Exclusivo: Fiat Fastback deve ser o nome do SUV cupê 376

Modelo derivado da plataforma MLA do Pulse deve herdar não apenas a traseira, mas também o nome do conceito apresentado no Salão d SP 2018
Por Renan Bandeira
16.09.2021 às 21h:14 • Att. há cerca de cerca de 1 mês
Modelo derivado da plataforma MLA do Pulse deve herdar não apenas a traseira, mas também o nome do conceito apresentado no Salão d SP 2018

Com Leonardo Felix

Aparentemente, a Stellantis não conseguirá criar o mesmo frisson do Fiat Pulse - que teve até enquete no Big Brother Brasil 2021 - ou do Jeep Commander - cuja alcunha foi revelada por código Morse - em relação à identidade do SUV cupê compacto-médio, também da Fiat, que será lançado em 2022. 

Até o momento, o modelo é conhecido apenas pelo código de projeto 376. No entanto, a Mobiauto pode afirmar que o modelo já vem sendo chamado internamente pela fabricante de Fastback, mesmo nome de um conceito apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo de 2018. 

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto

O Fastback era um protótipo de SUV cupê baseado na Toro, o que levou toda a mídia a especular que a picape ganharia um irmão com teto fechado. Na época, a FCA - que ainda não havia formado a joint venture com o grupo PSA -, tratou de descartar os rumores.

Modelo derivado da plataforma MLA do Pulse deve herdar não apenas a traseira, mas também o nome do conceito apresentado no Salão d SP 2018

Oficialmente, a fabricante afirmou que o conceito não geraria um produto diretamente, mas sim serviria de inspiração para criar outros modelos. Um deles é o facelift da própria Toro, lançado em abril deste ano, que passou a ostentar grade e faróis muito parecidos com os itens do Fastback Concept na dianteira.

Leia também: Ford Fiesta recebe última atualização antes da morte definitiva

Já a parte traseira da carroceria, com seu chamativo caimento, tornou-se o norte para projetar as linhas do 376. O modelo será um SUV cupê, assim como o conceito, mas terá porte bem menor, pois usará a plataforma MLA do Pulse, que, por sua vez, deriva da base MP de Argo e Cronos, todos modelos compactos.

No entanto, ao que tudo indica, o modelo não deve herdar apenas o visual do Fastback, mas também o nome. Internamente, a fabricante já trata o SUV cupê diretamente como “Fastback”, e não apenas pelo código 376. 

Mas as suspeitas não ficam apenas nisso. Em abril deste ano, a Stellantis registrou no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) o nome “Fiat Fastback”, justamente no mesmo momento em que começou a usá-lo para denominar o projeto no lugar do código numérico.

Leia também: Fiat SUV cupê 376 é o mais próximo que teremos de uma nova perua

Modelo derivado da plataforma MLA do Pulse deve herdar não apenas a traseira, mas também o nome do conceito apresentado no Salão d SP 2018

O que já sabemos sobre o futuro Fiat Fastback

Apesar de ter o estilo de SUV cupê, como o VW Nivus, e usar a plataforma MLA, o futuro Fiat Fastback (ou 376) terá porte um pouco maior, sendo mais comprido até que um Jeep Compass. Seu objetivo será brigar com o VW T-Cross em faixa de preço.

O SUV já desfila em protótipos com carroceria definitiva e foi até flagrado pelos colegas do Autos Segredos, confirmando seu porte maior que o do recém apresentado Pulse, que deve chegar às lojas em novembro deste ano.

Assim como o Pulse, o Fastback deve herdar de Argo e Cronos boa parte da estamparia, incluindo portas laterais, colunas A e B, para-brisa e teto. Em contrapartida, o SUV cupê deve ter, assim como o Pulse, uma estrutura reforçada no underbody com aços de maior resistência.

Leia também: Novo Citroën C3 terá dedo da Fiat e ares de SUV para renascer no Brasil

Para se diferenciar da família em largura em altura, seus para-lamas traseiros devem ser abaulados. As bitolas serão mais generosas e conjunto roda-pneu, maior, incluindo banda de rodagem mais larga e cinco pontos de fixação. 

As suspensões devem manter as arquiteturas McPherson e eixo de torção, porém reforçadas e elevadas para deixar a carroceria mais alta e suportar o peso do balanço traseiro esticado. 

As dimensões do SUV cupê ainda não foram reveladas, mas ele deve medir cerca de 4,40 m de comprimento, 1,76 m de largura e 1,60 de altura, mantendo o entre-eixos de 2,53 m do Pulse.

Leia também: Fiat 376 será SUV cupê como o Nivus, mas brigará com o T-Cross

A oferta de motores ficará concentrada nos novos trens de força turbinados da família GSE. Turboflex, eles contam com quatro válvulas por cilindros, injeção direta de combustível e sistema MultiAir, que promove a variação inteligente do comando das válvulas na fase de admissão. 

O três-cilindros 1.0, que ainda fará a sua estreia no fim deste ano, com o próprio Pulse, deve render aproximadamente 130 cv e 20,5 kgfm, enquanto o já conhecido 1.3 de quatro cilindros entrega 180/185 cv (gasolina/etanol) e 27,5 kgfm (para os dois combustíveis). Este último pode pintar numa calibração mais mansa, de 150 cv.

O Fiat Fastback deve compartilhar com o Pulse o bloqueio do diferencial dianteiro (TC+), centrais multimídia com projeção de celulares sem fio, Wi-Fi a bordo, quadro de instrumentos digital e o sistema Fiat Connect Me, que permite obter informações ou mexer em comandos do veículo via assistente do Google ou da Alexa.

Ele será produzido em Betim (MG) e deve ser apresentado em meados de 2022. O SUV deve ser vendido com preços entre R$ 120.000 e R$ 170.000. As projeções do designer Kleber Silva, do @kdesignag, são meramente ilustrativas, visto que ainda não há confirmações a respeito do visual.

Você também poderá se interessar por:

Fiat Pulse terá Wi-Fi e partida do motor por comando de voz
Ram 1000 é uma Fiat Toro Ranch disfarçada e com motor 1.8
Fiat Punto vai ressuscitar como SUV elétrico com base de Peugeot
Peugeot 1008: o irmão maior do novo Citroën C3 com toques de Fiat 

Fiat Fastback
Fiat SUV cupê Fastback
Fiat Fastback 376
Fiat SUV cupê 376
Fiat SUV cupê
Fiat SUV médio
carro SUV
SUV cupê
SUV compacto médio
SUV turbo
rosto de óculos escuros

Comentários