17 carros que serão lançados no Brasil no segundo semestre de 2021

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção
Por Leonardo Felix
23.06.2021 às 21h:00 • Att. há cerca de 1 mês
Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

A indústria automobilística brasileira vem vivendo um momento um tanto estranho. Por um lado, vem conseguindo manter números até consistentes de emplacamentos mesmo em meio à terrível gestão nacional de combate à pandemia do coronavírus, que vem arrastando a situação e atrasando a recuperação econômica do país.

Ao mesmo tempo, sofre com a falta de matérias-primas, em especial semicondutores, e o aumento nos custos (puxados por elementos como energia elétrica, inflação e preços de insumos escassos). Tudo isso vem impactando a produção, gerando filas de espera e desencadeando um aumento agressivo nos preços de veículos novos e usados.

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto 

Também está embaralhando e atrapalhando os cronogramas de lançamentos no país, especialmente quando se trata de carros importados. 

Todo este preâmbulo nos leva à lista abaixo, porque mesmo diante de um cenário tão nebuloso e confuso, a vida e os lançamentos precisam continuar. Abaixo, listamos 17 carros que devem chegar ao Brasil nos próximos meses, se tudo correr bem e o mercado não viver mais nenhuma surpresa. 

Vale lembrar que esta lista não é definitiva. Alguns projetos podem atrasar e ficar para 2022, enquanto outros (em especial por causa do dólar) estão na corda bamba e foram deixados de fora, como o novo Nissan Sentra. Esquecemos de mencionar algum modelo? Fique à vontade para citá-lo nos comentários. Confira o que vem (esperamos) por aí:

Leia também: Quando teremos o Chevrolet Onix de volta? Produção é adiada mais uma vez

Novo Renault Captur turbo – julho

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

Um dos primeiros lançamentos do semestre será o novo Renault Captur 1.3 turbo com retoques visuais, acabamento interno renovado e estreando o propulsor TCe turboflex de 1.3 litro da marca francesa, desenvolvido em parceria com a Mercedes-Benz.

Já usado por modelos da marca alemã como GLA, Classe A Sedan e GLB, o propulsor por enquanto bebe só gasolina e rende 163 cv de potência e 25,5 kgfm. Nos Renault, será flex e deve ganhar um pouco mais de cavalaria e torque. Clique aqui para saber mais sobre o SUV

Novo Citroën C3 – agosto

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

O vazamento de uma miniatura colocou fim ao mistério e confirmou o que a Mobiauto já apontava: o hatch altinho que marcará a estreia da plataforma modular CMP em Porto Real (RJ) será mesmo a nova geração do Citroën C3, vendida como um hatch compacto altinho de baixo custo para ocupar o lugar do velho C3 e do Aircross ao mesmo tempo.

Deve ter motores 1.2 três-cilindros PureTech de 90 cv e 1.6 quatro-cilindros EC5 de 118 cv. A primeira opção será manual e a segunda, automática. Sua faixa de preços ficará imediatamente abaixo do novo Peugeot 208. Saiba mais sobre ele clicando aqui.

Leia também: Comparativo: Jeep Compass x Fiat Toro, qual usa melhor o motor turbo?

Fiat Strada automática – entre julho e agosto

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

A Stellantis deve lançar nos próximos meses a nova Strada com a inédita configuração 1.3 automática, marcando o início do casamento do propulsor Firefly quatro-cilindros naturalmente aspirado 8V com um câmbio CVT. A opção deve ser oferecida nas versões Freedom e Volcano Cabine Dupla, além de uma nova variante de topo chamada Ranch.

Além disso, a Strada 2022 ganhará uma nova versão de entrada, Working, sempre Cabine Plus e 1.4 Fire flex. Modesta em equipamentos, será sempre voltada para o trabalho e terá capacidade de carga oficial de 770 kg. Saiba mais sobre essas novas versões clicando aqui.

Jeep Renegade turbo – agosto

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

Outro produto que a fusão entre FCA e PSA prepara para breve em nosso mercado é o Jeep Renegade 1.3 turbo. Por isso o SUV de entrada da marca ainda não fez a virada para a linha 2022, algo que acontecerá em agosto. 

