Marcas de carro não estendem garantia na 2ª onda da pandemia

Apenas cinco de 20 empresas consultadas pela Mobiauto estenderam o prazo de manutenção do carro no pior momento da crise do coronavírus no país
Por Camila Torres
07.04.2021 às 18h:21 • Att. há cerca de 1 mês
Apenas cinco de 20 empresas consultadas pela Mobiauto estenderam o prazo de manutenção do carro no pior momento da crise do coronavírus no país

A pandemia do coronavírus se alastrou com tanta velocidade no Brasil em 2021 que o jeito foi desacelerarmos até esperar a vacina chegar e a onda passar. Há mais de um ano estamos nos acostumando com uma nova forma de viver e sobreviver. 

Muitos setores tiveram seus serviços impactados. Nosso país, especialmente, segue dividido entre a adoção do lockdown para diminuir a velocidade de contágios e, consequentemente, de mortes, e a necessidade ou sanha de manter serviços em funcionamento para não falir. 

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto

Apenas cinco de 20 empresas consultadas pela Mobiauto estenderam o prazo de manutenção do carro no pior momento da crise do coronavírus no país

A situação é praticamente a mesma de março ou abril de 2020. Hospitais, delegacias, mercados são alguns dos serviços essenciais que continuam funcionando. Entre eles, também estão as oficinas mecânicas. Igrejas, escolas, academias, shoppings, concessionárias e até empresas multinacionais estão de portas fechadas. Depois do método “faça você mesmo”, agora temos o “faça tudo na sua casa”. 

Porém, ano passado as fabricantes se mostraram mais benevolentes, estendendo prazos de revisão e garantia para todos os clientes que não conseguissem agendar sua revisão para a data indicada, ou não se sentissem seguros para sair de casa. Agora, o cenário é bem diferente.

Leia também: Novo Jeep Compass diesel de 200 cv será assim, mas só chega em junho
 

Marcas que estão oferecendo garantia estendida

Apenas cinco de 20 empresas consultadas pela Mobiauto estenderam o prazo de manutenção do carro no pior momento da crise do coronavírus no país

Nossa redação entrou em contato com mais 20 marcas de carros para saber como suas respectivas oficinas estavam funcionando e se iriam estender o prazo de manutenção e garantia para aqueles clientes que não quisessem ou se sentissem seguros para sair de casa num momento em que estamos com UTIs lotadas e mais de 4 mil mortes diárias devido à covid-19.

Audi, Bmw, Caoa Chery, Chevrolet, Citroën, Fiat, Honda, Hyundai, Jaguar, Jeep, Kia, Land Rover, Lexus, Mercedes-Benz, Mini, Mitsubishi, Nissan, Peugeot, Renault, Suzuki, Toyota, Volkswagen e Volvo, todas as empresas consultadas afirmaram que sua rede segue funcionando para serviços de manutenção e restrição, com algumas restrições.

Leia também: Novo Jeep Compass: 5 coisas que queríamos que mudasse no SUV

De todas elas, apenas o grupo HPE, representante de Mitsubishi e Suzuki no país, está operando com horários reduzidos. Mas todas as oficinas das marcas consultadas vêm pedindo para que os clientes agendem antes o horário de atendimento, para assim evitar aglomerações e tempo de espera. 

Algumas marcas também relataram estar com a equipe reduzida. Porém, poucas estão oferecendo prazo ou garantia do carro estendida. Dentre as que flexibilizaram o prazo estão apenas três marcas japonesas, uma coreana e uma francesa.

HPE: Mitsubishi e Suzuki oferecem extensão de dois meses no prazo de revisão e garantia, a contar a partir do final do período de lockdown. A fabricante afirma, ainda, que haverá a possibilidade de prorrogar o prazo.

Nissan: outra que decidiu repetir a prática do ano passado foi a Nissan. A marca está oferecendo flexibilização de três meses tanto para manutenção quanto para garantia.

Renault: a marca francesa prorrogou o prazo de revisão manutenção e garantia para até 01 de junho. 

