Vale a pena comprar um carro na Black Friday?

Novembro é recheado de feirões com promessas de descontos generosos e condições imperdíveis. Muitas vezes, o negócio só é bom mesmo para quem sabe comprar
Por Camila Torres
15.10.2021 às 18h:21 • Att. há cerca de cerca de 2 meses
Novembro é recheado de feirões com promessas de descontos generosos e condições imperdíveis. Muitas vezes, o negócio só é bom mesmo para quem sabe comprar

Novembro é o mês conhecido como o mês da Black Friday, expressão em inglês que poderia ser traduzida como “blecaute de sexta-feira”. A tradição começou nos EUA e culmina em um dia de vendas com descontos muito acima do normal no último final de semana do mês. 

Por aqui, o evento foi abrasileirado e chega a durar o mês inteiro. E é claro que muitas fabricantes e concessionárias do carro tentam aproveitar o período para incrementar as vendas.

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto

Agora respondendo diretamente a pergunta do título: depende. Comprar um carro na Black Friday pode ser um ótimo negócio, mas também pode se tornar o motivo da sua reclamação diária. 

É claro que todo o marketing envolvido gera empolgação nos consumidores, mas para não cair nas pegadinhas e aproveitar todas as vantagens que um Black Friday ou feirão deve oferecer, é preciso saber um pouco mais sobre a promoção ou as condições de compra.

Para realmente valer a pena, é preciso ser frio e calculista, sem se deixar levar por balões coloridos que prometem faixas de desconto muito generosas na teoria, mas cheia de pegadinhas na prática.

Leia também: 5 Golpes mais comuns na hora de comprar carro

Nem todo mundo que usa carro entende profundamente de automóvel ou é um especialista em negociação. Pensando nisso, listamos em cinco tópicos diversas dicas para você não se perder em meio a tantas promessas e ofertas divulgadas em uma mesma semana.

Explicamos como escolher um carro que realmente está de acordo com suas necessidades, como conseguir mais desconto e esclarecer dúvidas frequentes sobre juros, parcelamento e aprovação de crédito. Confira:


1. Necessidade

Black Friday de carro não é como promoção de camiseta, em que você compra sem precisar, só para aproveitar o desconto. Pode até ser que você entre na loja e tenha um belíssimo conversível com condições imperdíveis, mas é o que você precisa?

Para quem tem apenas um carro para rodar no dia a dia, não é a melhor opção de carro. O mesmo vale para quem tem uma superfamília e escolhe um subcompacto por conta do desconto, quando na verdade necessita de um carro maior. 

De forma bem objetiva, liste todas suas necessidades e expectativas para o seu novo carro e olhe ofertas que realmente condizem com isso.


 2. Aprovação do crédito 

Novembro é recheado de feirões com promessas de descontos generosos e condições imperdíveis. Muitas vezes, o negócio só é bom mesmo para quem sabe comprar

Facilidade na obtenção de crédito não é sinônimo de milagre. De fato, os bancos e instituições financeiras costumam flexibilizar a aprovação de financiamentos em eventos como a Black Friday, adotando critérios menos exigentes como aceitar valores menores de entrada ou parâmetros mais baixos de comprovação de renda.

Leia também: Comprar carro pela internet é seguro?

A intenção é ganhar com o volume maior de compras, mas é claro que, ainda assim, seu histórico será levado em conta. E pode significar parcelas que deixarão o valor final do veículo muito mais caro do que você imaginava, anulando o desconto. É bom estar atento e disposto a fazer contas.  

Outro ponto que merece atenção é o seu planejamento financeiro. Para valer a pena comprar um carro na Black Friday, procure só fechar um negócio que cabe no seu bolso. Não adianta escolher um BMW que está com 30% do desconto se o valor final estourar seu orçamento e você não tiver como bancar a manutenção. 


3. Desconto 

Black Fridays sempre têm muitos produtos em oferta, o que inclui produtos encalhados. É preciso ter muito claro em mente que não vale a pena levar algo para casa apenas porque aquilo está na promoção. Isso vale desde lojas de R$ 1,99 até de automóveis, especialmente de usados. 

Quando o desconto de um veículo especificamente destoar muito dos demais, pesquise se o modelo é bom de revenda e quais os seus problemas mais corriqueiros. Há muitos fóruns e páginas no Facebook de proprietários para isso, além de páginas como o site Reclame Aqui.

No caso de um modelo usado, outra dica é levá-lo para uma inspeção em seu mecânico de confiança. Afinal, já dizia o ditado: “Quando a esmola é muita, o santo desconfia”. E deve desconfiar mesmo. 