O propulsor escolhido é o mesmo já usado pelos irmãos Compass e Fiat Toro. Resta saber se manterá os 185 cv ou virá numa calibração mais mansa. Na Europa, essa mesma usina rende 150 cv em alguns modelos. Também fica a dúvida sobre se a fabricante manterá versões de entrada com o velho 1.8 e.torQ em linha, como fez com a Toro Endurance

Leia também: Novo Hyundai Creta nacional terá este visual. Saiba quando chega

Fiat 500e – agosto

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

Um produto de nicho, que fará parte do plano de eletrificação da Stellantis no Brasil e será o primeiro modelo 100% elétrico da marca italiana no país. Trará um conjunto de baterias de 42 kWh, capazes de render uma autonomia de 320 km no ciclo WLTP. O motor rende 118 cv.

Recheado de tecnologias, como um controle de cruzeiro adaptativo capaz de responder também à presença de ciclistas e pedestres, o 500e deverá custar mais de R$ 200.000 e promete ir de 0 a 100 km/h em menos de 10 segundos.

Novo Hyundai Creta – entre agosto e setembro

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

Com visual polêmico e dimensões ligeiramente maiores, apesar de manter a plataforma J5, a segunda geração do Hyundai Creta marcará a troca do motor 1.6 aspirado flex pelo 1.0 três-cilindros 12V TGDi (turboflex com injeção direta) das versões de topo do HB20, com 120 cv e 17,5 kgfm. A diferença é que, no SUV, ela equipará as opções de entrada.

Já as de topo manterão o velho 2.0 quatro-cilindros de aspiração natural com 166 cv e 20,5 kgfm com etanol. Ambas as motorizações serão gerenciadas por um câmbio automático de seis marchas, o que significa que o novo Creta não terá mais nenhuma opção manual na gama. Saiba mais sobre a nova geração do SUV produzido em Piracicaba (SP) aqui.

Leia também: Novo Audi Q5 e Q5 Sportback: preços, itens de série e versões

Peugeot 208 e-GT – entre agosto e setembro

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

No lançamento da nova geração do Peugeot 208, em agosto do ano passado, a então PSA (atual Stellantis) prometeu que o hatch ganharia uma versão esportiva 100% elétrica neste ano no Brasil. Ela ainda está nos planos, apesar do dólar alto, e deve ser comercializada por cerca de R$ 200.000 e com apelo muito esportivo.

Seu motor movido sempre a eletricidade rende 136 cv de potência e excelentes 26,5 kgfm de torque, mais do que um VW Polo GTS. Ao mesmo tempo, as baterias de 50 kWh prometem uma autonomia de 340 no rigoroso ciclo WLTP.

Caoa Exeed LX – terceiro trimestre

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

O SUV da marca de luxo da Chery na China chegará com a missão de fazer a Caoa Chery brigar em um segmento ainda mais alto do que aquele no qual o Tiggo 8 se posicionou. Baseado no Tiggo 7, o SUV premium custará cerca de R$ 250.000 para brigar com Audi Q3, BMW X1, Mercedes-Benz GLA e Land Rover Range Rover Evoque.

Para tanto, apostará em um interior refinado, num painel com duas telas digitais de alta resolução com 12,3 polegadas cada, no reconhecimento facial do dono e numa central multimídia com realidade aumentada. O motor será o mesmo 1.6 TGDi a gasolina de 187 cv e 28 kgfm do Tiggo 8, com câmbio automatizado de dupla embreagem e sete marchas banhado a óleo. Saiba mais sobre o modelo clicando aqui.

Leia também: “Elon Musk chinês” quer criar grife de carros elétricos maior que a Tesla

Fiat Pulse – entre setembro e outubro

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

Apesar de nascer da costela do Argo e utilizar praticamente a mesma carroceria do hatch, o Fiat Pulse será vendido pela Stellantis como SUV e terá uma plataforma chamada pela fabricante de MLA, sigla diferente da base MP1 do Argo. A Mobiauto já contou quais serão as semelhanças e diferenças estruturais reais entre os dois modelos.

Além de ser visualmente distinto nos balanços dianteiro e traseiro, o Pulse estreará o motor 1.0 GSE T3, um três-cilindros 12V turboflex com potência entre 120 e 130 cv e torque na casa de 21 kgfm. Nas versões mais baratas, deve usar o 1.3 Firefly de 109 cv de Argo e Cronos, com opções de câmbio manual ou CVT. Já o turbo será sempre automático de seis marchas. Saiba mais sobre o modelo aqui.