Kia: a marca sul-coreana também aderiu a flexibilização dos perídos de manutenção, revisão e garantia. A Kia estendeu o prazo por três meses, a contar a partir do dia 05 de abril.

Leia também: Chevrolet Tracker PCD 2022 existe no catálogo, mas não nas lojas
 

Marcas que estão avaliando caso a caso 

A segunda onda da pandemia, como já dissemos, vem sendo marcada por recordes de mortes e pelo quase colapso do sistema de saúde brasileiro, o que levou diversos estados a adotarem medidas mais restritivas durante a fase mais tensa da pandemia.

Em cidades como São Paulo, apenas estabelecimentos que oferecem serviços essenciais puderam continuar de portas abertas. A famosa metrópole que não dorme teve que apagar as luzes mais cedo. 

Neste cenário, os carros passaram a funcionar muitas vezes como um veículo para transporte das compras do mercado para casa do que qualquer outra coisa. Para muitos, este é o único estabelecimento ainda frequentado nos últimos tempos. 

Leia também: Carros mais vendidos em março: Onix tem pior mês em quase 6 anos

Isso significa uma redução significativa da quilometragem rodada. E, para muitos, ter que se deslocar a uma concessionária e ainda deixar o automóvel nas mãos de terceiros para uma revisão pode representar um risco desnecessário.

Cientes disso, algumas fabricantes estão analisando caso a caso a possibilidade de extensão do período de manutenção e garantia do carro, o cliente deve entrar em contato com sua concessionária para que seu pedido seja analisado. 

Citroën

Fiat

JAC

Jeep

Mercedes-Benz

Peugeot

Ram


Marcas que não estão oferecendo garantia estendida

Apenas cinco de 20 empresas consultadas pela Mobiauto estenderam o prazo de manutenção do carro no pior momento da crise do coronavírus no país

Audi, Hyundai, Toyota, Lexus e Volvo afirmaram que não vão estender o período de garantia como fizeram em 2020. As fabricantes frisaram que estão seguindo todos os protocolos de segurança, como uso de máscaras, distanciamento social, redução de capacidade e disponibilização de álcool em gel no local. 

Leia também: Estes são os últimos SUVs abaixo de R$ 100 mil

Toyota, Lexus e Volvo: irão manter os períodos de revisão, manutenção e garantia originais, já que as oficinas não pararam de funcionar no último lockdown. 

Audi: com as oficinas funcionando normalmente, a marca não entende como necessidade a extensão do período de revisão e garantia, continuando apenas a oferecer tolerância de um mês ou 1.000 km para manutenção.

Hyundai: não oferece prazo de garantia estendido, já que a oficina continua prestando serviço diariamente, mas informa que poderá conceder extensão pontual para os veículos que apresentarem problemas de qualidade, confirmados por diagnóstico e cuja garantia expirou durante o lockdown. 

Leia também: VW Taigo é o Nivus europeu, mais esportivo e com grade que acende


Marcas que não responderam

Questionadas sobre a flexibilidade do prazo de manutenção e garantia para este período de agravamento da pandemia no Brasil, as marcas abaixo até o momento não apresentaram um posicionamento para nossa equipe. 

Chevrolet, Volkswagen e BMW responderam o contato esclarecendo que as oficinas continuam funcionando já que são consideradas um serviço essencial, mas não informaram se vão flexibilizar os prazos de manutenção e garantia. 

● BMW

● Caoa Chery

● Chevrolet

● Honda

● Porsche

● Volkswagen


Talvez você também se interesse: 

Jeep de 7 lugares: vimos SUV de perto e desvendamos alguns segredos
Os SUVs que mais ganharam ou perderam valor em um ano de pandemia
Estes são os últimos SUVs abaixo de R$ 100 mil
Carro elétrico: 12 dúvidas muito comuns que todo mundo tem sobre ele

Garantia do carro na pandemiaPandemiaCovid-19CarrosOficinas mecânicas

Comentários