Caoa fará 10 novos carros de Chery, Hyundai e Exeed no Brasil. Veja quais

Empresa investirá R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO) para lançar dez novos produtos até 2025, incluindo híbridos e elétricos
Por Leonardo Felix
25.11.2020 às 20h:39 • Att. há 2 meses
Empresa investirá R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO) para lançar dez novos produtos até 2025, incluindo híbridos e elétricos

O grupo Caoa anunciou um investimento de R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO), para produzir dez novos carros (entre produtos inéditos e renovações) até 2025. 

Segundo o site Autoo, o plano foi divulgado no início desta semana, no esteio de uma extensão do incentivo fiscal concedido pelo governo do estado de Goiás à empresa, que venceria no fim deste ano e foi prorrogado por mais cinco. 

O acordo compreende um abatimento de quase um terço da carga de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) pago pela Caoa, e deve beneficiar também a HPE, que fabrica modelos de Mitsubishi e Suzuki em outra cidade goiana, Catalão.

Confira o valor do seu carro na Tabela Fipe 

Atualmente, a Caoa produz no local quatro produtos da coreana Hyundai – os SUVs ix35 e New Tucson, e os caminhões HR e HD 80 – e três da chinesa Chery – Tiggo 5X, Tiggo 7 e Tiggo 8, todos utilitários esportivos).

A companhia promete ampliar a capacidade produtiva do complexo de 86 mil para 100 mil veículos anualmente, renovar a gama de veículos nacionalizados das duas marcas e ainda lançar modelos inéditos, delas e também da Exeed, uma marca de luxo da Chery que será trazida pela Caoa ao Brasil.

Também está no planejamento a eletrificação da gama e a expansão da rede de concessionárias Caoa Chery, atualmente em 104 pontos e que passaria de 150 nos próximos cinco anos.

Leia também: Peugeot Landtrek leva mais carga que Hilux com menos potência que Toro

Quais serão os 10 produtos feitos pela Caoa no país? Ainda é difícil cravar, mas a Mobiauto faz suas apostas. Veja a lista e nos cobre o percentual de acerto daqui a cinco anos:

1. Novo Caoa Chery Tiggo 5X

Empresa investirá R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO) para lançar dez novos produtos até 2025, incluindo híbridos e elétricos

O Tiggo 5X foi lançado no Brasil no final de 2018 já passou por um facelift em nosso mercado no início deste ano. Mas ele deve ser renovado em breve, provavelmente em 2022, recebendo a nova identidade visual “Life in Motion 3.0”, que estreia com o Tiggo 2 no ano que vem.

O motor deve seguir o mesmo, 1.5 turbo flex com injeção indireta de 150 cv, mas é possível que o câmbio automatizado de dupla embreagem com cárter seco seja substituído por um CVT com simulação de marchas, como nos Arrizo 5 e Arrizo 6, ou ainda por uma caixa banhada a óleo, como no Tiggo 8.

Leia também: Honda City hatch, turbo e com bancos mágicos, vai matar o Fit no Brasil

2. Tiggo 5X elétrico

Empresa investirá R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO) para lançar dez novos produtos até 2025, incluindo híbridos e elétricos

No pacote de eletrificação pode pintar em Anápolis a produção do Tiggo 5X elétrico, recém-apresentado na China e dotado de um conjunto de baterias de 53,6 kWh de capacidade bruta. Sua autonomia em ciclo WLTP é de cerca de 300 km.

O motor elétrico rende o equivalente a 129 cv de potência e 25,5 kgfm de torque. A recarga de até 80% da energia pode ser feita em meia hora em carregadores rápidos. Para chegar a 100% em ambiente doméstico, são necessárias de seis a oito horas.

Leia também: novo Nissan Versa é mais do que só um carro bonito?

3. Novo Caoa Chery Tiggo 7 Pro

Empresa investirá R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO) para lançar dez novos produtos até 2025, incluindo híbridos e elétricos

De todos os SUVs lançados desde o início da parceria entre Caoa e Chery, o Tiggo 7 certamente é o que mais passou longe de alcançar o sucesso esperado. Mas a operação ainda guarda boas expectativas para o modelo e seu segmento, e deve lançar entre 2022 e 23 uma reestilização profunda conhecida na Ásia como Tiggo 7 Pro.

