17 carros que deram adeus ao Brasil em 2022

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus
Renan Rodrigues
Por
04.01.2023 às 22:30
Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

O ano de 2023 já começou e algumas ausências nos configuradores oficiais podem ser sentidas. A mais notável delas, sem sombra de dúvidas, é o Volkswagen Gol. O modelo se despediu com uma série especial, Last Edition, mas sua última unidade de fato foi destinada a uma locadora. 

Junto com o Gol, o Voyage também disse adeus, se tornando um carro que morreu duas vezes. A eletrificação também fez suas vítimas, já que a Volvo ainda não tem um sedan elétrico e resolveu tirar de linha seus representantes nesta categoria. 

Anuncie seu carro na Mobiauto  

No entanto, com três modelos, a Caoa Chery liderou a faxina, já que três modelos deram adeus ao mercado brasileiro. Confira abaixo todos os carros que saíram de linha em 2022:

BMW X2

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

A BMW é uma das marcas que mais se entusiasmaram com os SUVs com caimento cupê. Praticamente todos seus modelos possuem uma variante com esse tipo de design. No entanto, o X2 não agradou tanto ao brasileiro. O modelo foi reestilizado em 2021 para o mercado europeu e nunca desembarcou por aqui. Oficialmente, a BMW não descarta ofertar novamente o X2 no Brasil. 

Caoa Chery Tiggo 2 e Tiggo 3X

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

É bem verdade que os dois são basicamente o mesmo carro, mas o Tiggo 2 foi mantido em linha com a chegada do 3X. No entanto, menos de um ano depois, a marca anunciou o fechamento da fábrica de Jacareí, no interior de São Paulo, e ambos deram adeus ao mercado brasileiro. 

Caoa Chery Arrizo 6

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

É bem verdade que o consumidor consegue comprar um Arrizo 6 nas lojas da marca, mas apenas a variante Pro Hybrid. O modelo em questão foi reestilizado e ganhou um sistema híbrido-leve. No entanto, a marca pretendia manter o modelo antigo em linha, mesmo com o fechamento da fábrica. No entanto, os custos não fariam o modelo antigo competitivo o suficiente para a estratégia fazer sentido. 

Honda Accord e CR-V

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

O Accord foi o primeiro híbrido da Honda no Brasil, mas durou apenas seis meses por aqui.. Apesar de econômico, o preço de carro de luxo afastou o público. Não há indícios que o sedan retorne, mesmo com a nova geração já apresentada. No entanto, o CR-V, que também sumiu das lojas em 2022, deverá retornar ao fim de 2023. 

Hyundai HB20X

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

Antes mesmo da Hyundai reestilizar o HB20 e acabar com a polêmica dianteira, a versão aventureira subiu no telhado ainda em janeiro. A fabricante até poderia mantê-lo, mas preferiu destinar o cliente para a antiga geração do Creta, que ainda é vendido na configuração Action. 

Hyundai ix35

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

Foram 12 anos em linha, mas o Hyundai ix35 finalmente se aposentou. O modelo, que na verdade é a segunda geração do Tucson, chegou em 2010, passou a ser fabricado nacionalmente em 2013 e recebeu sua última mudança relevante em 2015. O New Tucson talvez poderia figurar nesta lista, já que não está à venda no momento, mas a Hyundai prometeu uma reestilização que estreou na gringa em 2018 para manter o SUV vivo. 

Mitsubishi Outlander Sport

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

Antes de matar o ASX, a Mitsubishi lançou o Outlander Sport, que é basicamente a versão reestilizado do SUV. A ideia era usar o design de modelos mais atuais e não gastar tanto assim. Só que o Proconve L7 forçaria a mudanças no motor e depois de alguns meses, a marca desistiu e não retomou a produção. 

Renault Sandero

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

Esse caso é parecido com o Arrizo 6. Ainda tem Sandero nas lojas, mas agora ele atende somente como Stepway. O que a Renault fez foi simplesmente colocar o motor 1.0 aspirado na configuração aventureira e tirar a versão civil de linha. 

Suzuki Vitara e S-Cross

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

É bem verdade que os dois SUVs são pouco lembrados pelo consumidor, mas ambos também deram adeus ao Brasil. A marca fala em reposicionamento e em abrir espaço para novos produtos. No entanto, os dois saíram de linha em julho do ano passado e até agora nenhuma novidade foi apresentada. 

Suzuki Jimny 

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

O valente Jimny ainda vive entre nós, mas agora só com a nova geração, que ganhou o sobrenome Sierra e até câmbio automático. O fim do valente SUV voltado para o off-road aconteceu em agosto, colocando fim a uma história de 23 anos de vida e 10 anos de fabricação nacional. 

Volkswagen Gol e Voyage 

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

Falar do Gol é chover no molhado. O icônico e já clássico modelo da Volkswagen é capaz de ser personagem para relatar o avanço da indústria automobilística no Brasil, ainda assim, após a preferência por outros modelos, o Gol saiu de linha no final do ano com direito a série de despedida. 

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

O Voyage, variante sedan do Gol, acompanhou o modelo e deu adeus ao mercado brasileiro pela segunda vez na história, mas, provavelmente, nunca mais voltará. 

Volvo S60 e S90

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

A Volvo focou seus esforços em carros eletrificados. Atualmente, a marca vende somente SUVs com motorização híbrida ou elétrica. 

Ano ficou marcado pela despedida do VW Gol, mas outros modelos também deram adeus

Dessa forma, os dois sedans foram aposentados, uma vez que as vendas também não justificavam esforços para homologar e importar outras motorizações. A marca sueca diz que, caso ganhem variantes elétricas, podem retornar ao Brasil um dia. 

Você pode se interessar por:

Carros mais vendidos de 2022 por categoria: SUV, picape, hatch e sedan
O dia em que Pelé jogou um amistoso contra operários da Volkswagen
Posso rodar com o carro mesmo com o IPVA atrasado? 

Volkswagen
Gol
Voyage
Suzuki
Jimny
Vitara
Hyundai
Caoa Chery
HB20X
IX35
BMW
X2

Comentários