JAC E-JS1

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

O primeiro fruto da joint-venture entre JAC e VW na China já é oferecido em concessionárias brasileiras da marca chinesa por R$ 154.990, como o novo carro elétrico mais barato de nosso mercado, e será o sucessor do iEV20. Entretanto, o lançamento oficial será feito em outubro. 

Construído sobre a mesma plataforma do iEV20, o E-JS1 replica o entre-eixos do irmão, mas é menos comprido, por causa da ausência do estepe externo. Suas baterias de 30,2 kWh geram uma autonomia de 260 km no ciclo WLTP e alimentam um motor de 61 cv e 15,3 kgfm. Saiba mais sobre ele clicando aqui.

Leia também: Exclusivo: novo Citroën C4 nacional será SUV à la Creta com até 7 lugares 

Jeep Compass 4xe híbrido – até outubro

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

A Stellantis desistiu de lançar o Renegade 4xe híbrido no Brasil, mas confirmou a chegada do Compass 4xe ainda para 2021. A sigla é um trocadilho com a expressão 4x4, no sentido de que, no caso dos SUVs híbridos da Jeep, a tração das rodas traseiras é provida por um motor elétrico. Daí o uso da letra “e” no lugar do segundo 4.

O Compass 4xe virá inicialmente importado. Ele usa o motor 1.3 GSE T4 do nosso Compass T270, porém apenas a gasolina. Com 180 cv e 27,5 kgfm, o propulsor traciona as rodas dianteiras e se une a outro elétrico montado sobre o eixo traseiro de 60 cv e 25,5 kgfm. A potência combinada é de 240 cv. O preço deve ficar na faixa de R$ 250.000.

Novo Honda City sedan – outubro

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

O novo Honda City sedan apontará uma nova fase da marca japonesa no Brasil. Estreará uma nova plataforma global de compactos, que depois será usada pelo inédito irmão City hatch e pelas novas gerações de HR-V (2022) e WR-V (entre 2023 e 24). E marcará o enxugamento da gama de carros nacionais da fabricante, incluindo o fim da produção de Fit e Civic no país.

Com dimensões um pouco maiores que as do atual três-volumes, o novo City sedan receberá a injeção de uma boa dose de tecnologia em relação ao antecessor. Sob o capô, estreará um motor 1.5 aspirado flex com injeção direta e potência entre 130 e 150 cv, aliado a câmbio manual ou CVT. A produção será em Itirapina (SP). Saiba mais sobre ele aqui.

Leia também: Jeep Commander poderá ter motor a diesel híbrido leve 

Novo Renault Kwid – entre outubro e novembro

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

A Renault lançará uma reestilização de meia vida para o subcompacto Kwid no último trimestre deste ano. O “SUV dos compactos” vai ganhar uma nova dianteira, com conjunto óptico dividido em dois níveis e luzes diurnas de LED, lanternas traseiras também com guias de LED, além de outros retoques na parte de trás e de acabamento interno.

Terá, ainda, uma nova central multimídia e o motor 1.0 SCe dos primos Sandero e Logan, com comando de válvulas variável e potência ampliada de 70 cv para 82 cv com etanol. Essas modificações devem ficar restritas às versões de topo do pequenino.

Jeep Commander – novembro

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

O SUV de sete lugares derivado do Compass deve ser lançado em novembro, com produção em Goiana (PE). Construído a partir da plataforma Small Wide, herdará boa parte da estrutura do Compass, porém com entre-eixos e balanço traseiro esticados para comportar três fileiras de assentos. Além, é claro, de um visual exclusivo.

O Commander utilizará nas versões de entrada o motor 1.3 turboflex de 185 cv e 27,5 kgfm dos novos Toro e Compass, mas o 2.0 MultiJet turbodiesel, também aproveitado pelos irmãos de plataforma, será recalibrado no SUV maior, chegando a cerca de 200 cv e 40 kgfm. Preços devem ficar entre R$ 200.000 e R$ 250.000. Saiba mais sobre o modelo aqui.

Leia também: Caoa Chery Tiggo 8 atualiza central para enfim ter Android Auto

Nova Toyota Hilux GR-Sport – novembro

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

A Toyota deve apresentar ao Brasil no fim deste ano a linha renovada da picape esportiva Hilux GR-Sport. Conforme mostram flagras recentes, o utilitário com caçamba tem tudo para ganhar o visual da versão Revo Rocco oferecida na Tailândia, com dianteira mais robusta. 

