10 Carros que tiveram o visual estragado por um detalhe

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai
Por Camila Torres
03.06.2021 às 11h:00 • Att. há cerca de 4 meses
Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

Um detalhe muda tudo. Estes dez carros comprovam isso depois de ter o visual estragado ou, talvez, atrapalhados por um ou dois elementos que não ornaram com o restante dos traços. 

Alguns já são bem conhecidos pelas polêmicas relacionadas ao visual. Outros você não esperaria encontrar aqui. Também vai se surpreender em encontrar modelos de marcas de luxo que, muitas vezes, só recebem elogios. 

Depois de esmiuçarmos o catálogo de carros zero-quilômetro da Mobiauto e analisarmos a fundo o design de diversos carros, quase nada passou despercebido e temos aqui uma lista inédita de carros que pecaram por um detalhe. 

Lembrando que esta lista é baseada em nossas impressões e é subjetiva. Discorda de um ou mais carros que apontamos aqui? Sem problemas, é só deixar nos comentários, mas sempre com respeito. Concorda com a lista toda? Que legal, comente também! Sem mais delongas, vamos ao que interessa. 


Hyundai HB20 Sense – Grade e lanternas traseiras

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

No segundo semestre de 2019, a Hyundai apresentou a segunda geração do HB20 quase junto do Chevrolet Onix, o que causou grande expectativa no mercado automotivo. Mas se o hatch da GM caiu nas graças do público mais uma vez, o HB20 foi alvo de polêmicas e inúmeros memes devido ao seu design controverso.

A fabricante coreana, na época, afirmou que havia apostado em traços e elementos futuristas. O grande problema não foi esse, mas sim a grade frontal do modelo, demasiadamente grande e que em nada combinou com os faróis de visual ousado. 

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

Um deles precisava sair, e aqui na redação, nós acreditamos que é grade. Na parte traseira, outro detalhe que não casou foi o das lanternas traseiras, formando um gancho para baixo. Se a parte interna das peças fosse para cima, já teria deixado o visual bem mais harmonioso.

Leia também: Hyundai HB20 2022 democratiza ESP e airbags laterais, mas fica mais caro

Tantos formatos geométricos distintos deixaram o visual do hatch parecendo um quebra-cabeças em que as peças não se encaixam. Mas se serve de conforto a quem comprou ou quer comprar, ao longo dos meses o novo HB20 foi ficando mais palatável. E pessoalmente ele é mais bonito.


Peugeot 208 – Traseira

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

Quem não gostou do design frontal do Peugeot 208? O visual imponente, com ar de carro premium e peças harmoniosamente encaixadas, deu ao hatch o status de um carro chamativo, talvez o mais bonito de seu segmento. 

No entanto, boa parte do encanto passa quando olhamos para o novo 208 apenas pelo ângulo de trás. Diferente do Hyundai HB20, o Peugeot de nova geração é bem fotogênico. Isso pode parecer bom, mas ao vivo a experiência com a traseira acaba não sendo tão empolgante.

Leia também: Avaliação: novo Peugeot 208 1.6 tem chance contra Onix, HB20 e Polo?

Nem a referência da Porsche ao integrar as lanternas uma à outra por um faixa em preto brilhante salvou o design traseiro de cair em uma estética de carro popular. Talvez seja porque as lanternas são pequenas demais e não tenham guias de LED, o que ofusca seus traços. Ou porque o desenho traseiro seja arredondado demais. 


Mercedes-Benz Classe C - Moldura dos faróis de neblina

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

Criticar qualquer coisa em um Mercedes-Benz pode parecer ousadia, mas não foi bem-sucedida a harmonização facial pela qual o sedan Classe C passou para chegar à sexta geração. 

Porém, assim como em uma harmonização, os lábios são uma das regiões do rosto que mais correm risco de perder a naturalidade. Com o Classe C aconteceu o mesmo, só que com a tomada de ar inferior.

Ela se une aos faróis de neblina numa moldura em formato de osso de cachorro totalmente desproporcional com as linhas elegantes e delgadas de faróis e grade. Resultado: ela deixa a porção de baixo do para-choque larga demais. 

Leia também: 22 SUVs que serão lançados no Brasil em 2021


BMW Série 4 Cabrio – Grade

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

BMW, por quê? Por que fazer isso com a grade duplo-rim desse carro (ou de todos os seus carros mais novos)? Essa grade com maiores proporções verticais do que horizontais tem ganhado vez em vários modelos da marca. 

E ela até cai bem em alguns carros, como SUVs mais largos e altos. O problema foi usá-la em um modelo baixo e esportivo como o conversível BMW Série 4 Cabriolet. 

