Rússia anuncia o “carro elétrico mais barato no mundo”

País segue os passos da China e lança o Zetta, microcarro que nasce com a missão de fazê-lo atingir a meta de ter 10% da frota zero-emissões até 2030
Por Renan Bandeira
08.09.2021 às 14h:30 • Att. há cerca de cerca de 2 meses
País segue os passos da China e lança o Zetta, microcarro que nasce com a missão de fazê-lo atingir a meta de ter 10% da frota zero-emissões até 2030

A Rússia está de olho no sucesso dos microcarros elétricos vendidos na China. Tanto que já se movimenta para apresentar o Zetta, um pequeno elétrico que teve a produção confirmada para o fim deste ano pelo governo russo para tentar ser o carro mais barato do mundo.

As especificações do Zetta são parecidas com a do Wuling Hong Guang Mini EV, um “sub-subcompacto” pertencente à joint venture SAIC-GM-Wuling lançado no ano passado, que tem sido o elétrico preferido dos chineses nos últimos tempos.

Consulte o valor do seu carro na Tabela Fipe

País segue os passos da China e lança o Zetta, microcarro que nasce com a missão de fazê-lo atingir a meta de ter 10% da frota zero-emissões até 2030

São 3.035 mm de comprimento, 1.600 mm de largura, 1.600 mm de altura e 2.000 mm de entre-eixos. Com essas dimensões, ele ficaria posicionado entre o extinto Smart For Two e o JAC e-JS1, que é o elétrico mais barato do Brasil.

A Zetta não divulgou os dados do motor até o momento, mas o pequenino não deve ir muito além dos 27 cv e 8,7 kgfm oferecidos pelo minielétrico chinês. A bateria, por sua vez, terá 10 kWh de capacidade, o que deve render uma autonomia de 180 km em uma única carga.

Mais detalhes sobre motor, versões e preços devem ser divulgados apenas na época do lançamento do modelo.

País segue os passos da China e lança o Zetta, microcarro que nasce com a missão de fazê-lo atingir a meta de ter 10% da frota zero-emissões até 2030

Leia também: Este carro elétrico pode ser montado em casa como Lego em menos de 1 hora

Faltou combinar com os chineses

O planejamento inicial da marca era iniciar a produção do microcarro elétrico no fim do último ano, mas o projeto atrasou por causa da pandemia de Covid-19 e deve se tornar realidade apenas no final de 2021.

A previsão é de que o Zetta EV chegue custando 550.000 rublos - moeda russa - o equivalente a R$ 39.000 na conversão direta. Isso na versão mais básica. As mais completas, com baterias mais robustas, devem custar mais caro.

País segue os passos da China e lança o Zetta, microcarro que nasce com a missão de fazê-lo atingir a meta de ter 10% da frota zero-emissões até 2030

Leia também: Os perrengues de viajar de carro elétrico em um Brasil sem infraestrutura

Se o governo russo quer fazer o elétrico mais barato do planeta, precisa combinar com os chineses. Afinal, o preço básico do Zetta ainda estaria aproximadamente R$ 17 mil mais alto do que os chineses cobram pelo elétrico da Wuling Hong Guang.

O veículo é o pontapé inicial do plano do governo russo em ter pelo menos 10% de sua frota de carros zero emissão até 2030. Além de modelos 100% elétricos, a Rússia vai investir em veículos abastecidos com células de hidrogênio, que devem estrear no Aurus, modelo mais luxuoso, em 2024.

Você também pode se interessar por:

Chineses preparam plataforma global para uso em qualquer carro elétrico
“Elon Musk chinês” quer criar grife de carros elétricos maior que a Tesla
Primeiro carro-forte elétrico no mundo é brasileiro, e bota forte nisso
Carro movido a vento quebra teoria e faz físico perder aposta de R$ 50 mil


Carro elétrico
microcarros
Carro hatch
Hatch subcompacto
Elétricos pequenos
curiosidades
rosto de óculos escuros

Comentários