A versão replicará o uso do 2.8 turbodiesel de 204 cv e 51 kgfm que equipa as demais versões 4x4 a diesel da picape média mais vendida no país. O câmbio será sempre automático de seis velocidades. O preço deve se aproximar muito dos R$ 300.000, isso se não alcançá-lo... Saiba mais sobre a picape esportiva aqui.

Caoa Chery Tiggo 8 Pro – último trimestre

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

Fomos o primeiro site no Brasil a revelar que a Caoa Chery se preparava para lançar uma reestilização do atual Tiggo 8 no Brasil não para substitui-lo, mas sim para ocupar um degrau acima dele na gama, na faixa de R$ 200.000. 

Ao que tudo indica, o modelo se chamará Tiggo 8 Pro e se nobatilizará por ter visual renovado nos dois balanços, acabamento interno mais refinado e tecnologias semiautônomas dispensadas pelo irmão. Já o motor será o mesmo 1.6 TGDi a gasolina de 187 cv e 28 kgfm, gerenciado por uma caixa DCT banhada a óleo com sete velocidades. Confira mais sobre o modelo aqui.

Leia também: Novo Peugeot 3008 tem grade que “se dissolve” a R$ 230.000 

Novo VW Tiguan Allspace eHybrid – último trimestre

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

O lançamento efetivo deve ficar para 2022, mas é possível que a VW revele ainda este ano o primeiro de cinco carros eletrificados (híbridos ou elétricos) que pretende lançar no Brasil até 2023. Será a reestilização do VW Tiguan Allspace, com um motor 1.5 TSI aliado a outro elétrico para chegar a 245 cv de potência.

É bem possível que o novo Tiguan seja vendido no Brasil apenas como híbrido, numa configuração a ser chamada de eHybrid, diferenciando-se assim por completo do primo menor Taos em posicionamento de mercado. O preço, infelizmente, deve ficar acima da faixa de R$ 200.000. Saiba mais sobre o modelo aqui.

Nova Chevrolet S10 Z71 – último trimestre

Indústria prepara chegada de novos produtos enquanto aguarda melhora do mercado e do fornecimento de insumos para reacelerar produção

A GM lançará no fim do ano uma concorrente para a Hilux GR-Sport. Será a Chevrolet S10 Z71, versão da picape média com apelo esportivo, apesar de não mexer no propulsor 2.8 Ecotec de 200 cv e 51 kgfm das demais versões turbodiesel da picape. O câmbio certamente será o conhecido automático de seis marchas de fabricação própria. O visual é que ainda é um mistério.

Leia também: Fiat Argo 2022 ganha nova versão, mas e motor 1.0 turbo?

Carros em dúvida

Estes modelos deveriam chegar este ano, mas talvez fiquem para 2022 ou sejam descartados por suas fabricantes:

Novo Nissan Sentra – deveria já ter sido lançado, mas é importado e a instabilidade do mercado fez a marca japonesa rever os planos. Tem chances de ser abortado.

VW e-Up! – seria o primeiro carro elétrico da marca no país, para brigar com o Fiat 500e. Sua chegada está sob análise, mas a recente queda no dólar pode recoloca-lo no radar.

Caoa Chery Tiggo 5X Pro – será lançado pela operação sino-brasileira com 100% de certeza, mas deve ficar para 2022.

Você também pode se interessar por:

Crise de semicondutores vai longe e deixará carros ainda mais caros
Tecnologia vai mudar design dos carros como você nunca viu
Por que só a Fiat cresce enquanto rivais patinam na pandemia
Carro que você compra tem quase 300 impostos e taxas embutidos
20 carros para PCD que voltarão a ter isenção de IPI por até R$ 140 mil

Carros lançados em 2021Carros lançados no segundo semestre de 2021Carros lançados no BrasilCaoa Chery Tiggo 8 ProFiat PulseFiat 500eFiat Strada automáticaNova Fiat Strada WorkingJeep Comass 4xe HybridJeep Renegade 2022 turboPeugeot 208 e-GTnovo Citroën C3Novo VW Tiguan Allspace eHybridnovo Honda City sedannovo Renault Kwidnovo Renault Captur turboCaoa Exeed LXnovo Hyundai CretaJAC E-JS1Jeep Commandernova Toyota Hilux GR-SportChevrolet S10 Z71

Comentários