Citroën C3 enfim muda no Brasil em 2021 e traz junto sedan e SUV

Próxima geração do hatch compacto chega ao país no ano que vem com a mesma base do novo Peugeot 208, mas será mais barato
Por Leonardo Felix
02.11.2020 às 12h:00 • Att. há cerca de 11 meses
Próxima geração do hatch compacto chega ao país no ano que vem com a mesma base do novo Peugeot 208, mas será mais barato

O grupo PSA investiu para trazer à América do Sul a plataforma global CMP, desenvolvida em parceria com a chinesa Dongfeng (acionista da empresa) e que já vem sendo usada pelos compactos de Peugeot e Opel na Europa.

Quem estreou a nova matriz modular na região foi a segunda geração do Peugeot 208, com produção na Argentina. A fábrica brasileira de Porto Real (RJ) também está sendo adaptada para produzir veículos usando tal arquitetura, e inclusive já vem fabricando protótipos do primeiro modelo desde meados deste ano.

Leia também: SUVs para PCD estão em extinção. Veja alternativas

Próxima geração do hatch compacto chega ao país no ano que vem com a mesma base do novo Peugeot 208, mas será mais barato

A companhia ainda mantém sob sigilo qual é o carro, mas a reportagem da Mobiauto entende que se trata da nova geração do Citroën C3 (ou de um substituto, caso o nome seja alterado, algo difícil de se imaginar).

Mas não estamos falando do C3 vendido atualmente na Europa (e que inclusive acabou de ser renovado por lá). Trata-se de um projeto voltado a mercados emergentes, utilizando uma simplificação da plataforma, e cujo desenvolvimento vem sendo liderado pelo time de engenharia da PSA na Índia.

Leia também: Nem T-Cross nem Tiguan. VW Taos ameaça mesmo é o Jetta

O primeiro flagra de um protótipo do novo hatch foi divulgado recentemente pelo perfil indiano @rahul_auto_spy. Ela mostra como o modelo terá um perfil altinho e desenho inspirado no atual C3 europeu, assim como no nosso já conhecido C4 Cactus.

Próxima geração do hatch compacto chega ao país no ano que vem com a mesma base do novo Peugeot 208, mas será mais barato

O novo Citroën C3 será posicionado abaixo do novo 208, o que significa que deve manter nas versões de entrada o motor 1.2 três-cilindros aspirado flex da família PureTech, com 84/90 cv de potência e 12,2/13 kgfm (gasolina/etanol), acoplado a uma caixa manual de cinco marchas.

Leia também: VW Amarok V6 volta a ser a picape mais potente do país

As de topo devem contar com o mesmo 1.6 quatro-cilindros EC5 do novo 208, rendendo 115/118 cv e 15,4 kgfm (com qualquer combustível). Estas serão gerenciadas por câmbio automático de seis velocidades, tal qual o irmão da Peugeot.

Por vir da Índia, o novo C3 deve medir 3,99 m de comprimento, na medida para se adequar à legislação do país asiático que confere incentivos fiscais a modelos abaixo de 4 m nessa dimensão. As projeções gentilmente cedidas pelo perfil @kdesignag antecipam como o hatch deve ficar.

Próxima geração do hatch compacto chega ao país no ano que vem com a mesma base do novo Peugeot 208, mas será mais barato

Leia também: Novo Nissan Versa: conheça as quatro versões em detalhes

Mas ele não virá sozinho. Ainda em 2021 deve ser acompanhado por um sedan, de nome ainda misterioso, construído sobre a mesma base e utilizando a mesma motorização, porém com entre-eixos esticado. Terá missão de encarar Chevrolet Onix Plus, VW Virtus e cia. Por fim, em 2022 chega um SUV para atuar abaixo do C4 Cactus no lugar do Aircross.

Veja mais sobre os projetos em mais um vídeo do quadro O Que Vem Pra Pista:

[video] 

Talvez você também se interesse por:

13 hatches e sedans que serão lançados no Brasil em 2021
As picapes mais fortes do Brasil (já com as novas Amarok e Hilux)
Avaliação: Honda Accord é uma pechincha, pelo menos ante os rivais
SUV vs sedan: qual tipo de carro vale mais a pena? 

carro hatch
hatch compacto
citroen c3
citroen aircross
carro suv
suv compacto
carro sedan
sedan compacto
rosto de óculos escuros

Comentários