Motorista bêbado liga para a polícia e ajuda em sua própria prisão

Polícia britânica recebe pela manhã um denúncia inusitada feito pelo próprio delatado
DR
Por
19.02.2024 às 11:58
Polícia britânica recebe pela manhã um denúncia inusitada feito pelo próprio delatado

Beber e dirigir é uma combinação mais do irresponsável, mas ainda existem motoristas que teimam em colocar a sua própria vida e de terceiros em risco. Na semana passada os policiais de North Yorkshire, no Reino Unido, receberam uma ligação no mínimo curiosa. Por lá foi denunciado um caso de direção embriagada na estrada, mas há um detalhe insólito: foi o próprio motorista bêbado que fez a ligação para as autoridades. 

Você pode se interessar por: 

Pode acreditar, o caso ocorreu na manhã da última segunda (12) e o personagem principal dessa história é um homem de 52 anos da área metropolitana de Manchester, que ligou para a polícia local supostamente sem saber o que estava fazendo.

A situação foi tão bizarra que a própria polícia de North Yorkshire publicou em seu Facebook oficial a seguinte declaração: “Bem, não é todo dia que isso acontece… um suposto motorista alcoolizado se dirigiu, ele mesmo, para nossa Sala de Controle”.

Além disso, a publicação completou relatando que o motorista bêbado informou sua exata localização ao atendente, região de Knaresborough, e contou sobre a semana difícil que tinha passado. Segundo a polícia, o “auto-delator” parece ter lidado com a situação de modo tranquilo tanto que, ao ser questionado, deu mais informações sobre o local em que estava.

Assim, após a ligação a central de operações enviou policiais rodoviários em sua busca. As autoridades conseguiram encontrar sua van preta estacionada em apenas 15 minutos, muito devido à sua colaboração. Após ser encontrado, o homem foi submetido ao teste de bafômetro, que indicou 118 microgramas por 100 mililitros de ar expirado, de acordo com a polícia, o que é cerca de três vezes maior que o limite estabelecido pelo governo britânico.

O resultado disso foi a sua prisão sob suspeita de direção embriagada, mas o homem bêbado foi libertado sob fiança desde que compareça ao Tribunal de Magistrados na próxima quinta-feira (29). Ainda não se sabe qual será sua pena, nem se é possível que haja um abrandamento por parte do tribunal por conta de sua própria delação.

E se tivesse acontecido no Brasil?

Caso houvesse uma ocorrência equivalente em terras brasileiras, essa inusitada ação de se entregar à polícia poderia até livrar o culpado de ser condenado criminalmente.

Em caso de confirmação da infração de dirigir bêbado é possível usar uma saída jurídica de não condenação. Isso é tratado pelo acordo de não persecução penal, trazida pelo artigo 28-A da Lei n.º 13.964/19, que tem em si descrita a exata situação de confissão do crime. Ela é:

“Art. 28-A. Não sendo caso de arquivamento e tendo o investigado confessado formal e circunstancialmente a prática de infração penal sem violência ou grave ameaça e com pena mínima inferior a 4 (quatro) anos, o Ministério Público poderá propor acordo de não persecução penal, desde que necessário e suficiente para reprovação e prevenção do crime” e seguem-se algumas das condições que devem ser cumpridas.

Assim, se o caso não tivesse ocorrido em North Yorkshire, mas sim no interior de São Paulo, por exemplo, o homem teria chance de até mesmo de se livrar de uma condenação pelo seu crime.

Receba as reportagens da Mobiauto via Whatsapp

Comentários