Assinar um Renault Kwid custará R$ 869 ao mês e um Duster, R$ 1.699

Renault On Demand oferece Kwid, Stepway e Duster em contratos de 12, 18 e 24 meses, com planos de 1.000, 1.500 e 2.000 km
Por Renan Bandeira
20.01.2021 às 15h:31 • Att. há cerca de 2 meses
Renault On Demand oferece Kwid, Stepway e Duster em contratos de 12, 18 e 24 meses, com planos de 1.000, 1.500 e 2.000 km

Depois de Audi, Volkswagen e FCA (com as marcas Fiat e Jeep), é a vez de a Renault lançar seu programa de assinaturas de veículos: o Renault On Demand. O modelo de negócio foi anunciado nesta quarta-feira (20), e oferece Kwid, Stepway e Duster.

Os planos variam entre 12, 18 e 24 meses, com opções de 1.000, 1.500 e 2.000 km de franquia ao mês. Segundo a marca, o valor do serviço já inclui manutenções preventivas e corretivas, seguro, assistência 24h - com inclusão de carro reserva - e gestão de documentos.

 Consulte o valor do seu carro na Tabela Fipe 

O Kwid pode ser alugado em duas versões. A Zen 1.0 parte de R$ 869 no Plano Smart, que é exclusivo, e oferece 500 km ao mês por 20 meses. Já a Outsider 1.0 parte de R$ 879 e está encaixada nas condições padrão citadas acima.

Renault Stepway e Duster são oferecidos na versão Iconic 1.6 com transmissão automática do tipo CVT. Os planos partem de R$ 1.539 e R$ 1.699, respectivamente.

O prazo estimado para entrega dos veículos após a assinatura do contrato é de 35 dias. A contratação é feita de forma virtual por meio do site do programa.

Lá, o cliente poderá escolher - além do plano e do veículo - como será feita a entrega, se deseja película solar e de proteção, e se quer assinar o seguro de proteção financeira, que cobre a dívida do contrato em caso de perda de emprego, invalidez ou morte.

Leia também: As seis melhores dicas para comprar um carro usado 

Renault On Demand oferece Kwid, Stepway e Duster em contratos de 12, 18 e 24 meses, com planos de 1.000, 1.500 e 2.000 km

Pelo site ainda é possível fazer todo acompanhamento da assinatura, como status do pedido, gerenciamento do pagamento e os serviços contratados.

Segundo a Renault, a assinatura terá as mesmas condições para pessoas físicas e jurídicas e, caso haja o interesse do contratante em ficar com o modelo alugado no final do contrato, a negociação deve ser feita com a concessionária responsável pelo modelo.

Se o cliente ultrapassar a quilometragem estipulada no acordo, será cobrado R$ 0,50 por quilômetro a mais rodado. No entanto, a Renault afirma que o motorista será avisado quando exceder o limite de rodagem para não ser surpreendido com a cobrança adicional.

Leia também: Financiamento: NÃO diga estas dicas e pague até 735% mais juros 

Diferente dos planos oferecidos por Volkswagen e Fiat, que testam o projeto piloto na capital paulista e paranaense - no caso da fabricante italiana -, a marca francesa afirma que o Renault On Demand tem abrangência nacional e pode ser contratado em qualquer concessionária do país.

De acordo com a Renault, a oferta de modelos no programa deve aumentar, principalmente com os lançamentos previstos para este ano - e até o elétrico Zoe pode pintar.

Talvez você também se interesse: 

Digital, documento do carro não chegará mais na sua casa. Como proceder
Flagras do novo VW Polo têm detalhes que estão nos enganando
Empurroterapia: 6 serviços desnecessários oferecidos na revisão do carro
Por que um motor flex bebe mais combustível com etanol?


Renault On DemandRenault por assinaturaKwid por assinaturaStepway por assinturaDuster por assinaturacarros por assinatura
Comentários