Dotada do mesmo padrão visual dos futuros Tiggo 2 e Tiggo 5X, o Tiggo 7 Pro conta ainda com mudanças de estamparia na parte traseira, algo incomum em um facelift. No mercado chinês, o modelo vem equipado com o mesmo propulsor 1.6 turbo de injeção direta do Tiggo 8. A ver se a Caoa seguirá essa cartilha ou se optará por manter o 1.5 turbo de 150 cv do modelo atual.

Leia também: Qual desses 5 esportivados veste melhor a fantasia de esportivo?

4. Novo Caoa Chery Tiggo 8

Empresa investirá R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO) para lançar dez novos produtos até 2025, incluindo híbridos e elétricos

Grande fenômeno de procura desde o lançamento, o Tiggo 8 ficará para mais para o fim da fila, mas deve receber entre 2023 e 24 esta frente totalmente renovada, também já revelada na China. A mecânica deve seguir sem alterações.

5. Caoa Exeed LX

Empresa investirá R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO) para lançar dez novos produtos até 2025, incluindo híbridos e elétricos

Já está confirmada para 2021 a estreia de uma nova marca capitaneada pela Caoa no país: a Exeed, uma espécie de subsidiária voltada a veículos de luxo da Chery. O objetivo, aqui, é brigar com marcas premium como Volvo, Mercedes, Audi, BMW e Land Rover.

Ainda não se sabe qual produto será o responsável pela estreia, mas o favorito é o SUV médio LX, derivado direto do Tiggo 7. No entanto, seu motor deve ser o mesmo 1.6 TGDi de 186 cv do Tiggo 8.

Leia também: Fiat Argo: os principais problemas, segundo os donos

6. Caoa Exeed TXL

Empresa investirá R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO) para lançar dez novos produtos até 2025, incluindo híbridos e elétricos

Este deriva diretamente do próprio Tiggo 8, porém com capacidade para cinco ou sete passageiros. Uma curiosidade é que o TX possui uma configuração híbrida com recarga externa, que alia um motor elétrico a outro térmico, com turbo, de 1,5 litro, gerando 218 cv de potência combinada. 

Esta opção é candidata a vir ao Brasil, inclusive com produção em Anápolis, mas talvez não tão já. Pode ficar para os dois últimos anos do plano de investimentos. Já as versões térmicas podem chegar entre 2021 e 22.

7. Caoa Exeed VX

Empresa investirá R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO) para lançar dez novos produtos até 2025, incluindo híbridos e elétricos

O VX compartilha plataforma com o TX, mas leva até sete ocupantes e possui quase 5 metros de comprimento, além de carroceria e visual exclusivos. Deve ser lançado em 2023. É outro com boas chances de receber uma versão híbrida, que ficaria para 24 ou 25.

Leia também: Flagra: nova Fiat Toro terá faróis full-LED e freio autônomo

8. Novo Hyundai Tucson

Empresa investirá R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO) para lançar dez novos produtos até 2025, incluindo híbridos e elétricos

A nova geração do Hyundai Tucson chamou muita atenção pelo visual ousado, com faróis dispostos em nichos que se confundem com a grade. Ele está nos planos da Caoa para assumir o lugar do velho ix35 nos próximos dois anos.

9. Hyundai Santa Cruz

Empresa investirá R$ 1,5 bilhão na fábrica de Anápolis (GO) para lançar dez novos produtos até 2025, incluindo híbridos e elétricos
Projeção: @akdesignag

Seria uma boa aposta prever para entre 2023 e 24 a chegada da picape compacta-média Santa Cruz, derivada diretamente do novo Tucson. Chegaria para brigar com Fiat Toro e as futuras VW Tarok (picape que terá a base do Taos, e cujo nome ainda é provisório) e Ford Maverick (que nascerá da costela do Bronco Sport). 

10. Caminhão elétrico

Esta é uma especulação menos certeira, mas plausível: que a Caoa pode investir na produção de um caminhão elétrico de uso urbano para compor gama com o Hyundai HR.

[video]

Você também pode se interessar: 

Seis picapes que serão lançadas no Brasil em 2021
Picapes explodem em vendas na crise e viram queridinhas do mercado
As picapes mais fortes do Brasil
1ª picape elétrica do mundo está no Brasil, mas é robusta como uma a diesel?

carro suvsuv de luxosuv grandesuv médiosuv de 7 lugarescaoa cherycaoa exeedhyundai caoa
Comentários