Fiat 376 será SUV cupê como o Nivus, mas brigará com o T-Cross

SUV “tamanho M” da marca será lançado em 2022 com carroceria estilo cupê, mas terá porte maior que Argo, Cronos e o irmão 363
LF
Por
18.03.2021 às 12:39
SUV “tamanho M” da marca será lançado em 2022 com carroceria estilo cupê, mas terá porte maior que Argo, Cronos e o irmão 363

Em novembro do ano passado a Mobiauto já havia explicado que o grupo Stellantis trabalha no projeto de três SUVs da Fiat para o Brasil, que terão os tamanhos P, M e G. O primeiro deles, tamanho P, é o “Progetto 363”, que será revelado em maio e virará prêmio para o vencedor do Big Brother Brasil 2021, com chegada efetiva às ruas no final de setembro.

O segundo, tamanho M, é um projeto apenas para meados de 2022, mas aparentemente saiu da toca na forma de uma mula utilizando carroceria do sedan Cronos. Estamos falando do projeto 376, um SUV cupê cujas informações nossa reportagem já havia antecipado em setembro do ano passado.

Anuncie seu carro grátis na Mobiauto

Ele será igualmente produzido em Betim (MG), junto do próprio 363 e do Argo, com quem compartilhará a plataforma. Por isso mesmo, foi flagrado na Europa usando a carroceria do Cronos como casca (o sedan deriva da mesma matriz, mas é fabricado na Argentina). Só que, ao que tudo indica, terá porte superior a todos eles.

SUV “tamanho M” da marca será lançado em 2022 com carroceria estilo cupê, mas terá porte maior que Argo, Cronos e o irmão 363

Uma “mula” tem como serventia antecipar dimensões primordiais de um veículo, como a distância entre-eixos, o peso aproximado (e sua distribuição) e as bitolas. Por isso, o protótipo fotografado pela agência Automedia usa a carroceria do sedan, mais comprida, e não do hatch.

Leia também: Os carros de verdade que desmontam como Lego

Outro indício está nas rodas. Observe como elas são maiores que as dos protótipos do Progetto 363 e, por isso mesmo, ficam muito perto de serem mais largas que a própria carroceria e de encostar os ombros nas caixas de roda. Além disso, possuem cinco pontos de parafuso, contra quatro de Argo, Cronos e do Progetto 363.

SUV “tamanho M” da marca será lançado em 2022 com carroceria estilo cupê, mas terá porte maior que Argo, Cronos e o irmão 363
Protótipos do Progetto 363 têm rodas menores, com quatro furos e posicionadas mais para dentro da caixa, indicando uma largura menor 

Ao que tudo indica, a Stellantis aproveitará coluna A, para-brisa e portas laterais dianteiras desses três modelos no 376, assim como fará também com o 363. Já o entre-eixos dos dois SUVs deve ser maior que o dos irmãos hatch e sedan, o que demandará portas laterais traseiras exclusivas para ambos. 

Leia também: Aumento do preço dos combustíveis faz disparar procura pelo GNV

Já o balanço traseiro do 376 será estendido, ao estilo do VW Nivus, deixando-o com cerca de 4,40 metros de comprimento, dimensão similar à do Jeep Compass. Como comparação, o Jeep Renegade mede 4,23 m e o VW Nivus, 4,26 m. Daí o uso de um Cronos como mula, visto que o sedan tem 4,36 m.

SUV “tamanho M” da marca será lançado em 2022 com carroceria estilo cupê, mas terá porte maior que Argo, Cronos e o irmão 363

E, apesar de aproveitar a cabine de Argo, Cronos e 363, o 376 deve tomar fermento também para ficar mais largo, através de um truque simples: para-lamas mais abaulados. A Fiat já fez isso para deixar a nova Strada com 1.732 mm nessa medida, mesmo aproveitando toda a parte dianteira do habitáculo do subcompacto Mobi, que tem 10 cm a menos.

Leia também: Renault registra novo Sandero no Brasil, mas com visual Dacia

Assim, enquanto Argo e Cronos são 1.724 mm largos, o Progetto 363 deve se aproximar de 1,75 m e o 376 pode chegar perto de 1,80 m. É por essas razões que, internamente, engenheiros e fornecedores da Stellantis têm chamado o projeto 376 de “C-SUV”, designação para modelos de porte médio, e não “B-SUV”, de tamanho compacto.

Isso criará um cenário curioso: tanto Fiat quanto VW terão um SUV e um SUV cupê construídos sobre a mesma plataforma e rivais entre si, mas de modo invertido no porte e nas faixas de preço: o convencional 363 brigará por clientes do cupê Nivus, enquanto o cupê 376 lutará mais diretamente com o convencional T-Cross.

Leia também: Novo Corolla Cross é moderno, mas tem um item de picapes dos anos 80

SUV “tamanho M” da marca será lançado em 2022 com carroceria estilo cupê, mas terá porte maior que Argo, Cronos e o irmão 363
Traseira do Fiat 376 será inspirada no conceito Fastback, do Salão do Automóvel de SP de 2018

Em termos de motorização, o projeto 376 deve trazer a bordo o propulsor 1.0 T3 (três-cilindros) turboflex da família GSE, com potência de 120 cv e torque de 19,4 kgfm quando abastecido com gasolina. Com etanol, os dados podem chegar a 125 cv e 20 kgfm.

Tal usina estreará este ano no irmão 363 e virá munida de injeção direta de combustível, quatro válvulas por cilindro e o sistema de variação MultiAir III, que também estará presente na especificação 1.3 T4 dos novos Jeep Compass, Fiat Toro e Jeep de sete lugares. Por falar nela, seu uso é cotado para as versões de topo do 376.

Você também pode se interessar por:

Carros automáticos mais vendidos no Brasil: SUVs dominam ranking
Os 20 carros com motor turbo mais vendidos no Brasil
Carros mais vendidos em 2020 por categoria: hatch, SUV, sedan e picape
Carros mais vendidos de 2010 vs 2020: menos carros populares, mais SUVs  

Comentários