Novo Kia Sportage é salada visual que te faz confundir faróis com grade

Quinta geração do SUV segue tendência de design cada vez mais agressiva das marcas coreanas, ficando quase impossível identificar o que é o quê
Por Leonardo Felix
09.06.2021 às 18h:54 • Att. há 11 dias
Quinta geração do SUV segue tendência de design cada vez mais agressiva das marcas coreanas, ficando quase impossível identificar o que é o quê

A Kia apresentou nesta semana a quinta geração do SUV médio Sportage. O modelo traz o novo logotipo da marca e mantém o topo da grade com o desenho de “nariz de tigre”, porém com um novo estilo. 

Porém, o que mais chama a atenção é a verdadeira salada visual feita pelo time de design da fabricante, de modo que faróis, tomadas de ar e elementos puramente estéticos do balanço dianteiro, que se confundem como se fossem uma coisa só.

Anuncie seu carro sem precisar pagar

Quinta geração do SUV segue tendência de design cada vez mais agressiva das marcas coreanas, ficando quase impossível identificar o que é o quê

Tanto que identificar quais são exatamente os elementos do conjunto óptico é exercício para poucos. Os faróis contam com dois projetores e são contornados por dois filetes em forma de bumerangue que invadem os para-lamas frontais e funcionam como luzes diurnas. Tudo em LED. 

E para que servem as três lâminas horizontais no topo dos faróis? Provavelmente são as luzes de seta. Há outros dois projetores de LED de cada lado na base do para-choque frontal, operando como iluminação de neblina e de direcionamento dinâmico em curvas. 

Leia também: Por que os carros elétricos atuais não estão matando a grade frontal?

Quinta geração do SUV segue tendência de design cada vez mais agressiva das marcas coreanas, ficando quase impossível identificar o que é o quê

Tudo isso permeado por uma ampla tomada de ar central, cuja moldura engloba todos os componentes. Segundo a fabricante, o projeto visual do novo Sportage foi “resultado de um esforço cooperativo entre as redes globais de design [da empresa] na Coreia do Sul, Alemanha, Estados Unidos e China”. Talvez isso explique o excesso de arrojo... 

A parte traseira é mais comedida. As lanternas bipartidas têm um desenho criativo, mas não tão arrojado, e são integradas por um fino refletor que cruza a tampa do porta-malas. 

Leia também: Ford Maverick reencarna como picape urbana híbrida que faz 17 km/l

Quinta geração do SUV segue tendência de design cada vez mais agressiva das marcas coreanas, ficando quase impossível identificar o que é o quê

Pelo ângulo lateral, ganha destaque a moldura preta que contorna os vidros da coluna A ao spoiler traseiro, dividindo a pintura da carroceria e criando um teto flutuante. E ficam evidentes as diferenças entre as duas configurações estéticas reveladas pela fabricante.

Na opção X-Line, os apliques de plástico nas portas são largos e elaborados, as rodas têm acabamento bicolor diamantado diferente, molduras na base dos vidros em tom preto e rack longitudinal de teto. Na outra opção apresentada, tais molduras são em cromo acetinado, as barras de teto são mais simples e as rodas possuem outro desenho. 

Leia também: Avaliação: VW Taos tem bala na agulha contra o líder Jeep Compass?

Quinta geração do SUV segue tendência de design cada vez mais agressiva das marcas coreanas, ficando quase impossível identificar o que é o quê

Internamente, as soluções são mais convencionais. Quadro de instrumentos e central multimídia são 100% digitais e integrados por uma régua flutuante em preto brilhante no painel, mas isso já se vê nos Mercedes-Benz mais modernos. 

A saída de ar central se une à lateral direita como se fossem um difusor só e o console central é elevado, com um seletor giratório operando como manopla de câmbio.

Quinta geração do SUV segue tendência de design cada vez mais agressiva das marcas coreanas, ficando quase impossível identificar o que é o quê

Por enquanto, a fabricante não revelou quais serão os motores, as versões, os preços ou detalhes de pacotes de equipamento, mas já se sabe que o novo Kia Sportage será lançado na Europa em setembro e terá configurações híbridas plug-in. No Brasil, por enquanto, não há previsão para a chegada do SUV, mas espera-se que ele venha ao nosso mercado em 2022. 

Você também pode se interessar por:

Por que donos de carro elétrico estão voltando ao motor a combustão?
Avaliação: carro elétrico mais vendido de 2020 é enorme e sem retrovisor
19 carros híbridos e elétricos que devem ser lançados no Brasil em 2021
Carro elétrico: 12 dúvidas muito comuns que todo mundo tem sobre ele 

kiakia sportagenovo kia sportagecarro suvsuv médiosuv híbridocarro híbridodesign de carro

Comentários