Ram 1000 é uma Fiat Toro Ranch disfarçada e com motor 1.8

Picape compacta-média segue o facelift vendido no Brasil, mas com emblema de outra marca para ser vendido na América Latina
Por Renan Bandeira
08.09.2021 às 20h:41 • Att. há cerca de cerca de 2 meses
Picape compacta-média segue o facelift vendido no Brasil, mas com emblema de outra marca para ser vendido na América Latina

Não só de picapes brutas vive a Ram. Aqui no Brasil, a marca, que faz parte do grupo Stellantis, é bastante conhecida pelas opções parrudas 1500 e 2500 oferecidas em seu catálogo. Nos próximos meses, terá também a grandalhona 3500.

Mas, para o restante da América Latina, a marca Ram costuma vender produtos com pegada mais urbana e menos raiz, aqui comercializados como Fiat. A nossa Strada vira Ram 700 em alguns mercados, assim como a nossa Toro se transforma na Ram 1000.

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto 

As imagens não enganam: trata-se de uma Fiat Toro reestilizada disfarçada de “carneiro”. Tanto que o facelift da linha 2022 é o mesmo apresentado pela marca italiana para as versões Ultra e Ranch da Toro por aqui. 

No entanto, o miolo da grade é inspirado na irmã mais parruda 1500, com acabamento em cascata e um trapézio escurecido na parte inferior da peça.

Leia também: VW Tarok enfim tem data de chegada para peitar a Toro e matar a Amarok

Picape compacta-média segue o facelift vendido no Brasil, mas com emblema de outra marca para ser vendido na América Latina

Visual aprovado, mas o motor...

Surpreso por saber da existência de uma irmã gêmea da Toro vestindo outra camisa? Então, sente-se para conferir a motorização.

A Ram 1000 é fabricada em Goiana (PE), junto da própria Toro e dos Jeep Compass e Renegade nacionais. No entanto, o grupo Stellantis não vai equipar as versões para exportação da Ram 1000 com o novo motor 1.3 turbo, nem com o 2.0 o turbodiesel.

Leia também: Ford Maverick virá ao Brasil com 250 cv para tirar sossego da Toro

Se aqui a Fiat conta com o novo motor 1.3 GSE T4 de 180/185 cv (gasolina/etanol) e 27,5 kgfm (para os dois combustíveis) e o 2.0 MultiJet de 170 cv e 35,7 kgfm, países como Chile, Colômbia, Peru, Costa Rica e República Dominicana terão de se contentar com o velho conhecido 1.8 E.TorQ de apenas 130 cv.

O trem de força ultrapassado é mais fraco que o da versão Endurance da Toro no Brasil. Na configuração de entrada, a única que ainda conta com o propulsor, a picape rende 135/139 cv (gasolina/etanol).

Imagens: Divulgação

Talvez você também se interesse: 

Ram 2500 Rodeo esgota lote de 100 unidades em 10 horas a R$ 437.990
Fiat Toro 2022 será só automática: veja versões e itens de série
Gigante Ram 3500 será a maior, mais potente e mais cara picape do Brasil
Avaliação: nova Fiat Toro 4x4 diesel melhorou o desempenho off-road?


Ram 1000
Fiat Toro
Picapes
Picape compacta
picape compacta-média
picape-média
curiosidades
picape Fiat
Picape Ram
rosto de óculos escuros

Comentários