Fiat Pulse: este será o nome do SUV que brigará com Nivus e Tiggo 3X

Modelo chega ao mercado apenas no fim de setembro, mas já quer criar problemas para seus futuros rivais no segmento de SUVs de entrada
Por Leonardo Felix
02.06.2021 às 14h:17 • Att. há cerca de 4 meses
Modelo chega ao mercado apenas no fim de setembro, mas já quer criar problemas para seus futuros rivais no segmento de SUVs de entrada

Fiat Pulse. Este é o nome, enfim confirmado pela Stellantis, do primeiro SUV nacional da marca italiana, cujo visual foi revelado na final do Big Brother Brasil 2021. O carro será dado como prêmio a Juliette, vencedora do reality. 

Através de uma enquete realizada no hot site do modelo, a marca deu três opções aos internautas: Domo, Tuo e Pulse. Pulse foi a opção apontada como a favorita pelos três finalistas BBB, pelo apresentador do programa, Thiago Leifert, e por muitas pessoas nas redes sociais. 

Não deu outra: acabou ganhando a votação, que recebeu 65% de um total de 380 mil votos, de acordo com a fabricante. A opção Domo recebeu 25% e a Tuo, apenas 10%.

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto 

Modelo chega ao mercado apenas no fim de setembro, mas já quer criar problemas para seus futuros rivais no segmento de SUVs de entrada

Como a Mobiauto contou em primeiríssima mão em janeiro, o Pulse será efetivamente lançado no mercado apenas entre fim de setembro e começo de outubro, porque o início de sua produção em série em Betim (MG) está marcado para o início do nono mês do ano.

O modelo chega para brigar no segmento de SUVs de entrada no país, atualmente liderado pelo VW Nivus, mas que ganhou a concorrência do Caoa Chery Tiggo 3X nesta semana. Outro rival é o Honda WR-V

Além do nome, a Stellantis confirmou que o Pulse terá o sistema Fiat Connect Me, estreado no mês passado pela Toro 2022 - e que a Mobiauto já testou, veja aqui como foi o resultado. Isso significa que ele poderá ter funções controladas pela Alexa, por relógio inteligente ou por um aplicativo no celular, e ainda trará Wi-Fi a bordo.

Leia também: Caoa Chery Tiggo 3X Pro e Plus: as diferenças de preço e itens entre as versões

Modelo chega ao mercado apenas no fim de setembro, mas já quer criar problemas para seus futuros rivais no segmento de SUVs de entrada

Fiat Pulse: plataforma e motorização 

O Pulse será responsável por estrear uma plataforma nova, segundo a Stellantis, chamada MLA (abreviatura para “Modular Architecture” ou... “Arquitetura Modular”). A fabricante, inclusive, se esforça para afirmar que ela é totalmente nova na comparação com a base MP1 utilizada pelo hatch Argo e pelo sedan Cronos

No entanto, podemos afirmar que se trata de uma evolução estrutural sensível. Além disso, o SUV estreará no país o trem de força formado pelo motor 1.0 GSE T3 – um três-cilindros turboflex que terá entre 120 e 130 cv, e cerca de 20 kgfm – e pelo câmbio automático de seis marchas da Aisin. 

Já as versões de entrada devem contar com o mesmo motor 1.3 Firefly aspirado flex de 101/109 cv (gasolina/etanol) do Argo, aliado a câmbio manual de cinco marchas ou automático tipo CVT, como na Strada 2022

Leia também: Carros mais vendidos de maio: Fiat faz trinca e Argo é líder pela 1ª vez

Modelo chega ao mercado apenas no fim de setembro, mas já quer criar problemas para seus futuros rivais no segmento de SUVs de entrada

As suspensões, por sua vez, manterão a arquitetura dos dois eixos - McPherson à frente e eixo de torção atrás -, mas praticamente todos os componentes serão trocados ou reforçados, incluindo novas travessas, barras, bandejas e buchas, novo posicionamento e curvatura de travessa, e novos pontos de fixação e torção.