Leia também: Qual a melhor categoria de carro para você? Vantagens e desvantagens

Pode ser que o modelo esteja em perfeito estado no momento, mas tenha um problema crônico ou seja um desses carros que são sinônimo de casamento eterno. 

Ainda tratando de desconto, peça para o vendedor te mostrar as ofertas com maior percentual. A partir disso, vá garimpando até chegar a um exemplar com bom equilíbrio entre desconto e segurança de estar comprando um bom carro. 

Outro segredo, e esse vai para quem já tem um modelo em mente, é não se apegar ao desconto padrão da loja para aquele carro e saber negociar. Afinal, você está em um feirão, esse é o melhor lugar e momento para pechinchar. 

As concessionárias costumam investir muito tempo em um evento como esse e tudo que elas querem é vender o máximo possível, lembre-se disso.


4. Parcelas e juros

Novembro é recheado de feirões com promessas de descontos generosos e condições imperdíveis. Muitas vezes, o negócio só é bom mesmo para quem sabe comprar

Essa simplesmente tem que ser uma das maiores vantagens de um feirão. Mas como saber se você realmente está sendo beneficiado ou se é só papo de vendedor? A dica aqui é se programar com antecedência para acompanhar de perto os valores de um carro antes da Black Friday. 

Visite ao menos três lojas, pesquise em sites de anúncios ou sites oficiais de fabricantes e confira os preços e condições de compra nas semanas que antecedem a Black Friday. Quando a época chegar, você saberá qual o desconto real daquela oferta.

Vai dar até para mostrar suas informações ao vendedor ou gerente a fim de barganhar um desconto maior, ou chorar uma redução dos juros mensais, aumento do número de parcelas ou outras questões ligadas a financiamento.

Leia também: Multa de trânsito: como indicar motorista infrator pela internet

No mês, uma taxa de 1% ou 0,9% pode não aparentar fazer diferença. Porém, em um financiamento de 72 meses, tenha certeza do quanto isso pesará no seu bolso. Não tenha vergonha de pechinchar nem pressa para fechar negócio. 

Deixe claro que se for para pagar o mesmo preço ou ter a mesma taxa de juros de outros meses, melhor deixar para comprar depois. Vendedor gosta de cliente insistente (o gerente é que não gosta muito). Se você não tiver dó do seu dinheiro, o dono da loja também não terá.


5. Estado do veículo 

Ponto crucial para valer a pena comprar carro em um feirão. Como já dissemos acima, em uma Black Friday, a loja quer se livrar de tudo que está encalhado desde o começo do ano. Mas não tem que ser você a pessoa a levar para casa o que ninguém mais quis. 

Ditados combinam perfeitamente com feirões. Por isso, é hora de lembrar daquele que diz que “o barato sai caro”. Seja criterioso! Carros representam um valor considerável na renda do brasileiro. É um produto que custa caro para comprar e manter, e com o qual costumamos passar algum tempo. 

Leia também: O ousado plano da Argentina para ter só carros elétricos nas ruas em 20 anos

Além da mecânica, dê atenção à quilometragem, à cor, aos acessórios, à versão, ao número de donos. Se o mesmo modelo custar R$ 5.000 a mais na loja ao lado, mas teve um único dono, é menos rodado e em uma cor que tem mais procura, talvez valha voltar lá e negociar mais um pouco.

Black Friday só vale a pena para quem sabe escolher. Se for para levar “resto”, nem precisa esperar um evento como esse. Em um dia normal, você já consegue um descontão.

Quer mais uma dica que facilitará sua vida? Use a tecnologia ao seu favor. No site da Mobiauto, você encontra mais de 100.000 ofertas. Compare o estado do carro e o preço antes de sair de casa. 

Caso não tenha um único modelo em mente, defina uma faixa de preço e vá selecionando os que têm a menor quilometragem, a cor que mais te agrada e fique atento, principalmente, aos equipamentos. Se o carro em questão tiver um acessório incluso, como câmera de ré, já vale tanto quanto um desconto.


Talvez você também se interesse: 

Com preços tão altos, vale mais comprar um carro novo ou seminovo?
13 Carros que inacreditavelmente já estão custando R$ 100 mil
Com preços dos combustíveis nas alturas, vale a pena ter um carro híbrido?
Estes são os últimos SUVs abaixo de R$ 100 mil

Black Friday
Carro
Black Friday carro
Concessionárias
Feirão de carro
Feirão Mobiauto
Carro com desconto
Juros
Psrcelas do carro
rosto de óculos escuros

Comentários