Leia também: Novo BMW X5 M Competition chega ao Brasil custando quase R$ 1 milhão

A grade toma praticamente todo o para-choque e chama mais atenção do que as próprias curvas do esportivo. E, assim, o charme característico de um conversível se perde em meio à agressividade desproporcional da dianteira. Por fim, a placa bem ali no meio da própria grade só polui mais ainda o visual.


BMW i3 – Rodas

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

Enquanto a Chevrolet Montana é chamada carinhosamente de Monstrana e o Fiat Mobi, de Frankenstein, o BMW i3 passa despercebido aos apelidos, apesar do visual exageradamente exótico. 

Já pudemos perceber que de vez em quando a equipe de design da BMW tem um certo probleminha com proporção. É o conhecido “cada uma faz o seu e depois a gente junta”, de trabalhos da faculdade.

Leia também: 19 carros híbridos e elétricos que devem ser lançados no Brasil em 2021

No caso do i3, vários detalhes poderiam ser apontados, mas como a proposta do carro é ser futurista, quase tudo pode ser perdoado em prol do bem maior que é ter um carro ecologicamente correto e que não polui. Menos as rodas. Estas, quase tão finas quanto as rodas de uma moto, são difíceis de digerir.


Toyota Corolla Cross - Contorno da grade

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

Quem poderia imaginar o Toyota Corolla Cross nesta lista? Afinal, as vendas têm mostrado o quão bem aceito está sendo no mercado brasileiro. Nós também gostamos do Corolla Cross, tecnicamente falando, e você pode conferir na avaliação que fizemos

Porém, como bons detalhistas que somos, nada passa despercebido. Muito menos o contorno em plástico duro da grade dianteira, que, junto com esses faróis bem espichados (que nós também gostamos) deixam o SUV a cara do sr. Miyagi, da série Cobra Kai. 

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

Na parte de trás, muita gente tem criticado o posicionamento do silencioso do escapamento, exposto demais logo atrás do para-choque.


Nissan V-Drive – Faróis 

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

Há quem diga que esse carro é todo feio, mas não é bem assim. O principal problema, pelo menos na parte dianteira, são os faróis enormes. 

Eles saltam da carroceria do carro, parecendo dois olhos esbugalhados. Outro ponto de melhoria, é a grade dianteira, que é um tanto quanto pequena para as proporções do carro. 

Apesar do modelo continuar em linha, a Nissan já conseguiu ir da água para o vinho com o novo Versa. No lançamento, um dos maiores destaques do modelo foi o seu novo design que agradou a gregos e troianos. 

Leia também: Onde o novo Nissan Versa ganha ou perde de Onix Plus e Virtus


Fiat Strada Cabine Plus - portas

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

A nova geração da Fiat Strada ganhou muitos elogios em termos de design, especialmente na configuração Cabine Dupla, pois traz uma frente harmoniosa e uma traseira com lanternas que imitam as da irmã maior Toro.

Entretanto, ter trocado a base do primeiro Palio pela do Mobi criou uma silhueta peculiar na configuração Cabine Plus. As portas dianteiras são curtas demais, como as do subcompacto, e deixam a chapa de estamparia que vai até a tampa da caçamba enorme. Um bocado desproporcional em termos estéticos, não?


Renault Zoe – Faróis 

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

Particularmente, me agrada muito quando os faróis ou lanternas são ligados um ao outro, principalmente em carros de segmento premium. Uma marca popular que também tem feito isso muito bem é a Volkswagen, com os SUVs T-Cross, Nivus e Taos. 

Porém, no caso do Renault Zoe, a tentativa não deu muito certo e ficou parecendo mais uma “monocelha” do que um design futurístico. Especialmente porque os faróis são pequenos e estreitos demais em comparação com o restante da frente, alta e arredondada. 

Leia também: Renault Zoe volta ao Brasil renovado e mais potente que o Duster


Novo Hyundai Creta – Faróis 

Toyota Corolla Cross é o Sr. Miyagi de Cobra Kai

Este SUV ainda nem desembarcou no Brasil, mas sua estética já é alvo de polêmicas. O principal responsável, diferentemente do irmão menor, não é a grade dianteira (apesar de controversa), mas sim os faróis fragmentados. É, a Hyundai realmente não tem medo de abusar do futurismo. 

Leia também: Avaliação: vale comprar o Hyundai Creta atual com o novo para chegar?

Mas, no geral, apostamos que o novo Hyundai Creta vai conquistar alguns corações mais ousados, principalmente por essas novas linhas da carroceria, que lembram bem de longe os carros da Mini, principalmente com esta pintura em vermelho. 


Talvez você também se interesse: 

Os SUVs que mais ganharam ou perderam valor em um ano de pandemia
Os melhores carros para andar em família
Carro que você compra tem quase 300 impostos e taxas embutidos
As melhores picapes 4x4 na faixa de R$ 100 mil

Carros estranhos
Curiosidades sobre carros
rosto de óculos escuros

Comentários