Quando teremos o Chevrolet Onix de novo? Produção é adiada mais uma vez

Falta de insumos tira Chevrolet Onix e Onix Plus das vitrines por quase cinco meses e concorrência aproveita brecha para acelerar nas vendas
Por Camila Torres
23.06.2021 às 15h:37 • Att. há cerca de 3 meses
Falta de insumos tira Chevrolet Onix e Onix Plus das vitrines por quase cinco meses e concorrência aproveita brecha para acelerar nas vendas

O carro mais vendido nos últimos cinco anos no Brasil está em falta nas lojas, não necessariamente porque os clientes compraram tudo (também). O principal motivo é a falta de reposição do modelo devido à paralisação da fábrica de Gravataí (RS), por não haver semicondutores para produzir o carro. 

A primeira paralisação ocorreu em março, mas foi retomada duas semanas depois. Em 5 de abril, a GM interrompeu novamente a fabricação e segue com a linha inoperante desde então. A retomada, inicialmente prevista para junho, já foi adiada para meados de julho, depois 3 de agosto e, agora, para 16 de agosto. E pode ser postergada novamente. 

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto

Com isso, a produção de Onix e Onix Plus completará quase quatro meses e meio paralisada. Como a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) teme que a escassez de componentes se estenda até início de 2022, a Chevrolet pode deixar o antigo best-seller fora da jogada por ainda mais tempo. 

A cadeia de suprimentos foi fortemente impactada devido à pandemia do coronavírus. A recuperação do mercado automotivo nacional, mais acelerada do que o prospectado, tem impactado o cronograma de produção, afirmou a GM. 

Encontre as melhores ofertas de Chevrolet Onix seminovo


Chevrolet Onix em falta beneficia concorrência 

Não apenas a produção do Chevrolet Onix foi atingida, mas a do seu irmão sedan Onix Plus, montado na mesma fábrica. 

A ausência dos dois modelos nas concessionárias fez com que eles despencassem agressivamente no ranking dos últimos meses, dando lugar a modelos que no passado não teriam chances de ultrapassá-los em uma disputa de igual para igual. 

Em maio, o carro que mais se beneficiou com o Chevrolet Onix fora da pista foi o Fiat Argo: o hatch assumiu pela primeira vez a liderança do ranking mensal de emplacamentos, com 10.929 unidades. Por coincidências ou estratégia, neste mês o Argo chegou à linha 2022 com nova versão e aumentos que chegam a R$ 4.600.
 

Vale considerar que mesmo com os irmãos Onix indisponíveis para pronta entrega, ainda é possível entrar na fila de espera para encomendá-los, o que pode até fazer com que o retorno deles ao mercado seja grandioso. 

Conversamos com algumas concessionárias e a previsão de chegada do modelo é para final de agosto, obviamente se a retomada da produção não for adiada novamente. Quem não tiver pressa para ter um Onix ou Onix Plus na garagem pode usar o tempo de espera como um bom argumento para barganhar descontos na hora da compra.

Leia também: Avaliação: Caoa Chery Tiggo 3X é rival à altura do VW Nivus?


Como estão Chevrolet Tracker e a S10?

 Os problemas da Chevrolet não acabam na família do Onix. A fábrica de São Caetano do Sul (SP) também interrompeu as atividades em junho. Lá são fabricados os modelos Tracker e Spin. A previsão de retorno é para 8 de julho. 

A GM tem aproveitado a pausa na produção para preparar a linha de montagem da nova picape que vem para substituir a finada Montana no primeiro semestre do ano que vem. Abaixo da S10, ela vai mirar na clientela da Fiat Toro, que até então domina sozinha o segmento de picapes médias. 

Já na fábrica de São José dos Campos (SP), onde são produzidos o Trailblazer e a S10, a Chevrolet tem selecionado alguns setores para dar férias coletivas. No dia 28 deste mês, o setor de trens de força deve sair de férias. 

Leia também: Novo VW Polo GTS: faróis inteligentes e grade iluminada, mas sem Virtus
 

O que são semicondutores?

Falta de insumos tira Chevrolet Onix e Onix Plus das vitrines por quase cinco meses e concorrência aproveita brecha para acelerar nas vendas

Também chamados de chips, os semicondutores são peças cruciais para transmitir a corrente elétrica para diferentes partes do carro, além de interligar e controlar todas as funções eletrônicas do veículo, incluindo gerenciamento de motor, entre outros. 

Neste momento, o maior problema é a quantidade de semicondutores que um carro precisa, passando de 1.000 em um carro compacto como o Onix e podendo chegar a 3.000 em um modelo mais caro e tecnológico. 


Você também poderá se interessar por:

Avaliação: vale comprar o Hyundai Creta atual com o novo por chegar?
Hyundai HB20, HB20S e HB20X: os principais problemas, segundo os donos
Hyundai HB20 2022 democratiza ESP e airbags laterais em todas as versões
Avaliação: Hyundai HB20 tem custo-benefício melhor que Onix e Polo? 

Chevrolet Onix
Onix Plus
Hatch
Sedan
Carro Turbo
Quando Onix volta
Onix em falta
Onix ou Argo
rosto de óculos escuros

Comentários