automática e outra que aguenta 770 kg

Há chances de o Virtus manter em sua configuração de topo o propulsor 1.4 TSI, turboflex quatro-cilindros com injeção direta de 150 cv e 25,5 kgfm, mas talvez esta opção não tenha mais o pacote esportivo GTS.

Isso porque a ideia da VW é fazer com que o Virtus assuma o mercado do próprio Jetta, sedan que vem importado do México e que perderá espaço – e sentido – no mercado brasileiro com a subida de nível do sedan menor e o lançamento do Taos. 

Leia também: Exclusivo: Caoa Chery Tiggo 3X terá motor menos potente que o Tiggo 2

Irmãos gêmeos seguirão soluções visuais distintas no facelift de meia vida, que no caso do sedan deve ser lançado logo no primeiro trimestre de 2022
Tendência é que o novo Virtus assuma o lugar do Jetta na gama

Os primeiros protótipos do Virtus 2023 devem começar a ser produzidos em São Bernardo do Campo (SP) em setembro deste ano. No entanto, o início da fabricação em série está marcado para janeiro do ano que vem. O lançamento deve ocorrer até fevereiro.

Por conta disso, o novo Virtus deve ganhar as ruas antes mesmo do Polo renovado e do Polo Track, a versão simplificada e com visual antigo do hatch que atuará como novo modelo de entrada da marca no país.

Você também pode se interessar por:

VW Tiguan ficará assim para encarar Jeep Commander e Tiggo 8 Plus Como funciona a manutenção de um carro blindado Como nova Chevrolet Montana terá porte de Toro usando cabine do Tracker

vw jettavw virtusnovo vw virtusvw virtus 2023sedan compacto médiosedan turbovw virtus vs vw jettacarro sedan

Comentários