Com isso, o Pulse terá 1,1 cm de ganho na distância entre eixos em relação a Argo e Cronos, subindo de 2.521 mm para 2.532 mm. A empresa ainda não abriu as dimensões de comprimento, largura, altura e bitolas, mas espera-se que o Pulse seja um pouco mais largo e alto do que o Argo, inclusive com um vão livre do solo maior.

Leia também: Chevrolet não tem carro entre os dez mais vendidos pela 1ª vez no ranking

Modelo chega ao mercado apenas no fim de setembro, mas já quer criar problemas para seus futuros rivais no segmento de SUVs de entrada

 A fabricante afirma, ainda, que o Pulse terá bancos, sistema de direção, ar-condicionado, arquitetura elétrica e até pedais totalmente novos, o que permitirá a adoção de saídas de ar na fileira traseira do SUV, uma central multimídia mais robusta e as funções do sistema Fiat Connect Me, incluindo carregador de celular por indução, botão de chamada de emergência e Wi-Fi a bordo. 

A Stellantis justifica a premissa de "nova plataforma" alegando que a parte de baixo do monobloco do Pulse, uma das principais responsáveis pela estrutura do ponto de vista de segurança, passou por modificações profundas em relação à matriz MP1, com novos desenhos de travessas e longarinas, linhas de carga mais baixas e seções 50% maiores, a fim de aumentar a rigidez estrutural.

Além disso, o chamado underbody do SUV conta com maior percentual de aços de alta e ultra alta resistência: são 66% de aços de alta resistência e 20% de ultra alta resistência, nas contas da fabricante, isso falando apenas da base do chassi. 

Leia também: Toyota Corolla Cross já é top-15 e vende tanto quanto o irmão sedan

Casca de Argo com outro rosto

Modelo chega ao mercado apenas no fim de setembro, mas já quer criar problemas para seus futuros rivais no segmento de SUVs de entrada

Apesar de tudo isso, o Fiat Pulse herdará do Argo praticamente todos os elementos de estamparia na parte superior do chassi: para-brisa, colunas A, B e C, as quatro portas laterais, todos os vidros e vigias laterais, todo o teto, os quatro-para-lamas, o vidro traseiro e até a parte exterior das lanternas traseiras bipartidas têm desenho idêntico entre Pulse e Argo.

No caso das lanternas, mudam apenas os arranjos internos de iluminação e as partes internas, ligadas à tampa do porta-malas. Por falar nela, a tampa é uma das duas únicas chapas da carroceria que mudam em relação ao hatch. A outra é o capô.

Leia também: Ford EcoSport ganha sobrevida na Argentina, mas importado da Índia

Modelo chega ao mercado apenas no fim de setembro, mas já quer criar problemas para seus futuros rivais no segmento de SUVs de entrada

Porém, o Pulse traz um balanço dianteiro totalmente exclusivo, com faróis, grade e para-choque próprios - faróis e grade, aliás, lembram os da nova Strada. Na parte traseira, a nova tampa de porta-malas integra o nicho de placa em seu centro e novos recortes para a parte interna das lanternas, diferenciando-as das peças do Argo.

Desse modo, o para-choque traseiro foi remodelado, perdendo o nicho de placa e ganhando uma silhueta mais protuberante que a do Argo. Isso deve render ao Pulse alguns centímetros de comprimento no comparativo com o irmão. Há na peça, também, um aplique em cromo acetinado com o desenho de duas falsas saídas de ar trapezoidais.

Com duas prováveis motorizações, o Fiat Pulse deve ter preços entre R$ 80.000 e R$ 110.000. 

Você também pode se interessar por:

SUV cupê Fiat 376 já roda no Brasil e pode ter motor 1.3 turbo mais manso
Fiat terá três SUVs tamanho P, M e G nos próximos anos
Quais carros de Jeep e Fiat terão motor turbo (e quando chegam)
Assinar um Fiat ou Jeep custará de R$ 1.350 a R$ 4.730 por mês
Stellantis: como fusão afetará Fiat, Jeep, Citroën e Peugeot no Brasil  

fiat pulse
novo fiat pulse
carro SUV
novo SUV Fiat
SUV automático
SUV de entrada
SUV turbo
SUV compacto
VW Nivus
Caoa Chery Tiggo 3X
rosto de óculos escuros

Comentários