Professor ganha de ex-alunos Fusca que dirigiu por 50 anos e teve de vender

Professor aposentado iria vender Fusquinha comprado em 1972 para quitar dívidas, mas ex-alunos se organizaram para dar a ele o carro de volta
Por Renan Bandeira
14.05.2021 às 19h:28 • Att. há cerca de 1 mês
Professor aposentado iria vender Fusquinha comprado em 1972 para quitar dívidas, mas ex-alunos se organizaram para dar a ele o carro de volta

O Volkswagen Fusca é o grande xodó de muitos amantes de carros clássicos. Especialmente porque não é difícil se deparar com histórias afetivas envolvendo esse ícone da indústria automobilística brasileira e mundial.

Desta vez, não se trata de uma super restauração ou um exemplar raríssimo, mas um caso repleto de gratidão entre um professor aposentado, seus ex-alunos e o Fusquinha verde abacate ano 1972, adquirido por ele como zero-quilômetro.

O dono do Fusca é Marcelo Siqueira, de 87 anos, que dava aulas de Geografia e História e foi diretor da Escola Estadual Dona Carola, em Curitiba (PR). Após 49 anos de parceria com o besouro, ele se viu obrigado a colocar o carro à venda por dificuldades financeiras decorrentes de uma mudança inesperada de residência.

Professor aposentado iria vender Fusquinha comprado em 1972 para quitar dívidas, mas ex-alunos se organizaram para dar a ele o carro de volta

Confira o valor de seu carro na nossa Tabela Fipe

Mas a história, que estava fadada a um final infeliz, teve uma grande reviravolta. Tudo começou quando a esposa de Marcelo, Sonia Siqueira, ligou para o filho do casal, Alexandre Siqueira, e contou sobre a venda.

“Quando ela me telefonou e falou que meu pai venderia o Fusquinha, eu já comecei a buscar uma forma de levantar o dinheiro porque o carro não podia ser vendido”, contou Alexandre.

Buscando uma solução, o filho de seu Marcelo ligou para um amigo de infância, que também havia sido seu aluno, Cláudio Martins, que logo se mobilizou com a situação. 

"Estávamos conversando sobre a família e ele me contou que o professor ia vender o Fusca. Logo disse que isso não podia acontecer, que o carro é um símbolo, e pedi para ele me dar alguns minutos para resolver a situação”, explicou Martins.

Professor aposentado iria vender Fusquinha comprado em 1972 para quitar dívidas, mas ex-alunos se organizaram para dar a ele o carro de volta

Então, Cláudio fez uma publicação em uma página do Facebook destinada ao reencontro de ex-alunos da escola, contando a situação e estimulando o grupo a fazer uma “vaquinha” para comprar o carro. 

Leia também: VW Brasília vira picape insana com motor de caminhão usando só sucata

Após a postagem, cerca de 70 alunos se envolveram na ação, que resultou num montante de quase R$ 3 mil - valor suficiente para ajudar o professor naquele momento.

Com o dinheiro em mãos, Cláudio e Alexandre iniciaram a surpresa: fariam Marcelo dar uma suposta última volta no quarteirão com o Fusca verde-abacate antes da falsa venda, como uma espécie de despedida.

No retorno, o professor aposentado seria surpreendido por cerca de 40 ex-alunos na frente de sua casa, que fariam a ele a “entrega” do Fusca junto com o dinheiro arrecadado. Eles só não contavam que o Fusquinha não cumpriria o combinado.

Professor aposentado iria vender Fusquinha comprado em 1972 para quitar dívidas, mas ex-alunos se organizaram para dar a ele o carro de volta

“Os ex-alunos estavam escondidos na esquina de cima. Enquanto a gente desse a volta na quadra, todos iriam até a frente da casa para finalizar a surpresa, mas o Fusca pifou logo na esquina”, disse Martins.

O jeito, então, foi empurrar o carro de volta à casa do professor e finalizar a surpresa, que emocionou Marcelo. “Na hora que olhei aquela quantidade de alunos, fiquei tão surpreso que me emocionei e acabei soltando umas lágrimas”, comentou o aposentado à nossa reportagem.

Professor aposentado iria vender Fusquinha comprado em 1972 para quitar dívidas, mas ex-alunos se organizaram para dar a ele o carro de volta

Leia também: Uno Turbo: a desastrosa 1ª experiência da Fiat com motor turbo

O Fusca 1500 já está na vida do professor há 49 anos. Ele foi tirado zero-quilômetro em 1972, quando o profissional da educação nem tinha carteira de habilitação.

“Eu dava aula em escolas diferentes na época, e sofria com aquela luta de ônibus. Eu já namorava um Fusca e fui na na concessionária comprar um 1300, mas o vendedor me convenceu a pegar o 1500, porque a diferença era mínima. Só que eu ainda não tinha carteira”, contou Marcelo.

“Como meu vizinho sabia dirigir, eu pedi para ele buscar o carro na loja. Aí ele trouxe e deixou na minha garagem, e depois foi me ensinando a dirigir o Fusquinha”, concluiu o ex-professor.

Nos últimos anos, o Siqueira manteve o sonho de restaurar o veículo que tanto marcou sua vida, mas que se deteriorou com o tempo.

Leia também: Como uma briga de vizinhos fez este Corcel ser içado a 40 m de altura

Professor aposentado iria vender Fusquinha comprado em 1972 para quitar dívidas, mas ex-alunos se organizaram para dar a ele o carro de volta

A boa notícia é que a reforma será o próximo passo da ação dos alunos. Eles não se contentaram em apenas entregar o veículo, mas iniciaram uma vaquinha online - que você pode contribuir clicando aqui - para seguir arrecadando dinheiro, e entregar o Fusca ao seu dono como foi retirado da loja em 1972.

Você também poderá se interessar por:

Avaliação: Caoa Chery Tiggo 8 é mesmo a 8ª maravilha do mundo?
Segredo: Caoa Chery Tiggo 8 Plus será Tiggo 8 mais refinado a R$ 200.000
Caoa Chery Tiggo 8 é bem equipado, mas “esquece” alguns itens na China
Caoa Chery Exeed LX: SUV de luxo chinês quer briga com BMW e Mercedes


Volkswagen FuscaFusca do professorProfessor ganha Fusca de alunosAlunos salvam Fusca de professorFusca único donoFusca volta para único donoHistórias de Fusca

Comentários