Os 10 carros vendidos pelos preços mais absurdos em leilão

Alguns desses carros foram leiloados tão caros quanto obras de arte.
Por Jornalista Convidado
23.06.2022 às 14h:27 • Att. há cerca de 5 dias
Alguns desses carros foram leiloados tão caros quanto obras de arte.

 Por Felipe Oliveira  

Um Mercedes-Benz Coupé 300 SLR Uhlenhaut, de 1955, se tornou o carro mais caro da história. Segundo a montadora alemã, o carro de 67 anos foi arrematado em um leilão pela bagatela de 135 milhões de euros (algo em torno de R$ 700 milhões).

Com apenas duas unidades no mundo, o 300 SLR foi arrematado recorde anterior, que pertencia à Ferrari 250 GTO, de 1962. O esportivo do cavalinho rampante foi arrematado em 2018 pelo equivalente a R$ 200 milhões. Vale ressaltar que a segunda unidade do Coupé 300 SLR Uhlenhaut fica no Museu da Mercedes-Benz em Stuttgart, na Alemanha.

Anuncie seu carro na Mobiauto

A RM Sotheby’s, responsável pelo leilão, informou que o veículo se tornou um dos 10 objetos mais caros já vendidos em leilões na história, ficando ao lado de obras de Picasso e Leonardo da Vinci.

Segundo a Mercedes, o dinheiro arrematado será utilizado para lançar um fundo de bolsas de formação e pesquisa. O projeto será voltado para jovens e tem como foco as ciências ambientais e a diminuição das emissões de carbono. Confira:

Leia também: Ferrari lucra bilhão, mas pode falir este salão do DF ao pedir R$ 60.000


Os 10 carros mais caros já vendidos em leilões

1- Mercedes-Benz Coupé 300 SLR Uhlenhaut - 135 mi de euros (R$ 700 milhões)

Alguns desses carros foram leiloados tão caros quanto obras de arte.

Inspirado no W196 R Grand Prix, que foi campeão da Fórmula-1 em 1954 e 1955, o carro é movido por um motor 3.0l de 8 cilindros, capaz de gerar 300 cv de potência. Segundo a montadora, a velocidade máxima do carro é 299 km/h. Dos nove modelos produzidos, apenas dois foram convertidos para uso urbano. 


2- Ferrari 250 GTO 1962 – US$ 48,4 milhões (R$ 233,25 milhões)

Alguns desses carros foram leiloados tão caros quanto obras de arte.

Arrematada em um leilão em 2018, a Ferrari desbancou da liderança sua irmã gêmea. Com apenas 36 unidades produzidas entre 1962 e 1964, a GTO é um dos maiores desejos entre os colecionadores de carros.


3- Ferrari 250 GTO 1962 – US$ 38,11 milhões (R$ 183,68 milhões)

Alguns desses carros foram leiloados tão caros quanto obras de arte.

Colocada para disputar corridas em 1962 por Edoardo Lualdi-Gabardi, essa Ferrari disputou dez corridas e venceu nove, ficando em segundo lugar na restante. O carro é equipado com motor V12 3.0 de 300 cv e tração traseira.

Leia também: Toyota é mais valiosa que Tesla, Ferrari e Land Rover juntas


4- Ferrari 335 Sport Scaglietti 1957 – US$ 35,7 (R$ 172,04 milhões)

Alguns desses carros foram leiloados tão caros quanto obras de arte.

Em 2016, essa Ferrari se tornou o carro mais caro da história. O modelo disputou as 12 Horas de Sebring de 1957 e a tradicional Mille Miglia do mesmo ano. Depois disso, foi parar em um acervo de colecionador onde ficou quatro décadas até ser leiloada.


5- Mercedes-Benz W196 1954 – US$ 29,6 milhões (R$ 142,65 milhões)

Alguns desses carros foram leiloados tão caros quanto obras de arte.

Pilotada por Juan Manuel Fangio, pentacampeão da Fórmula-1, esse Mercedes foi a primeira “flecha de prata”, apelido que seria herdado pelo carro do heptacampeão Lewis Hamilton.


6- Ferrari 290 MM 1956 – US$ 28,05 milhões (R$ 135,18 milhões)

Alguns desses carros foram leiloados tão caros quanto obras de arte.

Com apenas 289 unidades produzidas, esse carro foi construído para participar da Mille Miglia de 1956. O carro também foi pilotado por Juan Manuel Fangio.

Leia também: Camari ou Ferraro? Camaro transformado em Ferrari é vendido por R$ 55.800


7- Ferrari 275 GTB/4 S NART Spider 1967 – US$ 27,5 milhões (R$ 130,36 milhões)

Alguns desses carros foram leiloados tão caros quanto obras de arte.

Uma das dez unidades produzidas pela Ferrari especialmente para  a North American Racing Team, o carro pertenceu ao ator Steve McQueen.


8- Ferrari 275 GTB/C Speciale 1964 – US$ 26,4 milhões (R$ 127,22 milhões)

Alguns desses carros foram leiloados tão caros quanto obras de arte.

Equipada com motor V12 3.0 litros com 316 cv de potência, essa Ferrari foi produzida especialmente para corridas. Curiosamente, esse carro nunca entrou em uma pista de corrida, o que pode ter ajudado a aumentar seu valor em leilão.


9- Jaguar D-Type 1955/56 – US$ 21,78 milhões (R$ 104,96 milhões)

Alguns desses carros foram leiloados tão caros quanto obras de arte.

O D-Type é vencedor de três títulos das 24 Horas de Le Mans, o que o torna um veículo lendário. O esportivo é equipado com motor 3.4 de  235 cv a 6.000 rpm e 33,4 kgfm a 4.000 rpm. Segundo a Jaguar, o carro ia, ou vai, aos 100 km/h em apenas 4,7 segundos e pode atingir a máxima de 261 km/h.


10- Alfa Romeo 8C 2900B Lungo Spider 1939 – US$ 19,8 milhões (R$ 95,42 milhões)

Alguns desses carros foram leiloados tão caros quanto obras de arte.

Esse italiano é o mais próximo de ser brasileiro na lista. O Alfa Romeo esteve por aqui em 1949, com o piloto Mario Tavares ao volante, e venceu uma corrida em Interlagos. O 8C 2900B é equipado com um motor 3.0 de oito cilindros em linha, capaz de produzir 180 cavalos de potência. Algo impensável para um modelo colecionável, é que o Alfa teve o chassi encurtado e a carroceria trocada. Apenas em meados dos anos 1990 essa unidade começou a ser restaurada.  


Talvez você também se interesse:

Primeiro SUV da Ferrari tinha doses de Jeep e foi renegado por Enzo
Como a China comunista fez vendas de carros superluxo baterem recordes
Rússia anuncia o carro elétrico mais barato do mundo
Fiat, Chery, Ferrari: como Pininfarina mudou design até dos carros populares

Cars
Carros
Carros de leilão
Carros de luxo
Supercarros
Ferrari
Mercedes
Carros Clássicos
Alfa Romeo
rosto de óculos escuros

Comentários