Novo Renault Captur é mais potente que o Taos e tem torque de Toro turbo

SUV renovado será lançado em julho com motor 1.3 turboflex com toque de Mercedes-Benz e o maior torque do segmento
Por Camila Torres
24.06.2021 às 14h:41 • Att. há cerca de 1 mês
SUV renovado será lançado em julho com motor 1.3 turboflex com toque de Mercedes-Benz e o maior torque do segmento

O novo Renault Captur será lançado oficialmente dia 7 de julho. Enquanto a data não chega, a fabricante francesa vai acabando com o mistério a conta-gotas. Nesta semana, revelou que motor 1.3 turboflex do SUV terá 170 cv de potência e 27,5 kgfm de torque. 

Dados relacionados ao desempenho, como o número oficial de 0 a 100 km/h ou a velocidade máxima, ainda não foram divulgados. Mas com essa pequena pista da Renault já podemos constatar que o motor entrega um pouco mais de cavalaria e força do que o Mercedes-Benz GLA 200 AMG Line, que usa o mesmo propulsor, porém apenas a gasolina. 

Leia também: Toyota Corolla Cross: os itens que o SUV terá e o sedan não

Para quem não sabe, o motor do novo Captur é fruto de uma parceria da Renault-Nissan-Mitsubishi com a Daimler, proprietária da Mercedes. 

A promessa é que o 1.3 turbo mude a performance do SUV da água para o vinho. Afinal, em relação ao antigo 1.6 aspirado de 120 cv e 16,2 kgfm - que deve segur nas verões de entrada do novo Captur -, o ganho é de 50 cv e mais de 10 kgfm. Não é pouca coisa. 

SUV renovado será lançado em julho com motor 1.3 turboflex com toque de Mercedes-Benz e o maior torque do segmento

Com esses números, o Renault Captur, que inclusive usa a mesma plataforma do irmão Duster, supera concorrentes como Volkswagen T-Cross e Chevrolet Tracker nos dados de potência e torque. 

Leia também: SUV chega às lojas em 25 de março. Veja qual versão venderá mais

É mais potente, inclusive, do que um VW Taos, e fica na cola de Jeep Compass e Toyota Corolla Cross (único sem motor turbo). Em relação ao torque, seus 27,5 kgfm são idênticos aos do próprio Compass e da nova Fiat Toro, que por sinal também usam um motor 1.3 turboflex. 

Mas é preciso considerar que o Renault Captur tem peso, proporções e aerodinâmica diferentes, o que é o bastante para brincar com dados relacionados à velocidade. 

Nós já testamos o modelo, mas só podemos compartilhar as primeiras impressões no dia 7 do próximo mês. Enquanto isso, confira alguns dados da performance da concorrência para saber o que esperar do SUV da Renault. 

Leia também: Avaliação: como anda o Corolla sedan híbrido flex com etanol

Volkswagen T-Cross Highline: motor 1.4 Turbo de 150 CV e 25,5 kgfm de torque / 0 a 100 km/h em 8,7 segundos / velocidade máxima: 198 km/h

VW Taos Highline: motor 1.4 Turbo de 150 CV e 25,5 kgfm de torque / 0 a 100 km/h em 9,3 segundos / velocidade máxima: 194 km/h

Chevrolet Tracker Premier: motor 1.2 turbo de 133/132 cv e 21,4/19,4 kgfm de torque/ 0 a 100 km/h em 9,4 segundos /velocidade máxima: 185 km/h

Toyota Corolla Cross: motor 2.0 de 177/169 cv e 21,4 kgfm de torque / 0 a 100 km/h em 9,8 segundos / velocidade máxima: 195 km/h

Jeep Compass: motor 1.3 turbo de 185/180 cv e 27,5 kgfm / 0 a 100 km/h em 8,8 segundos / velocidade máxima: 207 km/h

Mercedes-Benz GLA 200 AMG Line: 163 cv e 25,5 kgfm de torque / 0 a 100 km/h em 8,7 segundos / velocidade máxima: 210 km/h

Talvez você também se interesse: 

VW Taos 2022: de R$ 154.990 a R$ 191.060, veja versões, preços e itens
Jeep Compass 2022: as diferenças das nove versões em 25 fotos
Toyota Corolla Cross e VW Taos: o que SUVs têm nos EUA e não no Brasil
Avaliação: Toyota Corolla Cross XRE, a versão que mais será vendida

Novo Renault CapturSUVCapturMotor CapturDesempenho novo Captur

Comentários