Carro automático ganha ainda mais espaço no Brasil com pandemia

Percentual de vendas de veículos sem pedal da embreagem cresce no primeiro semestre e algumas marcas já estão abandonando o câmbio manual
Por Renan Bandeira
04.08.2021 às 11h:11 • Att. há cerca de 11 meses
Percentual de vendas de veículos sem pedal da embreagem cresce no primeiro semestre e algumas marcas já estão abandonando o câmbio manual

Prático e confortável, o câmbio automático está se tornando cada vez mais o queridinho do nosso mercado. Levantamento feita pela Bright Consulting, ao qual a Mobiauto teve acesso em primeira mão, aponta que esse tipo de transmissão ganhou ainda mais espaço na garagem dos brasileiros em 2021.

De acordo com o levantamento, no primeiro semestre deste ano os carros automáticos representaram 55,5% dos emplacamentos totais de automóveis e comerciais leves no país, deixando os manuais com a fatia de 44,5%.

Anuncie seu carro sem pagar na Mobiauto

A virada de jogo já havia acontecido no ano passado, quando os automáticos representaram mais de 50% das vendas totais pela primeira vez na história de nosso mercado automotivo, com 53,6% de todas as vendas. Em 2019, o percentual havia sido de 48,6%.

Isso significa que a pandemia vem acelerando uma tendência já em curso, a disseminação das caixas automáticas (que podem ser com conversor de torque, CVT ou ainda automatizadas de dupla embreagem) em nosso país.

Esse dado só não é maior por causa da Fiat, marca que está com forte volume de vendas neste ano mantendo o foco em carros manuais e de volume, como o hatch compacto Argo, a picapinha Strada, o subcompacto Mobi e o furgão Fiorino. Nenhum deles possui versão automática no momento.

Leia também: Carros mais vendidos em julho: Toyota tem melhor resultado da história

A marca italiana, inclusive, é a única entre as mais vendidas com número maior de versões manuais do que de automáticas no catálogo de seus modelos. 

De resto, mesmo outras marcas de forte apelo popular, como Chevrolet e VW, já compõem mais da metade de seus portfólios com carros automáticos. Veja:

Fiat: 40,5% das versões de seus carros são gerenciadas por um câmbio automático

Volkswagen: 65,8%

Ford: 83,3%

Hyundai: 61,3%

Chevrolet: 65,5%

Toyota: 90,9%

Honda: 91,3%

Algumas montadoras perceberam a preferência dos consumidores pela comodidade e avançaram na oferta de automáticos com força nos últimos tempos.

As japonesas Honda e Toyota, por exemplo, já oferecem mais de 90% de suas respectivas gamas com câmbios do tipo.

Leia também: Afinal, misturar diesel na gasolina melhora o desempenho do motor?

Não à toa, recentes lançamentos de nossa indústria, como VW Nivus, Fiat Toro 2022 e Toyota Corolla Cross, chegaram sem nenhuma versão manual. O mesmo deve acontecer com o novo Hyundai Creta nos próximos meses.

Você também pode se interessar por:

Oito SUVs automáticos que você ainda pode comprar por até R$ 100.000

Nova Renault Oroch perderá o nome Duster e terá visual exclusivo

Honda vai reduzir linha de carros nacionais. Veja quais morrem 

Comparativo: Jeep Compass x Fiat Toro, qual usa melhor o motor turbo?


Carros automáticos
carros manuais
carros automáticos vendem mais
carros automáticos dominam o mercado
carros automáticos no Brasil
Vendas dos carros automáticos
rosto de óculos escuros

Comentários